Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Paulinho Nogueira - 20 Preferidas (CD 1996)

 Coletânea com 20 faixas, lançada pela RGE, inclui o sucesso "Menina"
O violonista Paulinho Nogueira, um dos precursores da Bossa Nova, comparece mais uma vez no blog com este excelente “20 Preferidas”, CD lançado em 1996 pela RGE. O álbum, enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço pela colaboração, é uma coletânea com as 20 melhores gravações do artista, nascido em Campinas (SP), em 8 de outubro de 1929, e falecido em São Paulo em 2 de agosto de 2003. Reconhecido como o inventor da craviola, instrumento de 12 cordas, mistura de cravo com viola, Paulinho também foi compositor, e obteve muito sucesso em 1970 como intérprete da música “Menina”, de sua autoria, que abre o disco. O repertório ainda inclui clássicos como “Viola enluarada”, “Quem te viu, quem te vê”, “Preciso aprender a ser só”, “Arrastão”, “Minha namorada” e outros. Confira:

01 - Menina
(Paulinho Nogueira)
02 - Menino Desce Daí
(Paulinho Nogueira)
03 - Menino Jogando Bola
(Paulinho Nogueira)
04 - Viola Enluarada
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle)
05 - Malagueña
(Ernesto Lecuona)
06 - O Cantador
(Dori Caymmi - Nelson Motta)
07 - Ave Maria
(Bach - Gounod - Adapt. Paulinho Nogueira)
08 - Abismo De Rosas
(Américo Jacobino Canhoto - João do Sul)
09 - Roda
(Gilberto Gil - João Augusto)
10 - Quem Te Viu, Quem Te Vê
(Chico Buarque de Hollanda)
11 - Procissão
(Gilberto Gil)
12 - Máscara Negra
(Zé Keti - Pereira Matos)
13 - Ária Na 4a Corda
(J.S. Bach)
14 - Preciso Aprender A Ser Só
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle)
15 - Largo
(Handell)
16 - Menino Das Laranjas
(Théo)
17 - Inútil Paisagem
(Antonio Carlos Jobim - Aloysio de Oliveira)
18 - Minha Namorada
(Carlos Lyra - Vinicius de Moraes)
19 - Jesus Alegria Dos Homens
(Bach)
20 - Arrastão
(Edu Lobo - Vinicius de Moraes)

COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Orquestra Som Bateau ataca novamente nº 10 (1974)

 Grandes sucessos da época estão reunidos neste LP lançado pela Polyfar
As postagens da Orquestra Som Bateau são sempre muito bem-vindas. Hoje apresento o 10º volume da série, lançado em 1974 pela Polyfar/Philips. Assim como os demais volumes, este exemplar reúne sucessos da época, executados por músicos de estúdio e intérpretes contratados, lamentavelmente não creditados em ficha técnica. No repertório, encontramos hits do Erasmo Carlos (“Sou uma criança não entendo nada”), Raul Seixas (“Medo da chuva” e “Gita”) Ney Matogrosso (“Homem com H”), Antonio Marcos (“Porque chora a tarde”), Lindomar Castilho (“Você é doida demais”), Diana (“Esta noite minha vida vai mudar”) e outras, gravadas em potpourri, como é tradicional na série. Confira:

01 - Melô do puladinho (Rock your baby)
(H.W.Casey - R. Finch - vs: Gugu)
Quero lhe dizer (Rock the boat)
(W. Holmes - vs: Gugu)
02 - Sou uma criança não entendo nada 
(Erasmo Carlos - Ghiaroni)
Sempre lhe direi (Lady lay)
(P. Groscolas - M. Jourdan - vs: Wanderley Cardoso)
03 - Porque chora a tarde 
(Gabino Correa - Antonio Marcos)
É preciso saber viver
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
04 - Minta para mim (Tell me a lie)
(B. Wyrick - M. Buckins - vs: Gugu)
Podemos fazer o amor acontecer novamente (We can make it happen again)
(Hugo & Luigi - G.D.Weiss - vs: Willis)
05 - Você me disse adeus (We said goodbye)
(Joe - vs: Helô)
Festa brava (Parthy dawn)
(W. Hale)
06 - Fogo sobre terra
(Toquinho - Vinicius)
Querida (Cherie sha la la)
(C. Gordane - J. Van Loo - I.Wira - vs: Rossini Pinto)
07 - Noite de desejos
(Odair José)
Esta noite minha vida vai mudar
(Diana - Odair José)
08 - Medo da chuva
(Raul Seixas - Paulo Coelho) 
Gita
(Raul Seixas - Paulo Coelho)
09 - Você é doida demais
(Lindomar Castilho - Ronaldo Adriano)
Pedaço de mau caminho
(Cezar - Cirus)
Desculpas
(Mauro Motta - Wilbert)
10 - Volte de uma vez pra mim
(Márcio Lee)
Quem sofre sou eu
(Geraldo Nunes da Silva - Wagnésio)
11 - Vai atras da vida que ela te espera
(Guilherme Lamounier)
Olhos azuis de bebê
(Zé Rodrix)
12 - Dançarina 
(Chico Xavier - Nem)
Ilustrissima madame
(Fernando Barreto - Kim Fernandes)
13 - O pinto 
(Pinduca)
Homem com H
(Antonio Barros)



terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Claudette Soares Ao Vivo (CD Duplo - 1999)

 Álbum gravado no Mistura Fina é dedicado ao Roberto e Erasmo Carlos
A cantora Claudette Soares reuniu uma constelação de astros e estrelas neste CD, gravado ao vivo no Mistura Fina (RJ) entre os dias 6 e 9 de janeiro de 1999. O CD duplo, lançado pela Som Livre e enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço pela colaboração, é dedicado ao Roberto e Erasmo Carlos, responsáveis pela autoria da música “De tanto amor”, o maior sucesso de sua carreira. Para apresentar o disco, com participações especiais de nomes como Jorge Ben Jor, Paulinho da Viola, Fafá de Belém, Roberto Menescal, Claudia Telles e outros, vou reproduzir o texto da própria intérprete: “Que maravilha! São 50 primaveras – um bom tempo pra se fazer uma história. Hoje, olho ao redor e só vejo amigos. Não tenho lágrimas por dentro nem por fora. Tenho sim uma enorme alegria por poder estar contando essa história, minha razão de viver. De tanto amor que recebi, posso dizer quer sou feliz. Tudo se transformou porque aprendi o quer é amar. Por isso, venho agora mostrar como é grande o meu amor por vocês”. Confira:


CD - 01

01 - De Tanto Amor 
(part. esp. Elymar Santos)
02 - Potpourri:
Teletema 
  Ao Redor 
 Meia Volta Juliana 
(part. esp. Regininha)
03 - Lágrimas Por Dentro
04 - Potpourri:
Registro
 Ao Amigo Tom
 De Palavra Em Palavra
(part. esp. Roberto Menescal)
05 - A Volta 
(part. esp. Roberto Menescal e Chico Costa)
06 - Bom Tempo
(part. esp. Zé Luiz Mazziotti)
07 - Autonomia 
(part. esp. Leandro Braga)
08 - Primavera
(part. esp. Garganta Profunda)
09 - Hoje 
(part. esp. Fafá de Belém)
10 - Coisas 
(part. esp. Cláudio Pinheiro)
11 - Potpourri:
Razão De Viver 
 Tristeza De Nós Dois 
(part. esp. Lucinha Lins)
12 - Como É Grande O Meu Amor Por Você
(part. esp. plateia do Mistura Fina)

CD - 02

01 - Como É Grande O Meu Amor Por Você 
(part. esp. Fábio Jr)
02 - Potpourri:
Fotografia
 Demais 
(part. esp. Cláudia Telles)
03 - Eu Gosto Mais Do Rio
 (part. esp. Roberto Menescal)
04 - O Que É Amar 
(part. esp. Kiko Furtado e Delia Fischer)
05 - Potpourri:
O Cravo Brigou Com A Rosa 
 Que Maravilha
 (part. esp. Jorge Ben Jor)
06 - Mundo Novo, Vida Nova
(part. esp. Daniel Gonzaga)
07 - Acontece 
(part. esp. Velha Guarda da Mangueira)
08 - Tudo Se Transformou 
(part. esp. Paulinho da Viola)
09 - Se Eu Pudusse Dizer Que Te Amei 
(part. esp. Caçulinha)
10 - Quando Eu Errei
11 - Cenário
12 - Jogando Conversa Dentro


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Banda do maestro Pica Pau - Alegria para todo Brasil

 Contracapa do CD lançado em 2001 traz dedicatória do apresentador Ratinho
Muitos conhecem o maestro José Paulo Soares, o Pica Pau, por sua atuação na regência de alguns programas de TV com orquestra, como “Qual é a música?”, “Viva a noite”, “Moacir Franco Show”, “Programa Raul Gil”, “Programa do Ratinho”, entre outros. Agora é a oportunidade de conhecê-lo em disco, graças ao amigo Iluvatar, a quem agradeço por enviar este CD. O álbum, com coro e sua banda, foi lançado em 2001 pela Atração, e traz músicas do próprio maestro, além de poutpourris com vários sucessos da música sertaneja.

Natural da cidade de Rio Claro em SP, tocava violão e violino juntamente com seu pai e fazia concertos de violino e piano com seus professores. Desde os oito anos de idade cursou violino no conservatório Gomes Cardim na cidade de Americana, SP. Já na maioridade, estudou arranjos e regências com o maestro Leo Perack. Como instrumentista, dedicou-se à guitarra e ao violão com influências do Jazz, Rock e Bossa Nova. Ainda no interior, com a banda “Os Impossíveis”, foi convidado a abrir o show do rei Roberto Carlos. Na época, o empresário do  cantor era Geraldo Alves, que convidou a banda para participar da Jovem Guarda e de outros programas de televisão na capital paulista.

Nos anos 80 e 90 esteve presente como músico e maestro em todos os grandes canais de televisão, sendo contratado com exclusividade em emissoras como Globo, SBT, Record e Bandeirantes. Foi também contratado nas principais gravadoras, como RCA Victor-BMG, Copacabana, Continental/Warnner e Edições Paulinas, gravando com os principais artistas da nossa música, como Agnaldo Rayol (na foto ao lado). Excursionou pelo Brasil como integrante da banda de Ray Conniff em shows e participou de gravações junto com o maestro Francês Michael Legrand. Com sua banda “Samba Soul” lançada pela gravadora RCA Victor/BMG, obteve reconhecimento no cenário internacional. Teve participações em trilhas de novelas globais, como “Final Feliz” (com a música “Sublime amor”), “Pão pão, beijo beijo” (com a música “Tema para um grande amor”) e”Fera Radical” (com a música “Magic Emotions”). Possui vários troféus de honra ao mérito e diplomas por representatividade na área musical. Confira:

01 - Banda Do Maestro Pica Pau
(Zé Paulo - Naty)
02 - D. N. A.
(Zé Paulo - Naty)
03 - Potpourri:
E Se For Teu
(Zé Paulo - Naty) 
Parabens Papai
(Zé Paulo - Naty) 
Ele Não É O Pai (Part. esp. Gabriela)
(Zé Paulo - Naty)
04 - Pensão
(Zé Paulo - Naty)
05 - Caloteiro
(Zé Paulo - Naty)
06 - Potpourri:
Tchaca Tchaca Na Butchaca
(Vicente Dias - Aguiar)
Tira A Roupa 
(Rick - João Paulo - Alexandre)
Enrosca Enrosca
(Jefferson Farias - Waldir Luz)
07 - Potpourri:
Fio De Cabelo
(Darci Rossi - Marciano)
Desculpe, Mas Eu Vou Chorar
(César Augusto - Gabriel)
É O Amor
(Zezé Di Camargo)
08 - Potypourri:
1,2,3 
(Paulo Debétio)
Boto Pra Remexer 
(Cecilio Nena - Lucas Robles - Antonio Luiz)
Mexe Mexe
(Nazildo - Altair Menezes)
09 - Potpourri:
Entre Tapas E Beijos 
(Nilton Lamas - Antonio Bueno)
Foge De Mim 
(Fátima Leão - Zezé Di Camargo)
Vira, Virou
(Carlos Colla - Nenéo)
10 - Potpourri:
Da Boca Pra Fora
(Nindomar Dantas)
Eu Me Amarrei 
(Waldir Luz - Tivas)
Nóis Não Vive Sem Muié
(Braulio Alberto Carvalho - Tarcisio Cardoso)
11 - Potpourri:
India 
(José A. Flores - Manuel O. Guerrero - vs: José Fortuna)
Meu Primeiro amor (Lejania)
(Herminio Gimenez - vs: José Fortuna - Pinheirinho Junior)
Cabecinha No Ombro
(Paulo Borges)
12 - Potpourri:
Eu Te Amo 
(Bob - Robson)
Não Aprendi A Dizer Adeus 
(Joel Marques)
Nem Dormindo Consigo Te Esquecer
(Cesar Augusto)
13 - Potpourri:
Luar Do Sertão
(Catulo da Paixão Cearense)
Cabocla Tereza
(Raul Torres - João Pacífico)
O Menino Da Porteira
(Teddy Vieira - Luizinho)
14 - Potpourri:
Cana Verde 
(Tonico - Tinoco)
Moreninha Linda
(Tonico - Priminho - Maninho)
Fuscão Preto
(Atilio Versutti - Jeca Minheiro)

COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador



domingo, 24 de fevereiro de 2019

Vários intérpretes - As 12 Jovens (LP 1968)

Repertório do LP lançado pela Musidisc é de bandas e cantores internacionais 
“As 12 jovens” é uma interessante coletânea de pop rock internacional lançada em 1968 pela Musidisc. O LP, enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração, apresenta 12 faixas interpretadas por bandas como Greenbeats, The Niddy Griddy Band e The Searchers, além dos intérpretes Davy Jones (ator e cantor, falecido em 2012, e que fez parte do grupo The Monkees) e Neil Christian. Entre as curiosidades destacam-se as faixas “Western Union”, mais conhecida no Brasil pela gravação da banda The Five Americans, e “Tell her”, original da versão “Jure por mim”, gravada pela Silvinha. Confira:

01 - Davy Jones - Dream girl
(McCoy)
02 - Greenbeats - La la song
(Ledingham)
03 - Neil Christian - I'm gonna love you baby
(Watling - Tidmarsh)
04 - The Searchers - Western union
(Rabon - Ezel - Durrill)
05 - The Foundations - Back on my feet again
(Macaulay - Macleod)
06 - The Movement - Tell her
(Russel)
07 - The Niddy Griddy Band - Dinny girgy
(Clarke)
08 - The Movement - Something you got
(Chris Kenner)
09 -  Davy Jones - Theme for a new love
(Levine - Abrams)
10 - The Searchers - I'll cry tomorrow
(Pender - McNally)
11 - The Foundations - I can take or leave your loving
(Rick - Jones - Jason)
12 - Neil Christian - You're all things bright and beautiful
(Dallon)


COLABORAÇÃO: Laércio


sábado, 23 de fevereiro de 2019

Maria Odette - Coletânea Especial (2019)

 Maria Odette se destacou como intérprete nos grandes festivais da canção
Cantora foi uma das primeiras a interpretar músicas do Caetano Veloso
Na segunda metade dos anos 1960, na efervescência dos festivais de MPB, uma cantora se destacou: Maria Odette. Foi ela quem em 1966, ao participar do II Festival Nacional da Música Popular, promovido pela extinta TV Excelsior, interpretando “Boa Palavra”, revelou ao Brasil um jovem compositor, Caetano Veloso, que também lhe confiou no mesmo ano a defender sua música “Um dia” no II Festival da Música Popular Brasileira, realizado pela TV Record. A partir do bom desempenho nos dois eventos, seu nome ficou atrelado aos festivais, e muitos compositores a disputavam para interpretar suas canções.

Nesta coletânea especial, montada a partir de alguns singles da minha coleção, e de canções lançadas em álbuns de festivais, podemos constatar seu grande talento, reconhecido pelos autores que assinam o repertório. Além do Caetano Veloso, a lista de compositores também é formada por nomes como Geraldo Vandré, Baden Powell, Marcos e Paulo Sérgio Valle, Paulo César Pinheiro, Isolda, Milton Carlos, Antonio Carlos e Jocafi, e até Antonio Marcos, entre outros.  Sua discografia, iniciada em 1966, se estendeu com certa regularidade até o início dos anos 1980, sendo que em 1997 lançou o CD “Um dia” (capa na foto acima), com a participação especial do Caetano Veloso na releitura da música “Boa palavra”, incluída nesta coletânea formada por 32 músicas, distribuídas em dois CDs. Hoje, mãe de Victor Thiago Bianchi Colunna, vocalista da banda brasileira Shaaman, Maria Odette infelizmente está afastada do cenário artístico, e mora em Jundiaí, no estado de São Paulo. Confira:

CD - 01

01 - 1966 - Boa palavra - II FMPB
(Caetano Veloso)
02 - 1966 - É de manhã
(Caetano Veloso)
03 - 1966 - Um dia (ao vivo) - II FMPB
(Caetano Veloso)
04 - 1966 - Levante (ao vivo)
(Geraldo Candré)
05 - 1967 - Canção do cangaceiro que viu a lua cor de sangue - III FMB
(Chico de Assis - Carlos Castilho)
06 - 1967 - Canto incerto
(Gabriela)
07 - 1967 - O canto do homem só
(Mirabeau - Livia Medeiros)
08 - 1967 - Janela
(Arnaldo Fernandes)
09 - 1967 - Trapiá
(Arnaldo Fernandes)
10 - 1967 - Quibungo
(Mirabeau)
11 - 1967 - Espanto
(Théo - Gianfrancesco Guarneri)
12 - 1967 - João e Maria
(Geraldo Vandré - Hilton Accioly)
13 - 1968 - Dia de vitória - III FIC
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle)
14 - 1968 - Herói de guerra
(Adilson Godoy)
15 - 1968 - Vai João
(Vera Brasil - Miriam Ribeiro)
16 - 1968 - Em tempo de saudade
(Vera Brasil - Stella Carr)

CD - 02

01 - 1969 - Sagarana - IV FIC (estúdio)
(João de Aquino - Paulo César Pinheiro)
02 - 1969 - Manjolo -  V Festival MPB TV Record
(Dino Galvão Bueno - Milton Eric Nepomuceno)
03 - 1970 - Refém da solidão
(Baden Powell - Paulo César Pinheiro) 
04 - 1972 - Verso novo
(Eduardo Gudin - Cau)
05 - 1972 - Ave Maria da vida
(Antonio Marcos - Mario Marcos)
06 - 1974 - Presunçosa
(Antonio Carlos - Jocafi)
07 - 1975 - Excesso de bagagem
(Maria Odette - Tom Graça)
08 - 1975 - Quarto de despejo
(Isolda - Milton Carlos)
09 - 1975 - Tanto amor (part. Carlos Zara)
M. Guantini - vs: Alexandre Cirus)
10 - 1979 - Eu demônio, eu poeta
(Fátima de Figueiredo - Sarah Benchimol - Ricardo Marques)
11 - 1980 - Chora palhaço
(Aloisio - Rony)
12 - 1980 - Sex one
(Aloisio - Rosemary - Rony)
13 - 1997 - Dá-me
(Adilson Godoy)
14 - 1997 - Flor da avenida
(César Roldão Vieira)
15 - 1997 - Boa palavra (com Caetano Veloso
(Caetano Veloso)
16 - 1969 - Sagarana - IV FIC (Ao vivo)
(João de Aquino - Paulo César Pinheiro)



sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Claudia, Vanusa e Nethy - Grandes encontros - vol.4

 CD traz 12 gravações ao vivo realizadas em São Paulo no ano de 1986
Este quarto volume da série “Grandes Encontros” reúne três cantoras – Claudia, Vanusa e Nethy – em gravações ao vivo. O CD, enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço pela colaboração  - foi lançado em 2000 pelo selo Inter CD. Os registros da Claudia e da Vanusa foram realizados na extinta casa paulista de espetáculos “Inverno e Verão” em 1986, mesmo ano das gravações da Neth no Espaço Elis. O repertório é assinado por grandes autores da nossa música, como Ary Barroso, Milton Nascimento, Chico Buarque, Tom Jobim, Caetano Veloso, Paulo Vanzolini, João Bosco, Aldir Blanc e outros. Confira:

01 - Claudia - Aquarela do Brasil
(Ary Barroso)
02 - Vanusa - Aprendendo a jogar
(Guilherme Arantes)
03 - Nethy - Sampa
(Caetano Veloso)
04 - Claudia - O tempo e o vento
(Antonio Carlos Jobim)
05 - Vanusa - Um dia de domingo
(Michel Sullivan - Paulo Massadas)
06 - Nethy - Ronda
(Paulo Vanzolini)
07 - Claudia - Bala com bala
(João Bosco - Aldir Blanc)
08 - Vanusa - Potpourri:
Mudanças
(Sérgio Sá - Vanusa)
Maria, Maria
(Milton Nascimento - Fernando Brant)
09 - Nethy - O meu guri
(Chico Buarque de Hollanda)
10 - Claudia - Na Baixa do Sapateiro
(Ary Barroso)
11 - Vanusa - Súplica cearense
(Gordurinha - Nelinho)
12 - Nethy - Morro velho
(Milton Nascimento)

COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Jair Rodrigues - O sorriso do Jair (LP 1966)

 Álbum lançado pela Philips foi gravado ao vivo no Teatro Record de São Paulo
Este álbum do Jair Rodrigues atende ao pedido do Mauro Teixeira. O disco, “O sorriso do Jair”, foi gravado ao vivo em 1966 no Teatro Record em São Paulo, ainda no calor do estrondoso sucesso da música “Disparada” no II Festival da Música Popular Brasileira, daí a explicação por ser a única do LP gravada em estúdio. O repertório ainda traz faixas que fizeram sucesso e foram muito executadas nas emissoras de rádio, como “Vem chegando a madrugada”, “Rapaz da moda”, “A Rita” e “Chão de estrelas”, entre outras. Enfim, mais um excelente álbum do saudoso Jair, pra ouvir e pedir bis. Confira:

01 - Disparada 
(Geraldo Vandré - Theo de Barros)
02 - Vem chegando a madrugada 
(Noel Rosa de Oliveira - Zuzuca)
03 - Rapaz da moda 
(Evaldo Gouveia - Jair Amorim)
04 - Contra canto 
(Paulinho Nogueira)
05 - O chegar da primavera 
(Niltinho - Luis Henrique)
06 - A Rita  
(Chico Buarque)
07 - Vem menina  
(Gilberto Gil - Torquato Neto)
08 - Potpourri:
Louco 
(Henrique de Almeida - Wilson Batista)
Meu Fraco É Mulher 
(Conde - Heitor de Barros)
Emília 
(Wilson Batista - Haroldo Lobo)
Fechei a Porta 
(Sebastião Mota - Ferreira dos Santos)
Só Eu Sei 
(J. Marques Ferraz - Francisco Ávila)
Volta 
(Djalma Ferreira - Luis Bandeira)
Dá-me 
(Adilson Godoy)
09 - Chão de estrelas 
(Orestes Barbosa - Silvio Caldas)
10 - Inaê 
(Vera Brasil - Maricene Costa)
11 - Deixa como está 
(José Di)
12 - Fiz meu samba de manhã 
(César Roldão Vieira)
13 - No balanço do Jequibau 
(Mário Albanese - Ciro Pereira)
  


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Cristina Santos - Oração ao Tempo (LP 1989)

 Grandes autores da nossa música são interpretados pela cantora e atriz
Faz tempo prometi postar este álbum da Cristina Santos, e finalmente apresento o LP lançado em 1989 pela 3M. Pra quem não sabe, a cantora e atriz é irmã da Lucélia Santos, e já tem um single disponível aqui. O disco se destaca pelo repertório, formado por grandes autores, como Caetano Veloso, Aldir Blanc, Zé Rodrix, Cazuza, Paulo César Pinheiro e outros. Uma das curiosidades é a releitura de “Vou ficar nu pra chamar sua atenção”, gravada originalmente pelo Erasmo Carlos, que neste disco é apresentada como “Vou chamar sua atenção”. Confira:

01 - Oração ao tempo
(Caetano Veloso)
02 - Queimada
(Moacyr Luz - Aldir Blanc)
03 - Tocha da Grécia
(Claudio Lucci - J. Márcio Pereira)
04 - Motéis
(Moacyr Luz - Aldir Blanc)
05 - A falta que você faz
(Chico Roque - Carlos Colla)
06 - Máquina do tempo
(Sérgio Souto - Aldir Blanc)
07 - Preciso chamar sua atenção
(Roberto Carlos - Easmo Carlos)
08 - Punhal
(Guinga - Paulo César Pinheiro)
09 - Blues da piedade
(Frejat - Cazuza)
10 - Suçuarana
(Guinga - Paulo César Pinheiro)
11 - Vamos fazer de conta
(Zé Rodrix - Miguel Paiva)
12 - Quatro irmãos
(Aldir Blanc - Leandro Braga)



terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Leno - Canções com Raulzito (CD 2010)

 CD resgata parceria entre o ídolo da Jovem Guarda e o eterno Raul Seixas
 Raulzito, antes da fama, fez parte da banda de Leno no início dos anos 70
O texto impresso no encarte, assinado pelo jornalista Mário Ivo Cavalcanti, dá uma ideia da importância deste CD, lançado em 2010, e enviado pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço pela colaboração: “Essas ‘Canções com Raulzito’ resgatam não apenas uma parceria e uma amizade de décadas passadas. Elas são o registro vivo de um tempo, e ajudam não apenas a transformar o que era lenda em realidade, mas também a revelar os primórdios de dois músicos que, numa dessas voltas que o mundo dá, estiveram muito perto”. O texto lembra que, no início dos anos 70, Raul participa da banda de Leno e como produtor da CBS, onde gravam, cada um, discos que seriam censurados e/ou rejeitados e hoje cultuados – “Vida e obra de Johnny McCartney” e “Sessão das dez” – justamente por fugirem da fórmula fácil e navegarem nas águas nem sempre plácidas da contracorrente. A parceria entre ambos é interessante. Confira:

01 - Uma pedra no seu caminho
(Raulzito - Leno)
02 - Johnny McCartney
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)
03 - O mundo dá muitas voltas
(Raulzito - Leno)
04 - Bis
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)
05 - Lady Baby
(Carlos Augusto - Raulzito Seixas)
06 - Sentado no arco-iris
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)
07 - Quatro paredes
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)
08 - Um drink ou dois
(Raulzito - Mauro Motta)
09 - Deus é quem sabe
(Raulzito)
10 - Objeto voador
(Raulzito)
11 - Convite para Angela
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)
12 - Se sou feliz porque estou chorando
(Raulzito - Leno)
13 - Sha la la (Quanto Eu Te Adoro)
(Raulzito)
14 - Sr. Imposto de Renda
(Leno Azevedo - Raulzito Seixas)


COLABORAÇÃO: Aderaldo


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Zegê & The Silver Jets - Coletânea especial (2019)

Seleção traz 16 primeiras gravações do Zé Geraldo registradas entre 1968 e 1970
Esta coletânea reúne as 16 primeiras gravações do Zé Geraldo, ainda na época em que se apresentava como Zegê, e era contratado da Rozenblit/Mocambo, com acompanhamento do grupo The Silver Jets, banda da qual Reginaldo Rossi fez parte antes de seguir carreira solo. O disco, enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço, inclui 12 músicas do primeiro LP, produzido em 1970, e quatro lançadas em compacto simples nos anos de 1967 e 1968 sob influência da Jovem Guarda. Depois dessas gravações, Zegê se afastou das gravadoras, mudou o nome artístico para o atual, mas se apresentava em bailes, como integrante da banda Thoró. A carreira do cantor e compositor, nascido em 9 de dezembro de 1944 na cidade de Rodeiro, no interior de Minas Gerais, ganhou impulso a partir de 1979, quando foi contratado pela CBS/Sony, e lançou o LP “Terceiro Mundo”, do qual se destacou o sucesso “Cidadão”. A partir daí, não parou mais, e se mantém na ativa até hoje. Confira:

01 - A Dama e o Vagabundo
(Zegê)
02 - Hoje Eu Não Preciso de Nada
(Zegê)
03 - Tremendamente Apaixonado
(Zegê)
04 - Minha Doce Ilusão
(The Black Cats) 
05 - Os Grandes São Grandes Porque Eu Ainda Estou de Joelhos
(Zegê)
06 - Eu Tenho o Maior Amor do Mundo
(Zegê)
07 - Via Anchieta, Km 33
(Zegê)
08 - O Mundo Agora É Meu
(Zegê)
09 - O Terror de Todo o Norte
(Zegê)
10 - Vou Pedir a Deus
(Zegê)
11 - Eu Dedico a Você
(Zegê)
12 - Minha Esperança É Você
(Zegê)
13 - Você Mudou A Minha Vida
(Zegê)
14 - Não Some Não
(Zegê)
15 - A Garota Do Show
(Zegê)
16 - A Bela E A Fera
(Zegê)


COLABORAÇÃO: Laércio



domingo, 17 de fevereiro de 2019

Tigres de Bengala - Elefante Branco (CD 1993)

 Repertório traz "Agora ou jamais", incluída na trilha da novela "Olho no olho"
 Músicos consagrados, como Ritchie, Vinicius Cantuária e Mú, estão na banda
Imagine um grupo formado por músicos consagrados. O resultado é a banda Tigres de Bengala, formada em 1993 por Ritchie (Voz, Computer e Flauta), Vinícius Cantuária (Voz, Violões e Percussão), Claudio Zoli (Voz, Guitarras e Violão), Dadi Carvalho (Voz, Baixos, Guitarras e Violões), Mú Carvalho (Teclados e Vocal) e Billy Forghieri (Teclados e Computer). O grupo, apesar da boa repercussão das faixas “Elefante branco” e “Agora ou Jamais” (incluída na trilha da novela “Olho no olho”,  da Rede Globo), só lançou este álbum, enviado pelo amigo Luã Ferreira, a quem agradeço pela colaboração. Embora tenham tido uma carreira meteórica e hoje mal sejam lembrados, os músicos apresentaram trabalho muito bom, com destaque para a faixa “Dani”, excluída do LP e lançada apenas neste CD. Confira:

01 - Elefante branco
(Vinicius Cantuária - Ritchie - Evandro Mesquita)
02 - Agora ou jamais
(Vinicius Cantuária - Ritchie)
03 - Não desista
(Vinicius Cantuária - Dadi)
04 - Só eu e mais ninguém
(Vinicius Cantuária)
05 - Miragens
(Vinicius Cantuária - Ritchie)
06 - Maria Alice
(Vinicius Cantuária - Ritchie)
07 - Nessa espera
(Vinicius Cantuária - Leoni)
08 - Estrela do mar
(Vinicius Cantuária - Ritchie)
09 - Arrastão (Ao teu lado)
(Vinicius Cantuária - Ritchie)
10 - Melhor parar
(Vinicius Cantuária)
11 - Dani
(Vinicius Cantuária - Mú - Ritchie)


COLABORAÇÃO: Luã Ferreira



sábado, 16 de fevereiro de 2019

Trilha sonora do filme Dois Córregos (CD 1999)

Trilha sonora do longametragem traz composição e interpretação de Ivan Lins 
A trilha sonora do filme "Dois Córregos", com composições e interpretação de Ivan Lins e arranjo e regência de Nelson Ayres, é mais uma colaboração do amigo Iluvatar, a quem agradeço pela gentileza. O disco foi lançado em 1999 pelo selo Velas. Segundo o crítico Rodrigo Dionisio, a trilha “é o tipo de trabalho que se sustenta muito bem sem o filme, indo além do mero pano de fundo. Uma bela sequência de instrumentais abre o disco, indo do semi-clássico de "Encontro dos Rios" ao bolero de "Velho Romance". Seria melhor sem Lins fazendo "nananá" nas canções, mas ainda assim é bom para quem viu e para quem não viu o filme”. O longa, dirigido por Carlos Reichenbach, é estrelado por Carlos Alberto Riccelli, Beth Goulart, Ingra Liberato, Vanessa Goulart e Luciana Brasil, que também é pianista e interpreta canções na trilha sonora do filme. Confira:

01 - Encontro dos rios
02 - Memórias
03 - Valsa Chopin
04 - Velho romance
05 - Dois Córregos
06 - Despertar da montanha
07 - Flying free
08 - Túnel verde
09 - Guerrilha
10 - Canção para Cintia
11 - Tânia
12 - Bicicletas
13 - Procissão
14 - O 'm' da minha mão
15 - Flammes Sombres
16 - Despedida
17 - Dois Córregos

Acervo: Iluvatar, de Chiador (MG)

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Waldireni - Eu preciso te esquecer (CD 2009)

 Cantora adota seu nome de batismo em CD independente lançado em 2009
 Disco com 10 faixas inclui hits da carreira e até "Hey boy", dos Mutantes
Apesar do sucesso alcançado na Jovem Guarda, Waldireni tem uma discografia pequena, limitada a vários compactos e apenas dois LPs, o primeiro lançado em 1968 pela RCA Victor e o segundo em 1977 pela Tapecar, ambos já postados no blog. Em 2009, para alegria dos fãs, a cantora lançou este CD independente, no qual adota a grafia original do seu nome de batismo. “Meu coração é pleno de emoção por esta obra que apresento a vocês. Meu coração vibra de alegria porque cantar, para mim, é vital”, afirma ela em texto no encarte. O disco, muito bem produzido e que revela a mesma voz, resgata dois sucessos da carreira – “A garota do Roberto” e “Tempestade em copo d´’agua” – e traz releituras de canções como “Casaco marrom”, “Eu preciso te esquecer” e até “Hey boy”, do repertório dos Mutantes. Confira:


01 - Nada mais
(Eros - Marcel)
02 - Hey boy
(Arnaldo Baptista - Élcio Decário)
03 - Casaco marrom
(Danilo Caymmi - Gutemberg Guarabira - Renato Correa)
04 - Garota do Roberto
(Eduardo Araújo - Carlos Imperial)
05 - Mais uma vez
(Mariozinho Rocha - Renato Correa - Paulo Sérgio Valle)
06 - Meu travesseiro
(Osmar Navarro)
07 - Tempestade em copo d'agua
(Nilton César - Osmar Navarro)
08 - Só vou gostar de quem gosta de mim
(Rossini Pinto)
09 - Nossa história
(Régis Mazzei - Murilo Romano)
10 - Eu preciso te esquecer
(Mauro Motta - Robson Jorge)


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Demétrius - The Classic Collection - Vol.1 (CD 1994)

CD da Phonodisc/Warner reúne o primeiro e o quarto LP do cantor e compositor 
Este CD do Demétrius é o primeiro volume da série “The Classic Collection”, e foi lançado em 1994 pela Phonodisc/Warner Music. O disco, enviado pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, foi muito bem-vindo na época do lançamento, porque ainda era inédito no formato CD, e fez a festa dos colecionadores. O álbum reúne dois LPs do cantor e compositor: o primeiro, “Demétrius canta... com amor e mocidade”, de 1961, e o quarto, “O ritmo da chuva”, de 1964, ambos lançados pela Continental. Sucessos como “A bruxa”, “Rock do saci”, “Corina, Corina”, “O amor que perdi”, “Despenteada” e, é claro, “O ritmo da chuva”, entre outros, estão no repertório que antecede o boom da Jovem Guarda. Confira:

01 - O ritmo da chuva (Rhythm Of The Rain)
(Hohn Gummoe - vs: Demétrius)
02 - A bruxa
(Demétrius - Baby Santiago)
03 - Quase chorei
(Rossini Pinto)
04 - Que fazer (Lonosome Me)
(Don Gibson - vs: Demétrius - Albert)
05 - Minha sina
(Demétrius)
06 - Estou louco
(Baby Santiago - Demétrius)
07 - Selado com um beijo (Sealed with a kiss)
(Uddel - D. Ramos - vs: M. Bastos)
08 - Sem timão (Sin timon)
(P.Ortega - D. Ramos - vs: T. Pavão - Demétrius)
09 - Quisera ser amado (I want to be loved)
(Bailes Bros - vs: J.Fortuna)
10 - Uma lágrima no rosto (Una lacrima sul viso)
(Lunero - Mogol - vs: Fred Jorge)
11 - Garota engraçada (Ninera nueva ola)
(P. Ortega - C. Novarro - vs: Carmem Garcia)
12 - Despenteada (Despeinada)
(P. Ortega - C. Novarro - vs: M. Cristofani)
13 - Corina, Corina (Corinna, Corinna)
(Parish - Chapman - Williams - vs: Demétrius)
14 - Rock do saci
(Tony Chaves - Baby Santiago)
15 - Perfeito amor (Perfect Lover)
(Dennise Norwood - vs: Paulo Rogério)
16 - Chega (Makin' Love)
(Robinson - A. Salvet - J. Plait - vs: Demétrius)
17 - Triste sem ela (I Can't Just Imagine)
(Floyd Gramer - vs: Demetrius)
18 - Come back to me
(Demétrius)
19 - Cuide certinho do meu bem (Take Good Care Of My Baby)
(King - Goffin - vs: Demétrius)
20 - O amor que perdi (Runaway)
(Del Shannon - Crook - vs: Fred Jorge)
21 - Pelos caminhos sem fim (Home On The Rangel)
(Adaptação de Fred Jorge)
22  - Jamais terá o meu carinho (Penny Moved Away)
(B. Bare - Williams - B. de Vorzan - vs: Demétrius)
23 - Broto levado
(Demétrius)
24 - Let's think about living
(Boudleraux Bryant)


COLABORAÇÃO: Aderaldo


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

The Rebels - Rua Augusta, Zero Hora (LP 1962)

 LP do selo VS foi reeditado em 1964, sem o título, pela gravadora Beverly
Este LP do grupo The Rebels foi um dos primeiros discos do meu acervo. Hoje, sem a capa original, deteriorada pelo manuseio e pelo tempo, e com vários arranhões nas faixas, tornou-se inaudível. Após comentar o assunto com nosso colaborador Laércio, ele me enviou as faixas do disco pra minha coleção, e informou que foram extraídas de um CD genérico. Acabei encontrando a capa e a contracapa num anúncio no Mercado Livre, e tomei a liberdade de apresentar o disco no blog, adicionando as etiquetas do meu velho vinil. Nesse processo, constatei que o LP foi lançado originalmente em 1962 pela gravadora VS, com o título “Rua Augusta, zero hora”, diferente do meu exemplar, uma reedição de 1964 pela Beverly, mas sem o título na capa. Tenho certeza que os fãs de instrumentais, executadas por Nino (bateria), Constantino (guitarra de harmonia), José Carlos (guitarra solo) e Nenê (que faria sucesso na banda Os Incríveis), no baixo elétrico, vão curtir o disco, que tanto embalou os bailinhos na minha adolescência. Confira:

01 - Battle Hymn Of The Republic
(William Steffe) 
02 - Ritmo Pagão
(Camargo) 
03 - Amapola
(Joseph M. Lacalle) 
04 - Canção do Álamo
(Camargo) 
05 - Chow Mein
(Camargo) 
06 - When The Saints Go Marching In
(Tradicional) 
07 - A Lenda da Tribo Rebelde
(Camargo) 
08 - Las Vegas Twist
(B. Milan - De Cuyper - J. Malinda - R. Beck) 
09 - Colorado
(Camargo) 
10 - Canção de Dalila
(Young - Livingston - Evans) 
11 - Olhos Negros
(Tradicional) 
12 - Old Man River
(Jerome Kern - Oscar Hammerstein II) 

COLABORAÇÃO: Laércio


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Jovem Guarda e as histórias em quadrinhos (2019)

HQ serviram de inspiração para muitas canções durante Jovem Guarda
 
 Personagens das histórias em quadrinhos fizeram sucesso na música
Recebi do Vlademir, amigo que conheci na época em que fiz parte de uma comunidade no extinto Orkut, esta coletânea da Jovem Guarda. Agradeço a ele pela montagem do repertório e por enviá-la para postagem. O objetivo foi reunir canções que se referem a personagens das histórias em quadrinhos. A seleção inclui desde um dos principais criadores, Walt Disney, até personagens esquecidos por boa parte do público, como Brucutú, Brasinha e Sobrinhos do Capitão, sem esquecer dos clássicos, como Pato Donald, Peter Pan, Chapéuzinho Vermelho, Popeye e Tom & Jerry. Entre os intérpretes encontramos nomes como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Ronnie Von, Trio Esperança, Meire Pavão, The Jet Blacks e até os desconhecidos João Sá, que posteriormente faria sucesso como Cláudio Fontana, e Almir Duarte, mais famoso como Almir Ricardi. Confira:

01 - Roberto Carlos - Brucutú
02 - Trio Esperança - A festa do Bolinha
03 - Erasmo Carlos - O pica-pau
04 - Ronnie Von - Igual a Peter Pan
05 - Meire Pavão - Papai Walt Disney
06 - Albert Pavão - Lobo mau e os 3 porquinhos
07 - Os Ingênuos - Pimentinha
08 - The Jungle Cats - Chapéuzinho vermelho
09 - The Jet Blacks - Abre a porta Chapéuzinho
10 - Enza Flori - Gasparzinho
11 - Almir Duarte - O Zorro
12 - João Sá (Claudio Fontana) - Brasinha
13 - Meire Pavão - Família Buscapé
14 - Os Panteras - Pato Donald
15 - Silvio Brito - Natal do Tio Patinhas
16 - Antonio José - Sentimentos em Patópolis
17 - Erasmo Carlos - Tom e Jerry
18 - Trio Esperança - Gasparzinho
19 - Meire Pavão - Sobrinhos do capitão
20 - Os Ingênuos - Seu Pafuncio
21 - Os Irmãos Metralha - A volta dos Metralhas
22 - Albert Pavão - Tio Patinhas
23 - Enza Flori - Popeye
24 - Meire Pavão - Eu amo o Batman
25 - Os Pequenos Cantores da Guanabara - Chapéuzinho vermelho


COLABORAÇÃO: Vlademir



segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Vários artistas - O mundo em suas mãos - Volume 3

 Terceiro volume da série  produzida  pela Odeon foi lançado em 1965
Grandes sucessos de 1964 e 1965 estão reunidos neste terceiro volume da série “O mundo em suas mãos”, projeto da gravadora Odeon. O álbum, lançado em 1965, é uma prova da enorme popularidade dos Beatles na época, pois três entre as 14 faixas do disco são do quarteto de Liverpool. No repertório, estão astros internacionais como Shirley Bassey, que interpreta “Goldfinger”, um dos temas mais famosos do James Bond, Richard Anthony, The Animals, Matt Monro, Franck Pourcel, Pino Donaggio e outros. Confira:

01 - Franck Pourcel - Una lacrima sul viso
(Lunero - Mogol)
02 - The Beatles - A hard day's night
(Lennon - McCartney)
03 - Richard Anthony - Cin cin
(R. Anthony - Ch.Blackwell - Pallavicini)
04 - The Beatles - I feel fine
(Lennon - McCartney)
05 - The Animals - The house of the rising sun 
(Alan Price)
06 - Georges Jouvin - Amore, scusami
(Pallavicini - Mescoli)
07 - Danny Williams - Moon river
(Mancini - Mercer)
08 - Franck Pourcel - Non ho l'etá
(Niza - Panzeri)
09 - The Beatles - I should have known better
(Lennon - McCartney)
10 - Pino Donaggio - Motivo d'amore
(Pino Donaggio)
11 - Georges Jouvin - Dança de Zorba
(M. Theodorakis)
12 - Shirley Bassey - Goldfinger
(Bricusse - Newley - Barry)
13 - Matt Monro - La mama (For mama)
(Charles Aznavour - Robert Gall - Black)
14 - Lucho Gatica - La barca
(Roberto Cantoral)



sábado, 9 de fevereiro de 2019

Fink Bauti - Pizzaria Brasil (CD 2001)

Pizza com moedas na cobertura é crítica a casos políticos arquivados pela justiça
Hoje apresento um disco muito legal, de pop rock, do desconhecido grupo Fink Bauti. O CD, enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço, foi lançado em 2001 pela Som Livre, e se destaca pelas letras bem humoradas, de autoria de Marcelo Ramos e Pozel. Intitulado “Pizzaria Brasil”, nome da música que abre o disco e que revela a influência do rock dos anos 60 na formação do grupo, o disco também é uma crítica aos políticos, cujos processos de corrupção são julgados pelos nossos juízes de acordo com a conveniência e o interesse, daí o jargão “acabou em pizza”. O disco é interessante, e vale a pena ouvi-lo. Confira:

01 - Pizzaria Brasil
(Marcelo Ramos - Pozel)
02 - Pior Que É
(Marcelo Ramos - Pozel)
03 - O Burro
(Marcelo Ramos - Pozel)
04 - Dança da Cachorra
(Marcelo Ramos)
05 - Esquisito
(Marcelo Ramos - Pozel)
06 - Ah! Que Alívio!
(Marcelo Ramos - Pozel)
07 - Motoboy
(Marcelo Ramos - Pozel)
08 - Pegadinha
(Marcelo Ramos - Pozel)
09 - Da Dois
(Marcelo Ramos - Pozel)
10 - Feiticeira
(Marcelo Ramos - Pozel)


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Jovem Guarda e Os Meios de Transporte (2019)

 Seleção traz músicas da Jovem Guarda com referência aos meios de transporte
Aqui está mais uma interessante coletânea montada pelo nosso amigo Aderaldo, a quem agradeço por enviá-la. A seleção se destaca por trazer intérpretes da Jovem Guarda com canções que se referem a meios de transporte, como carro, avião, trem, bicicleta e outros. No repertório, estão artistas como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Os Incríveis, Waldirene, Ed Wilson, Golden Boys e outros. Alguns cantores, como Amado Batista (presente com o rock “O ônibus”, que não conhecia), Angélica e Magazine, não fizeram parte do movimento, mas interpretam canções da época. Confira:

01 - Sérgio Murillo - A diligência
02 - Carlos Gonzaga - Carango
03 - Rossini Pinto - Ford de bigode (com Renato e seus blue caps)
04 - Adilson Ramos - Meu Karmann Ghia
05 - Eny Mara - Só namoro de avião
06 - Mauro Sérgio - Carango envenenado
07 - Trio Esperança - Quero ser locomotiva
08 - Mário César - Fordeco trapalhão
09 - Meire Pavão - Chame um táxi (Tax Man)
10 - Robson Gill - Playboy da bicicleta
11 - Ed Wilson - O carro do papai
12 - Kleber - A moto
13 - The Sunshines - O último trem (Last Train To Clarksville)
14 - Erasmo Carlos - O homem da motocicleta (Motorcycle Man)
15 - Golden Boys - Avião supersônico
16 - Angélica - O calhambeque (Road Rod)
17 - Magazine - Fuscão preto
18 - Amado Batista - O ônibus
19 - Rosemary - O barco
20 - Silvio Brito - No banco de trás do meu carro
21 - Os Incríveis - Se o meu fusca falasse
22 - Waldirene - Trem fantasma
23 - Cyro Aguiar - Apita navio
24 - Paulo Diniz - Iate branco
25 - Os Caçulas - A moça do Kharmann Ghia vermelho
26 - Wanderléa - A charanga
27 - Roberto Carlos - O cadillac

COLABORAÇÃO: Aderaldo