Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Elenco da Rede Globo - Um novo tempo (CS 1971)

 Primeira versão do tema de final de ano da Rede Globo foi produzida em 1971
Single de capa dupla oferece caricaturas dos principais artistas da Rede Globo   
 Elenco da Globo canta música de Marcos Valle, Nelson Motta e Paulo Sérgio Valle  
Pra encerrar o ano, aqui está uma postagem especial. Trata-se do compacto simples, lançado em 1971 pela Som Livre, com o tema de final de ano da Rede Globo. O disco, enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço pela colaboração, reúne o elenco da emissora cantando “Um novo tempo”, de Marcos Valle, Nelson Motta e Paulo Sérgio Valle. Acredito que é a versão que deu início ao projeto da Globo, que tradicionalmente produz o jingle nesta época do ano, sempre com novos arranjos e com os principais contratados da emissora. O lado B do single traz o samba “Martin Cererê”, extraída da trilha sonora da novela “Bandeira 2”, e muito executada na época do lançamento, com Zé Catimba e Brasil Ritmo. Confira:

01 - Elenco da Rede Globo - Um novo tempo
(Marcos Valle - Nelson Motta - Paulo Sérgio Valle)
02 - Zé Catimba & Brasil Ritmo - Martin Cererê
(Zé Catimba – Gibi)


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


domingo, 23 de dezembro de 2018

Votos de Feliz Natal e Próspero Ano Novo


Vários intérpretes - Merry Christmas (CD 1990)

Grandes nomes internacionais interpretam clássicos da canção natalina
Clássicos da canção natalina, interpretados por grandes nomes internacionais, estão presentes neste “Merry Christmas”, CD produzido em 1990 pelo selo Lotus na EEC - Comunidade Econômica Européia. O disco, enviado pelo amigo Roberto de Brito, a quem agradeço, traz canções como “White Christmas”, “Jingle Bells”, “Silent Nights, Holy Night”, “The Christmas song”, “Little Drummer Boy” e outras. Entre os intérpretes estão nomes como Bing Crosby, Doris Day, Nat King Cole, Frank Sinatra, Judy Garland, Dean Martin, Rosemary Clooney, Louis Amstrong, Marlene Dietrich e outros. Confira:

01 - Bing Crosby & Ken Darby SingersWhite Christmas
(I. Berlin)
02 - Doris Day - Silver Bells
(J. Livingston - R. Evans)
03 - Bing Crosby & The Andrew Sisters - Jingle Bells
(Traditional)
04 - Mahalia Jackson - Silent Nights, Holy Night
(Gruber)
05 - Frank Sinatra - Santa Claus is comin to Town
(H. Gillespie - Coots)
06 - Rosemary Clooney - Little Drummer Boy
(K. Davis - H. Onorati - H. Simeoni)
07 - The Golden Gate Quartet - Oh little Town of Bethlehem
(Arranjo: O. Wilson)
08 - Doris Day - I'll be home for Christmas
(Gannon - Kent)
09 - Vic Damone - Adeste Fideles (O, Come all ye Faithful)
(Traditional)
10 - Rosemary Clooney - Rudolph the red-nosed reindeer
(Marks)
11 - Nat King Cole - The Christmas song
(M. Tormé - R. Wells)
12 - Dean Martin - Lullaby
(Brahms)
13 - Judy Garland - Have your self a Merry Little Christmas
(H. Martin - R. Blane)
14 - Frank SinatraIt came upon a midnight clear
(Traditional)
15 - The Golden Gate Quartet - Mary had a baby
(Trad. Arr. Golden Gate Quartet) 
16 - Marlene Dietrich - Candles glowing
(Bader - Harrison)
17 - Bing Crosby - Count your blessings instead of sheep
(I. Berlin)
18 - Louis Amstrong - Zat you, Santas Claus
(J. Fox)

COLABORAÇÃO: Roberto de Brito



sábado, 22 de dezembro de 2018

Ray Conniff - Christmas with Conniff (LP 1959)

 Edição norte-americana do álbum de 1959 foi produzida pela Columbia em stereo
Para apresentar este LP do Ray Conniff, lançado pela Columbia em 1959, vou reproduzir o texto da contracapa da edição brasileira do disco: “Quando se aproxima a época do Natal, lembramo-nos logo daqueles que mais próximos se acham em nossos corações, para desejar-lhes um mundo de alegrias e venturas. Estes agradáveis pensamentos vão encontrar sua legitima expressão neste LP de Ray Conniff e seus cantores, que é como que um artístico “bouquet” de lindíssimas canções de Natal. Preparado como uma série de músicas para dançar, nele não encontraremos, obviamente, cânticos religiosos, mas a reunião de algumas das mais apreciadas canções natalinas dos últimos anos com o sempre novo “Jingle Bells” e o antiquíssimo, mas sempre encantador “Greensleeves”.

Ray Conniff arranjou, eu seu estilo inimitável, estas deliciosas canções, empregando as vozes como elemento básico da composição orquestral e inspirando-se especialmente na feição alegre que a maior parte delas apresenta. Naturalmente que há baladas: “Silver Bells”, o romântico “Christmas Song” e aquele número indispensável em todas as reuniões de Natal, “White Christmas”. Quase todas as melodias, porém, são animadas e alegres como convém a uma comemoração natalina e como convém também a uma festa dançante de Natal. Portanto, amigos, preparem as salas, arranjem a ornamentação, e tomem cuidado para não dançar muito próximo à arvore. Aqui estão Ray Conniff e seus cantores com o mais maravilhoso presente de Natal: uma brilhante coleção de inesquecíveis canções, especialmente preparadas para que vocês possam ter umas agradáveis horas de dança”. Confira:

01 - Here Comes Santa Claus
(G. Autry - O. Haideman)
02 - Winter Wonderland
(R. Smith - F. Bernard)
03 - Rudolph, The Red Nosed Reinder
(J. Marks)
04 - Christmas Bride
(M. Jay)
05 - Sleigh Ride
(M. Parish - L. Anderson)
06 - Greensleeves (What child is this)
(Arranjo: Ray Conniff)
07 - Jingle Bells
(Arranjo: Ray Conniff)
08 - Silver Bells
(J. Livingston - R. Evans)
09 - Frosty The Snowman
(S. Nelson - J. Rollings)
10 - White Christmas
(Berlin)
11 - Santa Claus Is Comin' To Town
(H. Gillespie - Coets)
12 - The Christmas Song (Merry Christmas song)
(Torme - R. Wells)



sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Vários intérpretes - Natal, a festa azul (LP 1962)

 Coletânea da Copacabana reúne gravações dos anos 1950 e início dos 1960
Esta coletânea, “Natal, a festa Azul”, foi lançada em 1962 pela Copacabana, e traz canções natalinas gravadas por vários artistas entre os anos 1950 e início dos anos 1960, ou seja, não se trata de álbum com registros inéditos. O LP reúne intérpretes variados, como Reynaldo Rayol, Sonia Delfino, Elizete Cardoso e Jairo Aguiar, entre outros, incluindo três raros duetos: Gilberto Alves & Cleide Alves, Moacyr Franco & Morgana, e Angela Maria & João Dias. Vale observar que o quarteto vocal Golden Boys, incluído no disco, estava em início de carreira, e ainda era denominado The Golden Boys. Confira:

01 - Denis Nogueira e Collid Filho - Vem, menino Jesus (Caro Gesú bambino)
(P. Soffici - vs: Nazareno de Brito - Jota Morais)
02 - Coro do Clube do Guri - Natal (com solo de Denis Nogueira)
(Orlando Valentim)
03 - Carequinha - Meu Papai Noel (com Altamiro Carrilho)
(Carequinha)
04 - Agnaldo Rayol - Eterno Natal
(Adaptação e letra de Fred jorge)
05 - Elizete Cardoso - Cantiga de Natal
(Lina Pesce)
06 - Roberto Audi - Sino de Belém (Adaptação de Jingle Bells)
(Evaldo Ruy)
07 - Gilberto Alves e Cleide Alves - Noite de paz
(F. X. Gruber - J. Mohr)
08 - Moacyr Franco e Morgana - Natal de felicidade
(Moacyr Franco - Wilton Franco)
09 - Reynaldo Rayol - Hoje é Natal
(Faisca - Manoel Ramos)
10 - Jairo Aguiar - Dezembro
(Jorge Vieira - Walter Magalhães)
11 - The Golden Boys - Natal das crianças
(Black-Out)
12 - Inezita Barroso - Entrai, pastorinhas
(Lôa pastoril do séc. 18, origem portuguesa)
13 - Sonia Delfino e coro do Clube do Guri - Ano Novo
(Getulio Macedo)
14 - Angela Maria e João Dias - Papai Noel esqueceu
(Herivelto Martins - David Nasser)


Wanderley Cardoso - Mensagem de Natal (CS 1966)

Single com mensagem do cantor foi distribuído aos membros do fã-clube

Em 1966, quando gozava enorme popularidade no Brasil, Wanderley Cardoso gravou uma mensagem de Natal num single distribuído apenas para os membros do seu fã-clube. Só tomei conhecimento desse disco por meio do amigo Luiz Fernando, que o compartilhou originalmente na Comunidade MC&JG, do antigo Orkut, na época em que eu fazia do grupo. Lembrei-me desse compacto, que traz apenas a mensagem do cantor, após encontrar a capa do disco na rede, e achei interessante resgatá-lo para os colecionadores. Confira:

01 - Mensagem de Natal 

COLABORAÇÃO: Luiz Fernando



quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

The Pop's - Feliz Natal (LP 1969)

 Clássicos das festas natalinas compõem o repertório deste LP da Equipe
Alguém me pediu este ‘Feliz Natal”, mais um álbum instrumental do grupo The Pop’s, lançado em 1969 pela Equipe. Muito procurado pelos fãs, o LP foi reeditado em 1978 pelo selo Padrão, e apresenta 12 faixas com músicas natalinas. Clássicos como “Noite feliz”, “Jingle Bells”, “Boas Festas”, “White Christmas” e “O bom velhinho” estão no repertório, além da “Valsa da despedida”, que apesar de não considerá-la natalina, caiu muito bem no disco. Confira:

01 – Noite Feliz 
(Mohr - Franz Gruber - Adpt. Simões)
02 – O Tannenbaum 
(Tradicional - Adpt. Simões)
03 – Valsa da Despedida 
(Mann Curtis - F. Military)
04 – Sleigh Ride 
(Parish - Anderson)
05 – O Bom Velhinho 
(Otávio Babo Filho)
06 – E Nasceu Jesus 
(Orlanndivo - Roberto Jorge)
07 – Jingle Bells 
(Tradicional - Adpt. Simões)
08 – Natal das Crianças 
(Blecaute)
09 – Boas Festas 
(Assis Valente)
10 – Aleluia 
(Handel)
11 – Adeste Fidelis 
(Tradicional - Adpt. Simões)
12 – White Christmas 
(Irving Berlin)


quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Os Santos - Natal Jovem (LP 1968)

 Álbum do selo Equipe apresenta 12 instrumentais de músicas natalinas
Banda iniciou a carreira artística no final de 1965 na gravadora Polydor
Este “Natal Jovem”, álbum lançado em 1968 pelo grupo Os Santos, não chega a ser novidade na rede, mas mesmo assim acho interessante apresentá-lo neste período que antecede as festas natalinas. O disco, integralmente instrumental, traz 12 músicas natalinas, e foi produzido pelo selo Equipe, onde a banda também gravou no mesmo ano o LP “As 12 maravilhas do iê-iê-iê”, igualmente instrumental. O conjunto era formado por Euclides, ex-The Pop’s, na guitarra solo, Jair, guitarra ritmo, José Antonio, o Bolonha, no baixo, Carlinhos na bateria. e posteriormente Rostan, o Tonzinho, na bateria. A banda iniciou a carreira no final de 1965 na gravadora Polydor, e foi a responsável por acompanhar Ronnie Von na gravação do seu primeiro compacto simples, contendo a música “Meu Bem”. Na gravadora, lançaram dois compactos simples e um duplo, e depois de um tempo de pouca atividade, partiram para a Equipe e encerraram as atividades no final dos anos 1960.

01 - White christmas
(Irving Berlin)
02 - Boas festas
(Assis Valente)
03 - O velhinho
(Otávio Babo Filho)
04 - Natal de Jesus
(Blecaute)
05 - E nasceu Jesus
(Orlandivo - Roberto Jorge)
06 - Noturno
(Chopin)
07 - Jingle bells
(D.P.)
08 - Noite silenciosa (Silent night)
(Mohr - F.Gruber)
09 - Natal das crianças
(Blecaute)
10 - Nasceu Jesus
(René Bittencourt)
11 - Natal sem você
(J. Castro - Bruno Gomes)
12 - Foi numa noite clara
(Arranjo de Os Santos)



terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Trilha sonora do filme "Merry Christmas, Mr. Lawrence"

 Trilha é assinada por Ryuichi Sakamoto, que também atua ao lado de David Bowie
O saudoso cantor e compositor David Bowie (Londres, 8 de janeiro de 1947 — Nova York, 10 de janeiro de 2016) também se aventurou algumas vezes no cinema, e uma de suas melhores performances aconteceu no filme “Merry Christmas, Mr. Lawrence” (no Brasil, “Furyo – Em nome da honra”), produzido e rodado no Japão em 1983, com direção de Nagisa Oshima, o mesmo de “O Império dos Sentidos” e “O Império da Paixão”. Outros dois expoentes da música fazem parte do elenco:  Takeshi Kitano – um cantor popular do Japão – e Ryuichi Sakamoto – responsável também pela  trilha sonora do filme, que traz como cenário o ano de 1942 na ilha japonesa de Java, onde são mantidos vários prisioneiros sob a custódia do comandante Yonoi (Ryuichi Sakamoto) e do tenente Hara (Takeshi Kitano). O filme se baseia no livro de memórias de Laurens Van Der Post, na verdade um holandês, que na versão para o cinema foi representado como o capitão inglês que é encarregado de comandar os prisioneiros de guerra ocidentais mantidos pelos japoneses na ilha.

A principal característica de Lawrence (Tom Conti) era sua compaixão, pois sempre que podia defendia os seus companheiros e, por dominar a lingua inglesa e japonesa, acabava gerando desconfiança dos comandantes. A chegada ao campo do soldado inglês Jack Celliers (Bowie) acabará por eclodir num episódio que irá testar no limite a capacidade diplomática de Lawrence. O que ameniza o clima tenso é a amizade entre o tenente Hara e o coronel Lawrence, cuja cena onde mostra Hara totalmente alcoolizado liberando Lawrence e Celliers de um castigo desejando um Feliz Natal, ao fundo a música “Merry Christmas, Mr. Lawrence” se tornou cult no cinema dos anos 80. Sobre a trilha sonora do CD, enviado pelo amigo Roberto de Brito, a quem agradeço, o crítico Sidnei Cassal afirma em artigo publicado no site Plano Crítico (aqui) que Sakamoto fez “um extraordinário trabalho para Nagisa Oshima. Sua trilha sonora é mais do que apenas uma música incidental que acompanha as cenas. Em Furyo, a música eletrônica, aparentemente tão impensável para um drama de guerra, ajuda a criar diferentes tonalidades para o filme – tenso, épico, onírico – funcionando mais como mais um intérprete invisível”. Confira:

01 - Merry Christmas Mr. Lawrence
(Ryuichi Sakamoto)
03 - Batavia
(Ryuichi Sakamoto)
03 - Germination
(Ryuichi Sakamoto)
04 - A Hearty Breakfast
(Ryuichi Sakamoto)
05 - Before The War
(Ryuichi Sakamoto)
06 - The Seed And The Sower
(Ryuichi Sakamoto)
07 - A Brief Encounter
(Ryuichi Sakamoto)
08 - Ride Ride Ride (Celliers' Brother's Song)
(Stephen McCurdy)
09 - The Fight
(Ryuichi Sakamoto)
10 - Father Christmas
(Ryuichi Sakamoto)
11 - Dismissed!
(Ryuichi Sakamoto)
12 - Assembly
(Ryuichi Sakamoto)
13 - Beyond Reason
(Ryuichi Sakamoto)
14 - Sowing The Seed
(Ryuichi Sakamoto)
15 - 23rd Psalm
(Traditional)
16 - Last Regrets
(Ryuichi Sakamoto)
17 - Ride Ride Ride (Reprise)
(Steven McCurdy)
18 - The Seed
(Ryuichi Sakamoto)
19 - Forbidden Colours
(Ryuichi Sakamoto - David Sylvian)


COLABORAÇÃO: Roberto de Brito


segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Elson - 20 Preferidas (CD 1996)

 Elson iniciou a carreira participando de festivais em dueto com Myrna
Pra recordar do Elson Cruz, mais conhecido como Elson do Forrogode, o nosso amigo Iluvatar , a quem agradeço, enviou este “20 preferidas”, CD que resgata sucessos do cantor e compositor de samba. O disco, com 18 faixas, inclui as canções "Talismã", de Michael Sullivan e Paulo Massadas, e "Jeito Atrevido", de Arandas Júnior, principais hits do artista, que iniciou a carreira participando de festivais, como o VII Festival Internacional da Canção (FIC) em 1972, quando ganhou projeção com “Nó na cana”, de Ary do Cavaco e César Augusto, em dueto com a cantora Myrna. Foi apenas no ano seguinte, em 1973, quando passou a investir em carreira solo, Elson lançou seu primeiro disco, um compacto simples com produção de Milton Nascimento e arranjos de Wagner Tiso.

Em 1975 lança seu primeiro LP "Desafio da Navalha", também pela RCA, com produção do jornalista Sérgio Cabral, tendo como arranjadores Wagner Tiso, Oberdan Magalhães, Rildo Hora e Paulo Moura. Seu auge ocorreu em 1989, com a canção "Talismã", lançada no álbum "Alô Brasil" (na foto ao lado) pela gravadora RGE, fato que lhe garantiu o disco de ouro na época. A música seria regravada tempos depois pela dupla Leandro & Leonardo. Em 1993, lançou o álbum "Cada Dia Quero Mais", que contém o hit "Jeito Atrevido", e desde então participou ativamente da vida cultural do país, seja compondo, fazendo shows e produzindo e dirigindo projetos. Elson nasceu em São Fidelis (RJ) em 20 de março de 1942 e morreu na manhã do dia 2 de novembro de 2017, no Hospital Mário Kroeff, na cidade do Rio de Janeiro, aos 75 anos, vítima de complicações decorrentes de diabetes e insuficiência renal. Confira:

01 - Fases
(Michael Sullivan - Paulo Massadas)
02 - Nós
(Ed Wilson - Carlos Colla)
03 - Sedução Proibida
(Elson - P. Pinto - Chiquinho do Cavaco)
04 - Baton No Jeans
(Altay Veloso)
05 - Pura Inveja
(Zé Roberto - Adilson Bispo)
06 - Viver Por Viver
(Roberto José - Elson do Forrogode)
07 - Pot-pourri - Tributo A Benito:
Pra você não ir embora
(Benito Di Paula)
Se não for amor
(Benito Di Paula)
Retalhos de cetim
(Benito Di Paula)
08 - Se Eu Pudesse Conversar Com Deus
(Nelson Ned)
09 - Labirinto
(Ivor Lancellotti)
10 - Talismã
(Michael Sullivan - Paulo Massadas)
11 - Coisa Gostosa
(Naval do Império - Petrúcio Amorim - Dacruz)
12 - Haja Coraçao
(Elson do Forrogode - Naval - Anselmo Mazzoni)
13 - Jeito Atrevido
(Arandas Junior)
14 - Divino Amor
(Elson - Paula Pinto - Chiquinho do Cavaco)
15 - Pode Acreditar
(Roberto José - Paulo Diniz)
16 - Gotas Do Infinito
(Totonho - Lagrimante - Navarro - Lucena)
17 - Dois Corações
(Beto Correia - Marquinho PQD - Elson)
18 - Alo Brasil
(Vicente Mattos - Norival Reis)

COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)



domingo, 16 de dezembro de 2018

Gipsy Kings incluindo "Bamboleo" (CD 1988)

 LP do grupo de rumba flamenca conquistou o público em vários países
Lá se vão 30 anos desde que este álbum do "Gipsy Kings" entrou no circuito internacional com as músicas "Bamboleo", "Djobi djobá" e "A mi manera" (versão da imortal "My way", famosa pela performance de Frank Sinatra e Lisa Minelli). A partir daí, a rumba flamenca do grupo liderado pelo cantor Nicolas Reyes e o violonista Tonnino Baliardo invadiu o mundo. Ciganos de origem espanhola, os Gipsy Kings passaram as últimas três décadas levando aos quatro cantos do mundo sua música fortemente enraizada na cultura gitana. Agradeço ao amigo Roberto de Brito por enviar este CD, lançado pela Epic/Sony em 1988, pra lembrar como tudo começou. Confira:

01 - Bamboleo
(T. Baliardo - J. Bouchiki - N. Reyes - S. Diaz)
02 - Tu Quieres Volver
(Gipsy Kings)
03 - Moorea
(Gipsy Kings)
04 - Meu bem Maria
(Gipsy Kings)
05 - Un amor
(Collectif Gipsy - Los Reyes)
06 - Inspiration
(Gipsy Kings)
07 - A mi maneira (My way)
(G. Thibault - C. Francois - J.Revaux)
08 - Djobi djoba
(Collectig Gipsy Kings - Los Reyes) 
09 - Faena
(Gipsy Kings)
10 - Quiero saber
(T. Baliardo - J. Bouchiki - N. Reyes)
11 - Amor amor
(Gipsy Kings)
12 - Duende
(Gipsy Kings)


COLABORAÇÃO: Roberto de Brito


sábado, 15 de dezembro de 2018

Ronnie Cord - Classic Collection - Volume 13 (CD s/d)

Compilação resgata discografia do cantor na RCA Victor entre 1964 e 1969
 O 13º volume da série “Classic Collection”, projeto da Showbiz Records, produtora alternativa do Albert Pavão, resgata a obra do cantor e compositor Ronnie Cord na RCA Victor. O acervo musical do artista começou em 1960 na Copacabana, onde gravou até 1963 e acumulou diversas gravações em inglês. Foi a partir do primeiro disco, um single em 1964 com “Rua Augusta” e “Brotinho difícil”, no qual é acompanhado pelo grupo The Clevers/Os Incríveis, que cravou seu nome definitivamente na história dos primórdios do rock nacional. A compilação, enviada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, reúne os dois hits iniciais, além de outros 23 registros extraídos de LP e compactos simples/duplos. Uma das curiosidades é o dueto com Cleide Alves em “Sonho de amor”, versão de “Mr. Spoon”, lançada em 1968, um ano antes de encerrar sua passagem pela RCA. Confira:

01 - Rua Augusta (Com The Clevers)
(Hervê Cordovil)
02 - Veludo azul (Blue Velvet)
(Wayne - Morris - vs: Fred Jorge)
03 - Silvia (Sylvie)
(Moutred - Chabrier - vs: Juvenal Fernandes)
04 - Eu e o luar
(Ronnie Cord)
05 - Viva Las Vegas
(Pomus - Shuman - vs: Ronnie Cord)
06 - Hippy hippy shake
(Chan Romero)
07 - Biquini de bolinha amarelinha (Itsie bitsie...)
(Pockriss - Vance - vs: Hervê Cordovil)
08 - Loody Lo
(Mann - Appel - vs: Juvenal Fernandes)
09 - Humildemente te peço perdão (Ti chiedo perdono)
(Vianello - Rossi - vs: Paulo Murilo)
10 - Brotinho difícil (com The Clevers)
(Ronnie Cord)
11 - Roberta
(Nadeo - Lapore - vs: Fred Jorge)
12 - My bonnie
(Adap. Mary Smith)
13 - Boliche legal
(Hervê Cordovil)
14 - Amor perdoa-me (Amore Scusami)
(Palavicini - Mascoli - vs: Fred Jorge)
15 - Eu vou à praia
(Hervê Cordovil)
16 - Disco voador
(Ronnie Cord)
17 - Eu, a noite e ninguém
(Ronnie Cord - Fred Jorge)
18 - Se você gosta (Gimme Little sign)
(Smith - Hooven - vs: Ronnie Cord)
19 - Jogo do Simão (Simon says)
(Chiprut - vs: Alf Soares)
20 - A força do destino (Non a casa il destino)
(Rossi - Antartide - vs: Ronnie Cord)
21 - Giorno griggio
(Ronnie Cord - Ana Maria)
22 - M... de mulher (F... come femme)
(S. Adamo - vs: Antonio Marcos)
23 - Eu te daria minha vida
(Ronnie Cord - Norman Cordovil)
24 - Sou louco por você
(Elizabeth)
25 - Sonho de amor (Mr. Spoon) (com Cleide Alves)
(Tyson - vs: Paladino)

COLABORAÇÃO: Aderaldo


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Lady Zu - A Noite Vai Chegar (LP 1978)

LP produzido pela Philips traz o sucesso "Sem você (Por você, sem você)"
Este primeiro álbum da Lady Zu, lançado em 1978 pela Philips, atende ao pedido do internauta Inácio Casanova. O LP, intitulado “A noite vai chegar”, nome da música que a projetou por todo País, segue o gênero disco, bem de acordo com a época do lançamento. O principal destaque do LP é a faixa “Só você  (Por Você, Sem Você)”, incluída na trilha sonora nacional da novela “Te contei?”, da Rede Globo, e muito executada pelas emissoras de rádio. Confira:

01 - Novidades
(Peninha - M. Cidras)
02 - Amando Você
(Paulinho Camargo)
03 - Esqueça-me
(Totó)
04 - Não Deu em Nada
(Totó)
05 - Não Fique Preocupado
(Paulinho Camargo - Dalila Camargo)
06 - A Noite Vai Chegar
(Paulinho Camargo)
07 - Com Sabor
(Dom Charles - Nelson Motta)
08 - Dê-Me Mais Carinho
(Totó - Paulo Rock)
09 - Só Você (Por Você, Sem Você)
(Paul Greedus - Cleide Dalto)
10 - Eu Queria Falar com Você
(Luis Vagner - A. Carlos Gomes)
11 - Lady É Meu Nome
(Arthur Giglio)
12 - Solução
(Paulinho Camargo)



quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Vários intérpretes - 14 Maiorais - Volume 2 (LP 1963)

 Sucessos do Gilberto Alves, Clovis Candal e Moacyr Franco estão no disco
Na tentativa de oferecer todos os discos da série “14 Maiorais”, projeto da gravadora Copacabana, montei este segundo volume, lançado originalmente em 1963. O álbum, infelizmente, não está completo, pois ainda falta a 12ª faixa, “Flor da noite”, interpretada pelo Isnard Simone. Quem sabe, ao apresentar o disco, alguém possa oferecê-la para fechar o álbum. Vale observar que, pela excelente qualidade da gravação, tenho dúvida se “Volta por cima”, com Roberto Silva, seja a original do disco. Assim, com este LP, que traz “E agora” - rara versão de “Et maintenant”, sucesso de Gilbert Bécaud - na interpretação do Agnaldo Rayol, ficará faltando apenas o sétimo volume pra completar a coleção. Confira:

01 - Moacyr Franco - Canção do fim (Make Haste My Love)
(Ulpio Minucci - Roy Jordan - vs: Paulo Rogério) 
02 - Rinaldo Calheiros - Uma lágrima tua (Una Lagrima Tua)
(Mariano Mores - H. Manzi - vs: Genival Melo) 
03 - Elizeth Cardoso - Canção da manhã feliz
(Haroldo Barbosa - Luis Reis) 
04 - Agnaldo Rayol - E agora (Et Maintenant)
(Gilbert Bécaud - Pierre Delanoé - vs: Paulo Queiroz) 
05 - Jorge Goulart - O prisioneiro (O Homem de Alcatraz)
(Elmer Bernstein - Mack David - vs: Fred Jorge) 
06 - Creusa Cunha - Minha carta de amor (Mi Carta)
(Mario Clavell - vs: Genival Melo) 
07 - Lucienne Franco - Gente maldosa (Gens Bavards)
(Glauco - Fernando Pereira - vs: Haroldo Costa) 
08 - Gilberto Alves - E você... Não dizia nada
(Hélio Sindô - José Saccomani - Jorge Martins) 
09 - Morgana  - Maldito
(Jair Amorim - Evaldo Gouveia) 
10 - Clóvis Candal - Confissão
(Joaquim Oliver - vs: Genival Melo) 
11 - Rinaldo Calheiros - Jamais te esquecerei
(Antônio Rago - Juraci Rago)
12 - Isnard Simone - Flor da noite
(Rômulo Paes - Orlando Cavalcanti) 
13 - Eleonora Diva - Ave Maria dos namorados
(Jair Amorim - Evaldo Gouveia) 
14 - Roberto Silva - Volta por cima
(Paulo Vanzolini) 



quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Walter Basso - Quero ser seu namorado (LP 1977)

 Álbum produzido pelo selo Scala inclui o sucesso "Castelo de Sonhos"
Agradeço ao amigo Geraldo por enviar este “Quero ser seu namorado”, primeiro álbum do Walter Basso, lançado em 1977 pelo selo Scala. O disco traz a música “Castelo de sonhos”, grande sucesso do cantor e compositor, gravada originalmente em 1972 pelo grupo Os Vikings, do qual foi um dos integrantes. Nascido em 1952 na cidade catarinense de Concórdia, o artista mudou-se para Marechal Cândido Rondon aos seis anos de idade.  Filho de Elfrida Gasnke e Guilherme Guerino Basso, começou a trabalhar ainda jovem, em 1968, como sonoplasta na Rádio Difusora, mas exerceu diversas funções na emissora.

Ainda criança, Walter Basso já demonstrava interesse pela música, participando de bailes com o grupo Os Fronteiristas, que no início dos anos 1970 viria a se chamar Os Vikings (na foto ao lado). Em 1972, o conjunto gravou  um compacto duplo com a canção “Castelo de Sonhos”. Não encontrei muitas informações sobre sua carreira na rede, mas consta que em 1989 teria vendido a marca do seu conjunto, sem deixar de se dedicar à carreira solo. Ao todo, teria gravado seis álbuns e oito compactos, incluindo os simples e duplos, além de três outros trabalhos em CD, mantendo-se ainda em atividade. Confira:

01 - Pode Ir Embora
(Socrates - Silvio)
02 - Não Vai Morrer A Esperança
(Walter Basso - Zé Maria)
03 - Fada do Além
(Walter Basso)
04 - Vamos Tentar Novamente
(A. Artoni - Napoleão - Walter José)
05 - Tua Imagem
(Walter Basso)
06 - Eu Amo
(Walter Basso)
07 - Ando Só Pelo Mundo
(Walter Basso - Zé Maria)
08 - Quero Ser Seu Namorado
(Walter Basso)
09 - Castelo de Sonhos
(Walter Basso - Zé Maria)
10 - Meu Mundo Acabou
(Walter Basso)
11 - Pra Nunca Mais
(Walter Basso - Napoleão)
12 - Menina Triste
(Walter Basso)

COLABORAÇÃO: Geraldo



terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Miltinho com Pocho Perez y su orquestra - Ta' bien

 Miltinho é acompanhado pela orquestra de Pocho Perez em LP venezuelano
Mais um interessante álbum do Miltinho, cantor de grande sucesso nos anos 1960/70, que também obteve êxito nos países latinos. Prova disso são os vários álbuns que gravou em espanhol. Um deles é este LP, Ta’ bien, lançado em 1963 na Venezuela, e enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração. O disco, com acompanhamento da orquestra de Pocho Perez, traz canções como “Mulata coqueta”, “Muchacha bossa nova”, “El malquerido”, “Recuerdos” e outras que certamente embalaram os corações apaixonados. Confira:

01 - El malquerido 
(W. Soriano - J. Gonçalvez)
02 - Ta' bien
(René Bittencourt)
03 - Estoy solo
(Raul Sampaio - Benil Santos)
04 - La cinta verde
(Lobato - Pollero)
05 - Perdona, corazon
(M. Pinto - A. de Barros)
06 - Mulata coqueta
(Ataulfo Alves)
07 - Que sabes tu de mi?
(F. Cesar - Britinho)
08 - Recuerdos
(Raul Sampaio - Benil Santos)
09 - Muchacha bossa nova
(A. Barbosa - L. Reis)
10 - Confidencia
(Raul Sampaio - Benil Santos)
11 - Rie
(Luis Antonio)
12 - Poema de las manos
(Luis Antonio)

COLABORAÇÃO: Laércio



domingo, 9 de dezembro de 2018

Vários artistas - Esso Music Festival - Pra dançar

 CD fez parte de ação promocional da Esso nos postos de combustível
 Promoção para a venda de óleo envolveu coleção com 4 títulos de CD
Este CD é resultado de uma parceria em 2002 entre a Esso e a Universal Music para a realização de uma ação promocional nos postos de combustível. Não sei exatamente como foi a mecânica da promoção, mas tudo indica que o consumidor tinha direito a um CD na compra de óleo da Esso. Ele podia escolher um entre quatro CDs temáticos da coleção – “Som do interior”, “Romântico”, “Festa brasileira” e este “Pra dançar”, único disponível para download, enviado pelo amigo Iluvatar, a quem agradeço pela colaboração. O repertório, com artistas do cast da Universal, é muito bom, e traz gravações do Tim Maia, Cássia Eller, Kid Abelha, Rita Lee, Engenheiros do Havaii e até os internacionais James Brown e Gloria Gaynor, entre outros. Confira:

01 - Sandy & Junior - Enrosca
(Guilherme Lamounier)
02 - Tim Maia - O Descobridor Dos Sete Mares
(Michel - Gilson Mendonça)
03 - Claudinho & Buchecha - Tempos Modernos
(Lulu Santos)
04 - Cássia Eller - E.C.T.
(Nando Reis - Marisa Monte - Carlinhos Brown)
05 - Patrícia Marx - What's Going On (part. esp. Duane Jackson)
(Marvin Gaye - Al Cleveland - R. Benson)
06 - Ed Motta - Colombina
(Rita Lee - Ed Motta)
07 - Kid Abelha - O Rei Do Salão
(George Israel - Paula Toller)
08 - Engenheiros Do Hawaii - Eu Que Não Amo Você
(Humberto Gessinger)
09 - James Brown - Sex Machine
(J. Brown - B. Byrd - R. Lenhoff)
10 - Rita Lee - Erva Venenosa (Poison ivy)
(Jerry Leiber - Mike Stoller - vs: Rossini Pinto)
11 - Marina Lima - Eu Te Amo Você
(Kiko Zambianchi)
12 - Gloria Gaynor - I Will Survive
(D.G. Fekaris - FJ. Perren)


COLABORAÇÃO: Iluvatar, de Chiador (MG)


sábado, 8 de dezembro de 2018

Trilha do filme A dupla vida de Véronique (CD 1991)

 
 Trilha sonora do  longametragem é assinada pelo polonês Zbigniew Preisner
Filme de Krzysztof Kieślowski é considerado obra de grande valor dos anos 90 
Pra quem gosta de trilha sonora de filmes, hoje é a vez de apresentar a do filme “Double life of Veronika” (no Brasil, “A dupla vida de Véronique”), com músicas de Zbigniew Preisner, compositor polonês conhecido por suas composições para os filmes do cineasta Krzysztof Kieślowski. O CD, enviado pelo amigo Roberto de Brito, a quem agradeço, foi lançado em 1991 na Alemanha. O filme é recorrentemente citado como obra artística de valor dos anos 90 e marco no que fomentaria o novo cinema europeu. Narra a história de duas mulheres estranhamente conectadas. A primeira, Weronika, é uma soprano polonesa que tem problemas cardíacos e sonha entrar para um grande coral. Já Veronique, francesa de Paris, é uma professora de música que após um desconforto existencial embarca numa complicada relação amorosa com um titereiro. Ambas são interpretadas pela Irène Jacob, agraciada com o prêmio de melhor atriz em Cannes pelo trabalho. Aparentemente, as duas jovens sentem a presença uma da outra e os atos de uma geram consequências na vida da outra, e suas histórias convergem nesse entrelaçamento. Confira:

01 - Weronika
02 - Veronique
03 - Tu Viendras
04 - L' Enfance
05 - Van Den Budenmayer Concerto en Mi Mineu, Version de 1798
06 - Veronique
07 - Solitude
08 - Les Marionnettes
09 - Theme - 1 Transcription
10 - L' Enfance II
11 - Alexandre
12 - Alexandre II
13 - Theme - 2 Transcription
14 - Concerto en Mi Instrumentation Comtemporaine No. 1
15 - Concerto en Mi Instrumentation Contemporaine No. 2
16 - Concerto en Mi Instrumentation Contemporaine No. 3
17 - Van Den Budenmayer Concerto en Mi Mineur, Version de 1802
18 - Générique de Fin

Músicas de Zbigniew Preisner


COLABORAÇÃO: Roberto de Brito



sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Rossini Pinto - Classic Collection - Volume 16 (CD s/d)

 Homenagem traz 28 gravações do cantor e compositor Rossini Pinto
Este é o 16º volume da série Classic Collection, projeto da Showbiz Records que resgata gravações até então inéditas em CD de artistas que fizeram sucesso ao longo dos anos 1960, como Tony Campello, Demétrius, Albert Pavão, The Jet Black’s, Meire Pavão e outros. No caso deste álbum, enviado pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, a proposta é resgatar e homenagear saudoso cantor e produtor Rossini Pinto (24/01/1937 – 25/06/1985), que fez mais sucesso como compositor, autor de dezenas de canções gravadas pelos principais nomes da Jovem Guarda. A seleção traz desde sua primeira gravação, “Convite ao amor”, um poema que musicou do então presidente Jânio Quadros, até “Carroça que corre demais”, extraída de um EP produzido pela CBS/Sony em 1971, e já postado aqui. Confira:

01 - Convite ao amor
(Jânio Quadros - Rossini Pinto)
02 - Rock presidencial
(Rossini Pinto)
03 - Vamos brincar de amor
(Vadico - Humberto Sales)
04 - Lucy
(Rossini Pinto)
05 - Maninha, maninha
(Moacyr Bastos - Darcy Silva)
06 - Dançando o twist (Dancing The Bop)
(Ray Conniff - vs: Rossini Pinto)
07 - Voa passarinho
(Rossini Pinto - Fernando Costa)
08 - Sha la la la lu (Por Causa De Você)
(Rossini Pinto)
09 - Amor e desprezo
(Rossini Pinto)
10 - Quase chorei
(Rossini Pinto)
11 - Quero beijar-te agora
(Adilson Silva - Claudio Moreno)
12 - Não vale a pena chorar
(Rossini Pinto)
13 - A cigana (Gipsy Woman)
(Brunet - Osborn - vs: Rossini Pinto)
14 - Quero ver você viver sem mim (Show Me Girl)
(Goffin - Ling - vs: Rossini Pinto)
15 - Tanta ingratidão
(Rossini Pinto)
16 - Onde você estiver
(Rossini Pinto)
17 - Garota sapeca
(Anísio Bichara)
18 - Só vou gostar de quem gosta de mim
(Rossini Pinto)
19 - Montanha do amor (Mountain Of Love)
(Dorman - vs: Rossini Pinto)
20 - Eu vou mudar
(Rossini Pinto)
21 - Por onde anda ela
(Rossini Pinto)
22 - Ou crê nos amigos ou crê em mim
(Rossini Pinto)
23 - Eu te amo até morrer
(Rossini Pinto)
24 - Amor sincero
(Rossini Pinto)
25 - Arrependimento
(Rossini Pinto)
26 - Meu coração ainda é seu
(Rossini Pinto - Alberto Menezes)
27 - Na rua que você morava
(Rossini Pinto)
28 - Carroça que corre demais
(Rossini Pinto)

COLABORAÇÃO: Aderaldo


Nilson Almeida - Rumo ao Horizonte (EP 2018)

 Disco apresenta canções compostas pelo cantor há mais de vinte anos
Como os seguidores do blog sabem, não tenho o hábito de postar lançamentos, e nem oferecer discos que estão em catálogo, daí a razão de apresentar álbuns e singles lançados há mais de 10 anos. As exceções acontecem quando o próprio artista ou sua assessoria de imprensa oferece o material para postagem, ou seja, por iniciativa do interessado. É o caso deste EP, que acaba de ser lançado pelo cantor e compositor Nilson Almeida, morador em Alegre, no Espírito Santo. Segundo ele, as quatro faixas do compacto duplo foram feitas em 1996, quando ainda morava na cidade mineira de Juiz de Fora.

“A música Rumo Ao Horizonte foi inspirada em notícias populares, de jornais e revistas, sobre jovens que eram dependentes químicos e morriam de overdose. Esse som é uma referência ao legado pessoal e musical do Cazuza”, informa. A canção “Musicídio Funk”, por sua vez, foi elaborada para satirizar a violência nos bailes funks que aconteciam na região onde morava, amplamente divulgada na mídia local. “Essa música remete um pouco ao grupo Mamonas Assassinas, cujos integrantes haviam morrido pouco tempo antes de sua composição”, afirma Nilson Almeida (na foto ao lado), hoje com 40 anos. Começou a tocar aos 11, ainda garoto, e se apresentava em barzinhos e clubes. Atualmente, faz parte do Projeto Alegre Na Esperança, uma ação musical da Igreja Católica Nossa Senhora da Penha. Somente neste segundo semestre, 22 anos após a criação dessas músicas, decidiu lançá-las para concretizar o antigo sonho de ver o grande público conhecer seu trabalho musical por meio das plataformas digitais, sites e blogs como o SintoniaMusikal. Confira:

01 - Rumo Ao Horizonte
(Nilson Almeida)
02 - Musicídio Funk
(Nilson Almeida)
03 - Rumo Ao Horizonte
(Nilson Almeida)
04 - Musicídio Funk
(Nilson Almeida)


quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Ronnie Von e Seus Sucessos (LP 1977)

 Coletânea reúne as principais gravações realizadas na Polydor/Philips
Em 1977, quando Ronnie Von ainda fazia sucesso com “Tranquei a vida”, lançada no ano anterior num compacto simples da RCA Victor, sua antiga gravadora pegou carona no prestígio do cantor e lançou este LP pelo selo econômico Polyfar. Com o título “Ronnie Von e seus sucessos”, o disco não chega a ser exatamente um resgate dos grandes hits do cantor e compositor na Polydor/Philips, mas traz algumas gravações interessantes de sua discografia, como “Eu era humano e não sabia”, “Máquina voadora”, “Viva o chopp escuro” e “Verão nos chama”, compostas pelo artista em parceria com San Martin. Pra fazer jus ao título do álbum, com 16 faixas, o repertório inclui “Meu bem”, “A praça”, “Cavaleiro de aruanda” e “O carpinteiro”, muito executadas nas emissoras de rádio. Confira:

01 - Cavaleiro de Aruanda
(Tony Osanah)
02 - Tempo de acordar (I'll cry my heart out for you)
(Neil Lancaster - Cliff Corbert - vs: Ronnie Von)
03 - Menina de trança
(Hodys - Flavia)
04 - Tereza Cristina
(Arnaldo Saccomani)
05 - Colher de chá
(Tony Osanah)
06 - Verão nos chama
(Ronnie Von - San Martin)
07 - O carpinteiro (If I Were a Carpenter)
(Tim Hardim - vs: Carlos Wallace)
08 - Banda da ilusão
(Alberto Luiz)
09 - Meu bem (Girl)
(Lennon - McCartney - vs: Ronnie Von)
10 - Eu era humano e não sabia
(Ronnie Von - San Martin)
11 - Máquina voadora
(Ronnie Von - San Martin)
12 - Por quem sonha Ana Maria
(Juca Chaves)
13 - O pequeno príncipe
(Tommy Standen - Fred Jorge)
14 - Seu olhar no meu
(Ronnie Von - San Martin)
15 - Viva o chopp escuro
(Ronnie Von - San Martin)
16 - A praça
(Carlos Imperial)



quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Célio Roberto - O Cigano (LP 1976)

 LP inclui "Não toque esta música", grande sucesso do artista alagoano
Este “O cigano”, LP do Célio Roberto, lançado em 1976 pelo selo Scala, foi enviado pelo amigo Geraldo, a quem agradeço pela colaboração. O disco se destaca pela faixa “Não toque esta música”, um dos grandes sucessos do cantor e compositor, assumidamente brega, e inclui a releitura de “Eu chorei”, do repertório do Oswaldo Nunes. Nascido na capital alagoana, em 15 de setembro de 1945, o artista iniciou a carreira na Rádio Difusora de Maceió. Depois, foi contratado pela rádio Jornal do Comércio, em Recife, onde obteve notoriedade em programas de TVs e de rádios. Foi contratado pela gravadora Mocambo, e fez sucesso com a gravação de uma versão da música "América "("O Primo da América"). "Nunca fui Amado", frevo de autoria de Gildo Branco, foi seu segundo sucesso.

Logo recebeu convite do apresentador Antônio Aguilar ("Festival da Juventude") para se apresentar no programa da TV Excelsior, São Paulo, uma das grandes audiências da época. Trabalhou nas principais casas noturnas da cidade, e foi homenageado com o troféu de Melhor Cantor da Noite Paulista, oferecido anualmente pela Revista do Rádio. A partir daí sua carreira ganhou impulso em todo País, e fez sucesso com canções como “Minha Confissão”, "Homem de Pedra", “Quatro Pneus Arriados", "Blusa Vermelha", "Quem Será Seu Outro Amor" e "Um Certo Amor" ("Cavallo Viejo"), entre outras. Em plena atividade, Célio Roberto é o autor de "Rock do Jegue", grande sucesso na voz de Genival Lacerda, e foi o primeiro a gravar a canção "Entre Tapas e Beijos", que mais tarde seria sucesso na voz da dupla Leandro & Leonardo. Confira:

01 - Uma Prece de Amor
(C. Mendes - N. Orlando)
02 - Porque
(Wilson Duarte)
03 - Pode Chorar
(Clayton)
04 - A Chuva
(Célio Roberto - Arthur Henrique)
05 - Não Toque Esta Música
(Célio Roberto - Antonio José)
06 - Faz Apenas 4 Anos
(Célio Roberto - Antonio José - Palito)
07 - Mentirosa
(Osmar Navarro - Jean Pierre)
08 - Ai! Jalisco, Não Esqueço (Ay Jalisco no te rajes)
(M. Esperon - M. Cortezar - vs: Angelo Coelho - Antonio Santos)
09 - Te Amo Demais
(Célio Roberto - Sidney cesar)
10 - Eu Chorei
(Oswaldo Nunes)
11 - Não Te Creio (Non ci credo)
(Remigi - Ciato 0 vs: Nelson Ferreira)
12 - É Teu Meu Coração (Realese me)
(Eddie Miller - S. Stevenson - vs: Geraldo - Wagnesio)


COLABORAÇÃO: Geraldo