Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de abril de 2018

Dona Ivone Lara - Nasci pra sonhar e cantar (CD 2001)

 Álbum lançado em 2001 pela Lusáfrica traz 14 composições da cantora
Na sexta-feira, 13, a cantora e compositora Dona Ivone Lara completou 96 anos, e nem comemorou a data porque nesse dia foi internada no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul do Rio. Hoje, terça-feira, 17, o Brasil amanheceu em luto com a triste notícia de sua morte, na noite de ontem, 16, por conta de insuficiência cardiorrespiratória. Ela vinha apresentando um quadro de anemia e precisou receber doações de sangue. O estado de saúde já era considerado bastante grave, mas seus familiares disseram que até a última semana ela estava bem, embora fraca, mas sempre a procura de um caderno pra anotar novas composições. Em sua homenagem, vou postar este “Nasci pra sonhar e cantar”, CD lançado em 2001, com 14 canções autorais, sendo nove criadas com velhos parceiros.

Dona Ivone Lara nasceu em 13 de abril de 1922, em Botafogo, Zona Sul do Rio. A vocação para a música foi herdada dos pais – ele era violonista e a mãe uma ótima cantora que emprestava sua voz de soprano a ranchos carnavalescos tradicionais do Rio. Compôs a primeira música aos 12 anos, o partido alto “Tiê”, com Mestre Fuleiro (1912 – 1997) e Hélio dos Santos (1917 – 2007), e só gravada em 1974 no álbum coletivo "Quem samba, fica? Fica". Formada enfermeira em 1942, profissão que lhe garantiu o sustento pré-fama e, a partir de 1977, uma aposentadoria que lhe foi útil até o fim da vida, Ivone também foi assistente social. Com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas. A consagração veio em 1965, com "Os cinco bailes da história do Rio”, quando tornou-se a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da agremiação.

Foi a partir de 1974 que começou a se impor como compositora, embora já tivesse feito a primeira gravação em disco em 1970. Com o fiel parceiro Délcio Carvalho (1939 – 2013), Ivone construiu obra carregada de melancolia e esperança, tornando-se símbolo de nobreza no reino do samba. O primeiro sucesso da dupla foi “Alvorecer”, gravado pela Clara Nunes (1942 – 1983) naquele ano de 1974, seguido de “Acreditar” na voz do Roberto Ribeiro (1940 – 1996) e “Sonho meu”, o samba mais popular da dupla, gravado em 1978 por Maria Bethânia em dueto com Gal Costa, credenciando Ivone a chance de gravar o primeiro álbum solo, “Samba minha verdade, samba minha raiz” (na foto acima), pela gravadora Odeon.

Com esse disco, foi possível identificar a ideologia musical da cantora e sua devoção criativa ao gênero. Depois vieram outros álbuns, como “Sorriso de criança” (1979), “Sorriso negro” (1981) e “Alegria minha gente – Serra dos meus sonhos dourados” (1982). O mercado fonográfico, porém, nem sempre sorriu para ela, tanto que após o álbum “Ivone Lara” (1985), na foto ao lado, a artista ficou 12 anos sem fazer um disco. Contudo, jamais saiu de cena, e foi homenageada em 2015 com o CD duplo “Samba Book”, com parte de sua obra interpretada por grandes nomes da MPB. Pra se ter ideia, suas composições foram gravadas por nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Roberta Sá, Marisa Monte, Lecy Brandão, Zélia Duncan, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira e outros, deixando um acervo que certamente atravessará gerações. Confira:

01 - Deus Está Te Castigando
(Dona Ivone Lara)
02 - Nasci Pra Sonhar E Cantar
(Dona Ivone Lara - Delcio Carvalho)
03 - Nas Asas da Canção
(Dona Ivone Lara - Nelson Sargento)
04 - Um Grande Sonho
(Dona Ivone Lara - Bruno Castro)
05 - Agora
(Dona Ivone Lara - Delcio Carvalho)
06 - Poeta Sonhador
(Dona Ivone Lara - Paulinho Mocidade)
07 - Canção de Felicidade
(Dona Ivone Lara)
08 - Tendência
(Dona Ivone Lara - Jorge Aragão)
09 - Canto Do Meu Viver
(Dona Ivone Lara)
10 - Essência de Um Grande Amor
(Dona Ivone Lara - Sombrinha)
11 - Chorei Confesso
(Dona Ivone Lara - Delcio Carvalho)
12 - Ela É A Rainha
(Dona Ivone Lara)
13 - Axé de Ianga (Pai Maior)
(Dona Ivone Lara)
14 - Sereia Guiomar
(Dona Ivone Lara - Delcio Carvalho)



3 comentários:


  1. http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/1710+-+IVNLARA,1312801744.rar(archive)

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Novo link:

      https://www.4shared.com/rar/TVat6X4Afi/1710_-_IVNLARA.html

      Excluir
  2. Sem dúvida a GRANDE DAMA DO SAMBA a nobreza em pessoa!!!! Sua Obra é maravilhosa e inspiração pra diversas gerações, salve Dona Ivone!!!! Que os Céus a recebam com muita alegria!

    ResponderExcluir