Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Angélica Romântica Vol. 2 - Pra te amar de paixão

 Coletânea com 12 faixas se destaca pelas versões de "If" e "Joe le taxi"
Depois da postagem do primeiro volume (aqui), apresento agora o segundo da coletânea “Angélica Romântica”, montada e enviada pelo amigo Bryan Platão, a quem sou grato pela colaboração. A exemplo do anterior, a compilação reúne faixas românticas dos discos gravados pela cantora, apresentadora e atriz. Apesar de não possuir grande extensão vocal, Angélica tem voz agradável, e seu repertório está de acordo com o que propõe a cantar, sem comprometer a audição – algo que, convenhamos, é difícil de encontrar entre os cantores atuais que fazem sucesso. O repertório foi bem selecionado e se destaca pelo seu grande sucesso, “Vou de táxi”, uma versão da francesa “Joe le taxi”, gravada originalmente pela Vanessa Paradis. A curiosidade fica por conta de outra versão, “If” (Primeiro amor”), hit do grupo Bread. Confira:

01 - Primeiro amor (If)
(David Gates - Vs: Aloysio Reis - Biafra)
02 - Na beira do mar
(Franckye Arduiel - Arnaldo Saccomani)
03 - Que saudade
(Paulo S. Valle - M. Plopschi - Augusto Cesar)
04 - Quero ficar com você
(Chico Roque - Paulo Sérgio Valle)
05 - Pra te amar de paixão
(Bozo Barretti)
06 - Passageiro do meu amor
(Claudio Rabello - Gil - Franck Langolff)
07 - Vou de táxi (Joe le taxi)
(É. Roda - Gil - F. Langolff - Vs: Aloysio Reis - Biafra)
08 - Meu sonho real (Mi chica ideal)
(R. Amado - Biafra - Aloysio Reis)
09 - Toda molhada da chuva
 (Bajo la luz de la luna)
(C. Segarra - Biafra - Aloysio Reis)
10 - Não dá mais
(Cláudio Rabello - Torcuato Mariano)
11 - Sou mais você
(Arnaldo Saccomani - Torcuato Mariano)
12 - Ponto forte
(A. Duá - L.  Olivetti - J. Moreno - F. Pereira)


COLABORAÇÃO: Bryan Platão


quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Denilson Benevides - The Voice II (CD 2003)

Cantor iniciou a carreira no grupo Nilo Amaro e seus cantores de Ébano
Lembra-se do grupo Nilo Amaro e seus cantores de Ébano? Denilson Benevides, intérprete deste “The Voice II”, CD enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço, foi um dos integrantes do conjunto, que fez muito sucesso no início dos anos 1960 com as músicas “Leva eu saudade” e “Uirapuru”. Neste disco, lançado em 2003, o cantor apresenta a releitura dessas duas músicas, além de regravar sucessos como “Medo da chuva” (hit do Raul Seixas), “Os verdes campos da minha terra” (Agnaldo Timóteo). "Mi viejo" (Piero) e “Love is all” (Malcolm Roberts), entre outras que mostram a bonita e afinada voz do cantor, falecido em 30 de abril de 2017, segundo nota de condolência da Escola de Samba Vai-Vai, de São Paulo, por quem interpretou em 1981 o  enredo "Acredite se quiser", sagrando-se campeã com o seu segundo título num samba de Osvaldo Arouche e Walter Pinho.

Nascido no Rio de Janeiro em abril de 1945, o cantor logo se mudou com a família para São Paulo. Iniciou a carreira aos 10 anos em Santo André, no ABC paulista. Em 1960, aos 15 anos, foi convidado a participar do grupo “Nilo Amaro e seus cantores de Ébano” (na foto ao lado, primeiro a direita do violonista) e seis anos depois, com o fim do grupo, formou o trio “Os três tons”, que fez sucesso com as músicas “Chega mais pra lá” (African beat) e “Joga a rede no mar”. Dois anos depois, integrou o grupo “Os Uirapurus”, e no início dos anos 1970 passou a investir em carreira solo, trocando seu nome de batismo, Nilson, para Dnilson. Com este nome, lançou um compacto simples em 1972 pela RCA Victor, e já disponibilizado aqui.

Nessa nova fase, já com o pseudônimo Denilson, lançou vários compactos e alguns LPs, dentre eles “Razão, Samba e Forma”, “Meu idioma é Samba”  (capa na foto ao lado) e “Momentos Especias”. Finalmente, iniciou sua carreira internacional, com uma temporada na Cidade do México, onde pela primeira vez teve contato com estrelas da música mundial como Quincy Jones e Liza Minelli. Já no início dos anos 80 foi considerado o melhor intérprete de Sambas de Enredo de São Paulo, sendo campeão com a escola de samba Vai-Vai. A partir daí se apaixonou pelo Carnaval e passou a exercer a função de comentarista carnavalesco.

A partir de 1985 começou a fazer suas primeiras incursões aos Estados Unidos, baseando-se na cidade de Nova Iorque, onde se apresentava com frequência no “Via Brasil”, no cassino “Sands” em Atlantic City e no “Scala” em Miami. Em uma de suas passagens pela América, Denilson teve a honra de se apresentar com uma então desconhecida cantora que muito pouco tempo depois veio a tornar-se Whitney Houston. Nos anos 1990, aceitou o desafio de comandar a casa noturna “Sun Flash”, em São Paulo, e ser maestro do Coral Anhembi. A partir daí, decidiu incorporar o sobrenome ao seu pseudônimo, tornando-se Denilson Benevides, e lançou os trabalhos “The Voice” (1996, na foto acima), “Ainda bem que aqui tem” (2000), “The Voice II” (2003) e “Benevides por Benevides” ( 2005) e “Eu sei que vou te amar” (2007), seu último disco. Confira este:

01 - Lição de Vida
(Paulo Sérgio Valle - Ed Wilson)
02 - Leva Eu Saudade
(Tito Neto - Alventino Cavalcanti)
03 - Tudo Que Se Quer
(Da peça "Fantasma da ópera")
04 - Uirapuru
(Jacobina - Murilo Latini)
05 - Esse Malandro
(Evaldo Gouveia - Jair Amorim)
06 - Pai
(Fábio Jr.)
07 - Medo da Chuva
(Raul Seixas - Paulo Coelho)
08 - Love Is All
(Les Reed - Barry Mason)
09 - Os Verdes Campos Da Minha Terra (Green green grass of love)
(Curly Putman - vs: Geraldo Figueiredo)
10 - Mi Viejo
(Piero - José)
11 - Por Pouca Coisa
(Evaldo Gouveia - Jair Amorim)
12 - Não Morreu A Esperança
(MajÔ - Wagner)
13 - O Amor Está No Ar
(Agostinho dos Santos - Jacob Teixeira)
14 - Um Pouco de Mim
(Carlos P. - Denilson Benevides)

COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Deny & Dino - 20 Super Sucessos (CD 1998)

 Principais sucessos da dupla de rock estão presentes nesta coletânea
 Cantores da Baixada Santista (SP) iniciaram carreira na Jovem Guarda
Deny & Dino, uma das duplas mais importantes da Jovem Guarda, comparecem no blog com este CD enviado pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço pela colaboração. O disco, lançado em 1998 pela Polydisc, faz parte da série 20 Super Sucessos. Apesar da informação na capa, segundo a qual são sucessos originais, audição mais atenta mostra que se tratam de releituras, com o mesmo arranjo, das gravações originalmente lançadas pela EMI-Odeon. O repertório também inclui músicas lançadas nos anos 1970 pelas gravadoras Continental e Tapecar.  Sucessos como “Coruja”, “Eu só quero ver”, “O ciúme”. “Pra ver você chorar”, “Shut Up” e “O maior golpe do mundo” estão no disco. Confira:

01 - Coruja
(Deny - Dino)
02 - Eu só quero ver
(Sérgio Reis)
03 - Quando o sol despertar
(Pedrinho - Almir Bezerra)
04 - Pare
(Deny - Dino)
05 - O ciúme
(Deny - Dino)
06 - Só pra ver você chorar
(Deny - Dino)
07 - Cantem comigo
(Deny - Dino)
08 - Tempo Dourados
(Deny)
09 - O maior Golpe do mundo
(Marcos Lago - Dino Rossi)
10 - Cabeça Branca
(Pedro Aurélio)
11 - Catedral  (Winchester cathedral)
(Geoff Atephens - vs: Fred Jorge)
12 - Shut Up
(Deny - Dino)
13 - O quanto eu te quero (Lo mucho que te quiero)
(S. Ibarra - R. Ornelas - R. Herrera - vs: Rossini Pinto)
14 - Nem um minuto mais
(Deny - Dino)
15 - Não devo chorar
(Deny)
16 - Esse cara não tá com nada
(Dino Rossi - Marcos Lago)
17 - Ainda vai chegar o dia
(Deny - Dino)
18 - A photo
(Marcos Lago - Dino Rossi)
19 - Bêbado
(Paulo Afonso - Sheil)
20 - Tirando o Sarro
(Deny - Dino)


COLABORAÇÃO: Aderaldo


segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Beto Guedes - Em algum lugar (CD 2004)

 Álbum com faixas inéditas foi produzido pela Epic/Sony no ano de 2004
Este “Em algum lugar” é o 11º álbum solo da carreira do Beto Guedes, contabilizado a partir de 1977, quando lançou pela EMI-Odeon o LP “A página do relâmpago elétrico”. O CD, lançado em 2004 pela Epic/Sony, foi enviado pelo amigo Roberto de Brito, a quem agradeço pela colaboração. Trata-se de um disco de músicas inéditas, com destaque para “Amor de filho”, uma parceria do cantor e compositor com Milton Nascimento, “A Via Lactea”, de Lô Borges e Ronaldo Bastos, e “Sonhando o Futuro”, de Cláudio Venturini e Lô Borges.

Alberto de Castro Guedes, seu nome de batismo, nasceu em 13 de agosto de 1951, em Montes Claros, e começou sua carreira muito cedo. Aficionado pelos The Beatles, seus primeiros conjuntos musicais tocavam covers da banda, mas foi a partir de 1969 que passou a participar de festivais, fazendo parcerias com Lô Borges, Milton Nascimento, Márcio Borges e Ronaldo Bastos. Com eles, participaram do famoso Clube da Esquina (na foto ao lado), movimento cultural que tinha como objetivo a troca de informações musicais e experiências, além de muitas composições e participações em discos um dos outros.

Assim, em 1974, juntamente com Toninho Horta, Danilo Caymmi e o pernambucano Novelli, gravaram um disco (aqui) em que cada um trouxe duas de suas canções. Beto gravou “Caso Você Queira Saber” (Beto Guedes e Márcio Borges) e “Belo Horror” (Beto Guedes, Flávio Venturini, Vermelho e Márcio Borges). Foi o passo para que, em 1975, Milton Nascimento o chamasse para dividir com ele a faixa “Fé Cega, Faca Amolada”, um sucesso na época.  A boa repercussão o credenciou a gravar seu primeiro disco solo (capa na foto acima), que trouxe composições próprias, como "Lumiar" em parceria com Ronaldo Bastos, autor também de "Amor de Índio" que intitulou seu segundo disco, lançado em 1978. A partir daí, não parou mais e está em plena atividade. Confira:

01 – Até Depois
(Luiz Guedes - Paulo Flexa - Thomas Roth)
02 – Sonhando o Futuro
(Cláudio Venturini - Lô Borges)
03 – O Amor por Nós
(Jimmy Webb - Vs: Beto Guedes - Tadeu Franco)
04 – Um Sonho Pra Viver 
(Renato Vasconcelos - Murilo Antunes)
05 – Outra Manhã 
(Beto Guedes - Murilo Antunes)
06 – Lamento Árabe 
(Godofredo Guedes)
07 – Em Algum Lugar 
(Frederick Rousseau – Vs: Fernando Brant)
08 – Eu Te Dou Meu Coração 
(Beto Guedes - Léo Lopes - Ronaldo Bastos)
09 – Amor de Filho
(Beto Guedes - Milton Nascimento)
10 – A Via Lactea 
(Lô Borges - Ronaldo Bastos)
11 – Tua Canção
(Ronaldo Cotrim - Carolina Futuro)
12 – Vem Ver o Sol
(Cláudio Faria)
13 – Júlia 
(Gabriel Guedes)

COLABORAÇÃO: Roberto de Brito


domingo, 27 de janeiro de 2019

Trilha da novela Agora é que são elas (CD 2003)

 Ritchie, Lenine, Tim Maia e Rita Lee estão entre as 16 faixas do álbum
Para os fãs de trilhas de novelas, apresento hoje a nacional da “Agora é que são elas”, enviada pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração. Produzida pela Rede Globo e exibida no horário das 18 horas, entre 24 de março e 6 de setembro de 2003, a atração teve 143 capítulos. Foi a 62ª "novela das seis" exibida pela emissora. Escrita por Ricardo Linhares, baseada numa ideia original de Paulo José, a trama teve direção de Roberto Talma, Leandro Neri e Amora Mautner, com direção geral e núcleo de Roberto Talma. Contou com Débora Falabella, Paulo Vilhena, Vera Fischer, Miguel Falabella, Thiago Fragoso, Marisa Orth, Francisca Queiroz e Paulo Gorgulho nos papeis principais. No repertório, canções interpretadas por Tim Maia, Lulu Santos, Rita Lee, Marina Lima, Guilherme Arantes, Lenine, Ritchie, Daniela Mercury e outros. Confira:

01 - Ritchie - Lágrimas Demais
(Ritchie - Bernardo Vilhena)
02 - Lulu Santos - Já É
(Lulu Santos)
03 - Daniela Mercury - Meu Plano
(Lenine - Dudu Falcão)
04 - Paulinho Moska - Pensando Em Você
(Paulinho Moska)
05 - Adriana Calcanhotto - Justo Agora
(Adriana Calcanhoto)
06 - Tim Maia - Eu amo você
(Cassiano - S. Rochael)
07 - Marina Lima - Sugar (Part. Esp. Alvin L.)
(Marina - Alvin L.)
08 - Tony Platão - Calígula Freejack
(Fausto Fawcett - Tony Platão - Dado Villa Lobos)
09 - Guilherme Arantes - Casulo
(Guilherme Arantes)
10 - João Donato e Marcelo D2 - Balança
(João Donato - Marcelo D2)
11 - Preta Gil - Espelhos D'Agua
(Claudio Rabello - Dalto)
12 - Rita Lee - Aqui, ali e em qualquer lugar 
(Here,there and everywhere)
(Lennon - McCartney - vs: Rita Lee)
13 - Max Vianna - Canções de Rei
(Max Vianna)
14 - Lenine - Agora é Que São Elas!
(Lenine - Dudu Falcão)
15 - Bossa Nova - Bossa lounge
(Instrumental)
16 - Night Dance - Alpha Beat 
(Alpha Beat)

COLABORAÇÃO: Laércio


sábado, 26 de janeiro de 2019

Vários intérpretes - Um nome de homem (2019)

 Coletânea com vários artistas traz 26 músicas com nomes de homem
Pra ninguém reclamar que não postei coletânea de músicas com nomes masculinos, apresento este único volume com faixas que separei ao longo da pesquisa para a série encerrada ontem com nomes femininos. Canções conhecidas, como “Charlie Brown” (sucesso do Benito de Paula), “José” (Rita Lee) e “Manuel” (Ed Motta) estão na coletânea, que abre com o balanço delicioso de “Edmundo”, interpretada pela Lisa Ono (brasileira radicada no Japão, onde popularizou a Bossa Nova) e encerra com “Johnny Guitar” na doce voz da Giane. A curiosidade é Norminha, personagem do Jô Soares, que canta o rock “Irajá”, nome do fictício namorado. A compilação envolve gêneros como Bossa Nova, Samba, MPB e Jovem Guarda. Confira:

01 - Lisa Ono - Edmundo (In the mood)
02 - Ney Matogrosso - Napoleão
03 - Elza Soares - Cipriano
04 - Jorge Ben Jor - Waldomiro Pena
05 - Benito Di Paula - Charlie Brown
06 - Ed Motta - Manuel
07 - Mariana Aydar - Florindo
08 - Djavan - Anastácio
09 - Martinho da Vila - João e José
10 - João Nogueira - Beto Navalha
11 - Renato Teixeira - Vicente
12 - Edson Cordeiro - Zé do Brasil
13 - Dalva de Oliveira - João Ninguém
14 - Luis Kiari - Francisco
15 - Olívia Byington - John
16 - Paulo Vanzolini - Alberto
17 - Elis Regina - Tiro ao Álvaro
(part. esp. Adoniran Barbosa)
18 - Rita Lee - José (Joseph)
19 - Legião Urbana - Maurício
20 - Lulu Santos - Luiz Maurício
21 - Norminha (Jô Soares) - Irajá
22 - Suzi Darlen - Oh Johnny
23 - Betinho - Gabriel
24 - Célia Vilela - Valentino, Valentino
25 - Celly Campello - Billy (I always dream of Bill)
26 - Giane - Johnny Guitar



sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Várias artistas - Um nome de mulher - Vol. 11 (2019)

 Volume 11 encerra série da coletânea que reúne músicas com nomes de mulher
Com esta postagem, dou por encerrada a série “Um nome de mulher”, que reúne canções nacionais com nomes femininos. Na verdade, o projeto previa 10 volumes, sendo que este 11º é incluído como bônus, graças ao amigo Iluvatar, a quem agradeço por enviar um pacote com várias faixas destinadas para a série. Parte do material enviado já estava incluída nos volumes anteriores, e só tive o trabalho de selecionar as canções que compõem este último álbum da série, mesmo sabendo que muitas outras ficaram de fora. No repertório estão intérpretes como Fagner, Wilson Simonal, Renato Teixeira, Nelson Gonçalves, Biafra e outros. Confira:

01 - Fagner - Maria Luiza
02 - Denise Reis - Irene
03 - Wilson Simonal - Sá Marina
04 - Banda Labaredas - Kelly
05 - Impacto 5 - Ana Rita
06 - Capital Inicial - Natasha
07 - Jorge Ben Jor - Jesualda
08 - Renato e Seus Blue Caps - Vera Lúcia
09 - Biquini Cavadão - Dani
10 - Jessé & Nelson Gonçalves - Maria Bethania
11 - Trio Gato Com Fome - Clarice
12 - Biafra - Helena
13 - Luiz Claudio Millecco - Anna Julia
14 - O Peso - Suzi
15 - Língua de Trapo - Concheta
16 - Paulo Bagunça e a Tropa Maldita - Madalena
17 - Os Mulheres Negras - Elza
18 - Renato Teixeira - Antonia
19 - Rui de Carvalho - Ângela
20 - Eustaquio Sena - Mariana
21 - Edmundo Damata - Margarida
22 - Os Lobos - Dorotéia
23 - Matuskela - Suza Suzana
24 - Marku Ribas - Julia
25 - Mauricio Reís - Verônica


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 10 (2019)

 Evinha, Tihuana, Toquinho e Miltinho estão entre os intérpretes da coletânea
Finalmente chegamos ao décimo volume da série “Um nome de mulher”, e pela quantidade de músicas reunidas ao longo da coletânea podemos constatar o quanto a mulher inspira nossos compositores. Neste volume voltamos a reunir grandes nomes da nossa música, representados por artistas como Cauby Peixoto, Itamar Assumpção, Erasmo Carlos, Nara Leão, Miltinho, Eduardo Araújo, Jorge Bem Jor, Guilherme Lamounier e outros. Entre os nomes das canções estão Mônica, Maria, Luzia, Luiza, Carmen, Emilia, Karina e outros. Confira: 

01 - Erasmo Carlos - Maria Joana
02 - Nenhum de Nós - Camila, Camila
03 - Fausto Fawcett - Katia Flavia (A Godiva De Irajá)
04 - Tihuana - Renata
05 - Ultraje a Rigor - Giselda
06 - Los Hermanos - Anna Julia
07 - Peste Sida - Paulinha
08 - Sérgio Britto - Julia
09 - Eduardo Araujo - Mônica
10 - Guilherme Lamounier - Sandra
11 - Marcelo - Bianca
12 - Evinha - Karina
13 - Cauby  Peixoto - Luiza
14 - Luiz Carlos Clay - Laura
15 - Robson Jorge - Monalisa
16 - Toquinho e Jorge Ben Jor - Carolina, Carol Bela
17 - Itamar Assumpção - Luzia
18 - Eduardo Dusek - Soraia
19 - Odair Cabeça de Poeta - Maria
20 - Cátia de França - Ludovina
21 - Marku Ribas - Maria Maria
22 - Miltinho - Emilia
23 - Momento Quatro - De Luzia, Ana e Maria
24 - Impacto 5 - Carmen, Carmen
25 - Nara Leão - Maria Joana



quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 9 (2019)

Raul Seixas, Elis, Tom Zé e Jessé estão entre os interpretes da coletânea
Aqui está mais um interessante volume da série “Um nome de mulher”, coletânea que reúne músicas nacionais com nomes femininos. Este nono volume também reúne importantes nomes da nossa música, como Elis Regina, Raul Seixas, Ney Matogrosso, Erasmo Carlos, Cauby Peixoto, Tom Zé, Dolores Duran, Agnaldo Rayol e outros. No repertório, encontramos nomes como Angela, Juliana, Gabriela, Claudia, Eva, Madalena, Irene e outros. Confira:

01 - Elis Regina - Madalena
02 - Caetano Veloso - Irene (part. esp. Gilberto Gil)
03 - Zezé Motta - Xica da Silva
04 - Jorge Ben Jor - Dorothy
05 - Antonio Adolfo & A Brazuca - Juliana
06 - Raul Seixas - Angela
07 - Robson Jorge & Lincoln Olivetti  - Eva
08 - Erasmo Carlos - Ciça, Cecilia
09 - Gal Costa - Sebastiana
10 - Tom Zé - Iracema
11 - Diana Pequena - Maria
12 - Renato Teixeira & Natan Marques - Rosana
13 - Dolores Duran - Conceição
14 - Carlos José - Esmeralda
15 - Cauby Peixoto - Ana Lucia
16 - João Só - Flávia
17 - MPB-4 - Gabriela
18 - Elizeth Cardoso - Luciana
19 - Agnaldo Rayol - Joana
20 - Odylon - Júlia
21 - Ney Matogrosso - Dora
22 - Jessé -  Maria, Maria
23 - Juca Chaves - Claudia
24 - Guilherme Lamounier - Patricia
25 - Sidney Magal - Amalia Rosa



terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 8 (2019)

 Diversos gêneros musicais constituem o repertório deste oitavo volume
Grandes intérpretes da nossa música estão reunidos neste oitavo volume da série “Um nome de mulher”. Artistas inesquecíveis como Nelson Gonçalves, Agostinho dos Santos, Jamelão, Jair Rodrigues, Luiz Melodia, Jackson do Pandeiro e Luiz Wanderley dividem espaço com outros consagrados, como Gilberto Gil, Ivan Lins, Agnaldo Rayol, Jorge Ben Jor, Sidney Magal e outros. No repertório, nomes femininos como Iracema, Rosa, Luciana, Terezinha, Sonia, Ana Maria, Cristina, Heloisa e outros. Confira:

01 - Sérgio Britto - Iracema
02 - Luiz Melodia - Rosa
03 - Velhas Virgens - Anna Julia
04 - Armandinho - Paulinha
05 - Roupa Nova - Cristina
06 - Sidney Magal - Eloisa
07 - Léo Jaime - Sonia (Sunny)
08 - Os Mulheres Negras - Judith
09 - Los Hermanos - Bárbara
10 - Jorge Ben Jor - Terezinha
11 - Denise Reis -  Luciana
12 - Jair Rodrigues - Ana Maria
13 - Agnaldo Rayol - Joana (Joanna)
14 - Agostinho dos Santos - Margarida
15 - Ivan Lins - Bia, Bia, Beatriz
16 - Gilberto Gil - Flora
17 - Nelson Gonçalves - Maria Luiza
18 - Carlos José - Jenifer (Jennifer)
19 - Claudya - Maria, Maria
20 - Jamelão - Maria Rosa
21 - Silvio Brito - Dolores
22 - Hyldon - Solange
23 - Jackson do Pandeiro - Sebastiana
24 - Luiz Wanderley - Heloisa



segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 7 (2019)

Principais artistas da constelação da Jovem Guarda estão na coletânea
Principais estrelas da constelação da Jovem Guarda compõem o repertório deste sétimo volume da série “Um nome de mulher”, coletânea idealizada pelo amigo Aderaldo. A seleção traz artistas como Roberto Carlos, Jerry Adriani, Renato e seus Blue Caps, Golden Boys, Trio Esperança, Giane, Paulo Sérgio, The Fevers, Bobby de Carlo, Wanderley Cardoso e outros. No repertório, que contempla nomes femininos, figuram títulos como Terezinha, Ana Maria, Luzia, Maria Cristina, Lurdinha, Rosana, Maria Izabel e outros. Uma compilação pra fã da Jovem Guarda ouvir e curtir. Confira:

01 - Almir Bezerra - Lucinha (Lucille)
02 - Gilberto Lima - Terezinha
03 - Roberto Carlos - Susie
04 - Bobby de Carlo - Oh Eliana
05 - Betinho - Matilda, Matilda (Matilda)
06 - George Freedman - Lurdinha
07 - Albert Pavão - Cleópatra, meu amor
08 - Wanderley Cardoso - Rosana
09 - The Clevers (Os Incríveis) - Maria Cristina
10 - Fábio & A Turma do Embalo - Rosinha 
11 - Edmar - Doracy
12 - José Ricardo - Ana Maria
13 - Dirceu Graeser  - Lurdinha
14 - João Luiz - Suzanna
15 - Cyro Aguiar - Leninha
16 - Wilson Tavares - Maria Izabel (Mary Isabel)
17 - Barros de Alencar -  Ana Cristina
18 - Trio Esperança - Dominique
19 - Jerry Adriani - Marianne
20 - Renato e seus Blue Caps - Eva Maria
21 - The Fevers -  Ângela, Lá Lá
22 - Paulo Sérgio - Rosana
23 - Golden Boys - Michelle (Michelle)
24 - Mauro Sérgio - Georgia, meu amor (Georgia on my mind)
25 - Trio Ternura - Liz
26 - Giane - Angelita (Angelita de Anzio)
27 - Jean Carlo - Aline
28 - Martinha - Maria Madalena (part. esp. Agnaldo Rayol)
(I don't know how to love him)


domingo, 20 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 6 (2019)

 Sexto volume da série é inteiramente dedicado ao samba e samba rock
Quero agradecer aos amigos internautas que apresentaram sugestões de músicas para a presente coletânea. Boa parte das canções indicadas estará nesta série, como as seguidores do blog poderão constatar até a postagem do último volume. Este sexto é dedicado ao samba e ao samba rock com os principais intérpretes do gênero, como Elza Soares, Demônios da Garoa, Jair Rodrigues, Raça Negra, Os Originais do Samba, Jorge Ben Jor, Trio Mocotó e outros. Entre os títulos das canções encontramos nomes como Maria José, Aparecida, Sebastiana, Iracema, Tereza, Margarida e até "Conceição" numa agradável releitura do seu principal intérprete, Cauby Peixoto. Confira:

01 - Demônios da Garoa - Clarice
02 - João Suplicy - Creuza
03 - Elza Soares - Maria José
04 - Raça Negra - Diana
05 - Marku Ribas - Helena Rosa
06 - Jair Rodrigues - Izaura
07 - Anamaria & Maurício - Madalena
08 - Trio Mocotó - Marinella
09 - Os Originais Do Samba - Tereza
10 - Maria Creuza, Toquinho & Vinicius de Moraes - Irene
11 - Jorge Ben Jor - Adelita
12 - Abílio Manoel - Luiza Manequim
13 - Tom & Dito - Jandira
14 - Djalma Pires - Margarida (Que idade tem você)
15 - Chico da Silva - Dinorá
16 - Biro do Cavaco - Jéssica
17 - MPB-4 - Aparecida
18 - Elton Medeiros - Sebastiana
19 - Don Beto - Brenda
20 - Luiz Melodia - Maura
21 - Gabriela Xavier - Iracema
22 - Cauby Peixoto - Conceição
23 - Virginia Rosa - Rosa Morena
24 - Antonio Carlos  e Jocafi - Laura



sábado, 19 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 5 (2019)

 
Quinto volume da série é predominantemente de músicas da Bossa Nova
Este quinto volume da série “Um nome de mulher” é dedicado a Bossa Nova. É claro que nem todas as faixas são do movimento, mas o clima é da Bossa Nova, e os apreciadores do gênero vão gostar. Na coletânea, estão artistas como Tom Jobim, João Gilberto, Nara Leão, Wanda Sá, Gal Costa, Cláudio Nucci, Wilson Simonal, João Nogueira e até o titã Sérgio Britto em dueto com Roberta Sá, entre outros. No repertório estão títulos como Adriana, Teresa, Januária, Janete, Neuza, Maria, Aparecida e outros nomes populares. Confira:

01 - Nara Leão - Maria
02 - Betinho - Teresa
03 - João Gilberto & Miúcha - Izaura
04 - Maria Creusa - Marina
05 - Sérgio Britto & Roberta Sá - Maria
06 - O Grupo - Januária
07 - Wanda Sá - Adriana
08 - Cláudia Telles - Nana
09 - Carmen Costa - Janete
10 - Luiz Claudio - Rosa Maria
11 - Maria Martha - Aparecida
12 - Gal Costa - Maria Joana
13 - Tom Jobim - Angela
14 - Simone - Iolanda
15 - João Nogueira - Neuza
16 - Alceu Valença - Iris
17 - Boca Livre - Diana
18 - Marisa Monte - Rosa
19 - Cláudio Nucci - Ana Luiza
20 - Trio Mocotó - Maria Domingas
21 - Wilson Simonal - Kiki
22 - Abilio Manoel - Manuela
23 - Luiz Melodia - Mary
24 - Juca Chaves - Verinha
25 - Nilo Amaro e seus cantores de Ébano - Dorinha




sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 4 (2019)

 Quarto volume da série contempla os intérpretes do pop rock brasileiro
Este quarto volume da série “Um nome de mulher”, formada por canções com nome feminino, é dedicado ao pop rock. Nele encontramos nomes como Alice, Cristina, Manuela, Raimunda, Solange, Leonor, Marlene e outros. As interpretações ficam a cargo de grupos como Kid Abelha, Legião Urbana, Ultraje a Rigor, Capital Inicial, Biquini Cavadão, Magazine e cantores como Cassiano, Gilberto Gil, Rita Lee, Jorge Ben Jor, Léo Jaime e outros. As 22 faixas são suficientes para um CD com 80 minutos. Acredito que muitos internautas vão gostar. Confira:

01 - Kid Abelha - Alice
02 - KLB - Carolina
03 - A Bolha - Cecília
04 - Biquini Cavadão - Janaina
05 - Rita Lee - Glória F
06 - Brylho - Jane e Julia
07 - Magazine - Marlene
08 - Ultraje a Rigor - Zoraide
09 - Virgulóides - Raimunda
10 - Léo Jaime - Solange (So Lonely)
11 - Legião Urbana - Natália
12 - Gilberto Gil - Lady Neyde
13 - Vange Leonel & Nau - Diva
14 - Capital Inicial - Fátima
15 - Arnaldo Baptista - Cacilda
16 - Nana Vasconcelos e Itamar Assumpção - Leonor
17 - Cassiano - Ana
18 - Jorge Ben Jor - Barbarella
19 - Dudu França - Cristina
20 - Fábio - Manuela
21 - Hyldon - Eleonora
22 - Rádio Táxi - Eva



quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 3 (2019)

 Grandes nomes da nossa música estão reunidos neste terceiro volume
Diante da interessante ideia do amigo Aderaldo de reunir músicas com nomes de mulher, achei interessante estender a coletânea além dos dois volumes já apresentados no blog. Este terceiro apresenta alguns nomes populares, como Maria, Teresinha, Laura, Sandra, Cristina, Margarida, Laura, Dora e outros. Entre as curiosidades estão duas releituras: “Stella”, sucesso do Fábio, na interpretação do Cauby Peixoto, e “Sebastiana da Silva”, gravada originalmente pela Dalva da Oliveira, na voz da Martinha, o “Queijinho de Minas”, como Roberto Carlos a apelidou. Entre os intérpretes estão cantores como João Gilberto, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa, Jorge Ben Jor, Tim Maia, Agostinho dos Santos, Chico Buarque, Dorival Caymmi e outros. Um time de primeira. Confira:

01 - João Gilberto - Doralice (com Stan Getz)
02 - Claudette Soares - Juliana
03 - Dick Farney - Marina
04 - Maria Bethânia - Teresinha
05 - Chico Buarque - Nina
06 - Francisco Petrônio - Rosa
07 - Luiz Cláudio - Maria
08 - Dorival Caymmi - Rosa Morena
09 - Tim Maia -  Cristina
10 - Martinha - Sebastiana da Silva
11 - Cauby Peixoto - Stella
12 - Altemar Dutra - Laura
13 - Batacotô  -  Adalgisa
14 - Gal Costa - Dora
15 - Gui Lopes - Sebastiana
16 - Jorge Ben Jor - Maria Luiza
17 - Bebeto - Gabriela
18 - Maurício Pereira - Malvina
19 - Abilio Manoel - Andréa
20 - Gilberto Gil - Sandra
21 - Roupa Nova - Carolina
22 - Antonio Marcos - Amanda
23 - Angela Maria - Cinderela
24 - Agnaldo Rayol - Margarida
25 - Agostinho dos Santos - Felícia


terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 2 (2019)

Roberto Carlos, Os Incríveis, Demétrius e Ronnie Von estão na coletânea
Em sequência a postagem de ontem, apresento agora o segundo volume da coletânea “Um nome de mulher”, elaborada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço pela colaboração. A compilação reúne músicas inspiradas em nomes de mulher. Na seleção, encontramos nomes como Madalena, Maria José, Angélica, Mônica, Gabriela, Odete, Célia e outros. Entre os intérpretes estão Demétrius, Moacyr Franco, Balthazar, Cyro Aguiar, Os Selvagens, Silvio César e outros. O único internacional é Julio Iglesias, que canta em português a versão de “Manuela”, sucesso original em espanhol do próprio do cantor. Confira:

01 - Roberto Carlos - Rosita
02 - Ronnie Von - Belinha
03 - Renato e seus Blue Caps - Ana (Anna) (Go To Him)
04 - Marcos Roberto - Esmeralda
05 - Os Incríveis - Gabriela
06 - José Roberto -  Angélica
07 - The Fevers - Cândida (Candida)
08 - Agnaldo Timóteo - Michelle (Michelle)
09 - Wilson Simonal - Terezinha
10 - Adoniran Barbosa - Iracema
11 - Silvio César - Mônica
12 - Os Môscas - Angelina (Angelina)
13 - Ricardo Braga - Branca
14 - Adeílton Alves - Madalena
15 - Rossini Pinto - Lucy
16 - Carlos Gonzaga - Maria Elena (Maria Elena)
17 - Julio Iglesias - Manuela (Manuela)
18 - Os Selvagens - Maria José
19 - Cyro Aguiar - Moema
20 - Balthazar - Sarah
21 - Sérgio Sampaio - Odete
22 - Moacyr Franco - Patrícia (La Reencontre)
23 - Adilson Ramos - Silvia (Sylvia)
24 - George Freedman - Leninha
25 - Robert Livi - Célia (Celia)
26 - Marcus Pitter - Maria Isabel (Maria Isabel)
27 - Demétrius - Glorinha (Fever)
28 - Paulo Diniz - Maria das Dores


COLABORAÇÃO/SELEÇÃO DO REPERTÓRIO: Aderaldo


Vários artistas - Um nome de mulher - Vol. 1 (2019)

Repertório nacional é formado por 28 canções com nomes de mulher
A mulher sempre foi fonte de inspiração em nossa música, independente do gênero ou do estilo, e muitas vezes é reverenciada pelo nome da musa. A prova está neste primeiro volume da coletânea “Um nome de mulher”, montada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço por enviá-la para postagem. A seleção traz nomes como Rosa, Lilian, Roberta, Teresa, Lenita, Ana, Sandra e outros, interpretados por grandes artistas. Entre eles, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Paulo Diniz, Guilherme Lamounier, Reginaldo Rossi, Ronnie Von, Renato e seus Blue Caps, The Fevers e outros que fazem desta coletânea uma agradável audição. Confira:

01 - Ed Wilson - Sandra (Sorrow)
02 - Roberto Carlos - Ana
03 - Erasmo Carlos - Nara
04 - Adilson Ramos - Olga
05 - Reginaldo Rossi - Diana (Diana)
06 - Renato e seus Blue Caps - Claudia (Lodi)
07 - Fábio - Stella
08 - Os Incríveis - Jurema (Jurema)
09 - Barros de Alencar - Emanuela (Emmanuelle)
10 - Nilton Cesar - Lilian
11 - The Fevers - Nathalie (Nathalie)
12 - Marcos Roberto - Maria Rosa
13 - The Brazilian Bitles - Mary (I've Just Seen A Face)
14 - José Roberto - Silvia Leticia
15 - Paulo Diniz - Janira
16 - Mário Marcello - Dalila (Delilah)
17 - Luiz Keller - Aline (Aline)
18 - Guilherme Lamounier - Cristina
19 - Sérgio Reis - Lana (Lana)
20 - José Ricardo - Gina (Gina)
21 - João Dias - Roberta (Roberta)
22 - Cyro Aguiar - Rosa
23 - Ronnie Von - Tereza Cristina
24 - The Jet Black's - Robertinha
25 - Eduardo Araújo - Mona Lisa (Mona Lisa)
26 - Os Super Quentes - Soraya (Soraya)
27 - Robert Livi - Teresa (Teresa)
28 - Osmar Navarro - Lenita

COLABORAÇÃO/SELEÇÃO DO REPERTÓRIO: Aderaldo


segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Rosemary - Músicas do filme Jovens pra frente (1969)

 Músicas interpretadas pela cantora no filme foram lançadas neste EP
 Oscarito, Jair Rodrigues, Clara Nunes e José Ricardo estão no elenco
Este compacto duplo da Rosemary, lançado há 50 anos pela RCA Victor, reúne músicas que a cantora interpreta no filme “Jovens pra frente”, dirigido por Alcino Diniz. O filme é encabeçado pelo Oscarito no elenco, que conta também com as participações dos cantores Jair Rodrigues, Clara Nunes, José Ricardo, e dos grupos Beats-Boys, Rose’s e Pequenos Cantores de Nazaré. O longa, ainda inédito em DVD, gira em torno do Padre João (Oscarito), que desenvolve após uma enchente que destruiu o orfanato que gerenciava, um projeto de reconstrução do lugar. Para ajudar, os cantores Rosemary e Jair Rodrigues vão participar de altas aventuras. Além deste filme, Rosemary também participou dos longas "Os Reis do Iê-Iê-Iê" e "Adorável Trapalhão" (ambos com Renato Aragão), "Na Onda do Iê,Iê,Iê", e "Som, Amor e Curtição", com Antônio Marcos. Confira:

01 - Hei de ver
(Clovis Mello - Welton Sant'ana)
02 - Menino de rua
(Hélio Justo - Dayse Justo)
03 - Uma tarde no circo
(Rildo Hora)
04 - O barco
(Carlos Imperial)



domingo, 13 de janeiro de 2019

Rildo Hora e o Clube dos 7 - Samba made in Brazil

Album produzido em 1964 pela Copacabana Discos teve reedição em CD
Gaitista, produtor, arranjador, violonista, cantor e compositor, Rildo Hora comparece no blog com este “Samba made in Brazil”, graças a colaboração do amigo Iluvatar, a quem agradeço por enviar. Segundo o encarte, o disco foi lançado pela Copacabana em 1958, mas dados biográficos do artista revela que o LP é de 1964, e é considerado pelo próprio como seu "primeiro LP pra valer". Destaque para suas composições, como “Esse nosso jeito” (em parceria com Gracindo Jr.), “Um brasileiro nos States” (com Marcos André) e “Um sonho para dois” (com Clovis Mello), além de clássicos da bossa nova, como “Batida diferente”, de Durval Ferreira e do também gaitista Maurício Einhorn, e “Ilusão à toa”, de Johnny Alf.

Rildo Alexandre Barreto da Hora nasceu em 20 de abril de 1939 em Caruaru, no Pernambuco, e começou a tocar gaita aos seis anos, sem professor, tirando de ouvido temas que são tocados no rádio. Muda-se com a família para Madureira, subúrbio do Rio de Janeiro, onde tem contato com os sambistas Candeia, Chico Santana e Manacéa da Portela. Na década de 1950, ganha um concurso organizado pela fabricante de gaitas Hering, na Rádio Mauá, e se apresenta em programas de calouros dessa rádio, da Rádio Mayrink Veiga e da Rádio Nacional. Nesta, conhece o maestro e arranjador César Guerra-Peixe, com quem tem aulas de harmonia, contraponto, composição e orquestração. Em 1962, faz sua estreia em gravação, em disco de 78 RPM, com os temas “Anjo’ (com Alcino Diniz) e “Nem uma luz brilhou”, composta por Gilvan Chaves. No mesmo ano, lança o LP “Suave é a noite”  (capa na foto acima) e, no ano seguinte, “Em ritmo de dança”, ambos pela gravadora Copacabana.

Ainda nos anos 1960, tem sua primeira composição de sucesso na voz de outros intérpretes, “Canção que nasceu do amor”, registrada na voz de Cauby Peixoto. No fim da década, começa a trabalhar na gravadora RCA Victor, produzindo discos de Orlando Silva, Carlos Galhardo, Vicente Celestino e Luiz Gonzaga. Em 1971, a carreira de produtor ganha mais destaque devido ao sucesso com o álbum “Memória de um Sargento de Milícias”, de Martinho da Vila. A partir dos anos 1980, Rildo Hora produz álbuns de sucesso de nomes como Beth Carvalho e Fundo de Quintal. Na década seguinte, inicia uma parceria com Zeca Pagodinho, que resulta em quatro Grammys latinos, em 2001, 2002, 2003 e 2006. Com mais de 50 anos de carreira, conquista mais de 150 discos de ouro e de platina, a maioria guardada e enquadrada por ele em sua cobertura no Corte do Cantagalo, na zona sul do Rio de Janeiro, onde mora com sua esposa. Confira:

01 - Batida diferente
(Durval Ferreira - Maurício Einhorn)
02 - Ilusão à toa
(Johnny Alf)
03 - Hora's blue
(Lusinete Alcântara)
04 - Brazilian bossa
(Paulo Valdez)
05 - Amanhecendo
(Roberto Menescal - Luiz Fernando Freire)
06 - Adorei milhões
(Nazareno de Brito - Newton Ramalho)
07 - Esse nosso jeito
(Rildo Hora - Gracindo Junior)
08 - Carnaval triste
(Sergio Carvalho - Paulo Bruce)
09 - Um brasileiro nos States
(Rildo Hora - Marcos André)
10 - Menino João
(Waltel - Joluz)
11 - Manhã no posto seis
(Armando Cavalcanti)
12 - Um sonho para dois
(Rildo Hora - Clovis Mello)


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)



sábado, 12 de janeiro de 2019

Vários intérpretes - Jovem Guarda Duetos (2019)

 Repertório inclui gravações realizadas entre os anos de 1962 e 2015 
Hoje apresento uma coletânea especial, exclusiva do blog, formada por duetos com ídolos da Jovem Guarda. A meta foi reunir os intérpretes em repertório que começa em 1962, quando os irmãos Tony & Celly Campello fizeram sucesso com “Canário”, e termina em 2015 no projeto Rockomodo (saiba mais aqui), que presenteou o público com dois curiosos registros: Deny (da dupla com Dino) e Ronald (d’Os Vips) gravaram “A espera”, e Lilian (que fazia dupla com Leno) se reuniu com o pessoal do grupo que dá nome ao projeto para gravar “A vida”. A seleção começa quente, com pot-pourri dos primórdios do rock no embalo do casal Eduardo e Sylvinha Araújo, passa pelo romantismo dos anos 1960, e encerra em 2011 na festa de arromba dos 50 anos de carreira do Erasmo Carlos, que convidou o parceiro Roberto Carlos para cantar “Parei na contramão” e comemorar “mais de 500 composições” assinadas pela dupla. Confira:

01 - 1967 - Eduardo Araújo & Sylvinha Araújo - Medley rock 
(Com Peruzzi e sua banda jovem)
02 - 1988 - Kátia Cilene & Ed Wilson - Quero seu amor pra mim
 (Happy birthday sweet sixteen)
03 - 1968 - Ronnie Cord & Cleide Alves - Sonho de amor
04 - 1963 - Sonia Delfino & Marcio Ivens - Hey Paula
05 - 1962 - Celly Campello & Tony Campello - Canário (Yellow bird)
06 - 1966 - Meire Pavão & Albert Pavão - Escola do Amor
07 - 2013 - Teddy Milton & Família - A casa do sol nascente 
(The House Of The Rising Sun)
08 - 1970 - George Freedman & Waldirene - Eu te amo, tu me amas 
 (Noi Ci Amiamo)
09 - 1971 - Antonio Marcos & Vanusa - Agora eu sei
10 - 1974 - Golden Boys & Trio Esperança - Olho D'Água
11 - 1996 - Martinha & Sylvinha Araújo - Aqui (Ao vivo)
12 - 1984 - Wanderley Cardoso & Adriana - Eu e você
13 - 1972 - Diana & Ed Wilson - Quero saber
14 - 1987 - Paulo Sérgio & Jerry Adriani - No Dia Em Que Parti
15 - 1969 - Wanderléa & Leno – Chegou, sorriu, gostei 
(You Came, You Saw, You Conquered)
16 - 1999 - Reginaldo Rossi & Golden Boys - Fumacê
17 - 2015 - Deny & Ronald - A espera
18 - 2015 - Lilian & Rockomodo - A vida
19 - 1998 - Cyro Aguiar & Carlos Gonzaga - Diana (Ao vivo)
20 - 2011 - Erasmo Carlos & Roberto Carlos - Parei na contramão (Ao vivo)


sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Sarah Brightman & Andrea Bocelli - Time to say goodbye (Con te partirò) - (EP 1996)

 EP lançado em 1996 apresenta o principal sucesso da dupla de sopranos
Este EP, enviado pelo amigo Roberto de Brito, a quem agradeço, dispensa apresentação, pois traz o dueto da soprano inglesa Sarah Brightman e do soprano italiano Andrea Bocelli interpretando a versão em italiano e em inglês do sucesso "Con te partirò" com o título “Time to say goodbye”. O CD, lançado em 1996, também inclui a versão intimista da mesma música, interpretada pela cantora. A primeira versão dessa música, escrita por Francesco Sartori (música) e Lucio Quarantotto (letra), interpretada pelo cantor, ocupou o topo das paradas, especialmente na França e Bélgica. A segunda versão, apresentada neste EP, alcançou sucesso ainda maior, e talvez seja a música mais famosa da dupla, indispensável nas apresentações individuais dos sopranos. Bocelli, inclusive, também gravou uma versão em espanhol, intitulada "Por ti volaré". Confira:

01 - Time to Say Goodbye (Con Te Partirò)
(L. Quarantotto - F. Sartori - F. Peterson - Sugar Music MV)
02 - Sleep Tight [Previously Unreleased Track]
(T. Schwarz - M. Meissner - S. Brightman - T. Schwarz)
03 - You Take My Breath Away
(Peterson - S. Brightman - Peterson)
04 - Time to Say Goodbye (Con Te Partirò) [Sarah's Intimate Version]
(L. Quarantotto - F. Sartori - F. Peterson - Sugar Music MV)


COLABORAÇÃO: Roberto de Brito