Pesquisar este blog

sábado, 21 de abril de 2018

Clementina de Jesus - Cangoma me chamou (LP 1966)

 Primeiro disco da cantora, de 1966, foi reeditado pela Odeon em 1988
Um velho ditado apregoa que a vida começa aos 40. Não foi o caso da neta de escravos, Quelé, como era chamada Clementina de Jesus, nascida em Valença (RJ), no dia 7 de fevereiro de 1901, que gravou este seu primeiro álbum solo pela EMI-Odeon apenas em 1966, quando já tinha 65 anos. Foi, porém, aos 63 que ganhou os palcos e revolucionou o samba, após ter sido descoberta pelo poeta e futuro produtor musical Hermínio Bello de Carvalho. O jovem ficou fascinado pela sambista fluminense e passou a prepará-la para o espetáculo "Rosa de Ouro", show que rodou as principais capitais e virou disco pela Odeon.

Negra, idosa e pobre, Quelé foi exemplo de força e luta para o povo brasileiro, em especial para as mulheres. Criou as filhas sozinha e trabalhou como empregada doméstica até o começo da vida artística. A partir daí, Clementina de Jesus resgatou o conhecimento de seus antepassados e apresentou a cultura africana nos poucos discos que gravou e nas participações em álbuns de grandes nomes da MPB, como Clara Nunes, Milton Nascimento, João Bosco (na foto abaixo) e Alceu Valença.

Mesmo assim, Clementina nunca foi um grande sucesso em vendagem de discos. Talvez por ter gravado quase que somente temas folclóricos, ou por sua voz - rouca, grave e rasgada - não obedecer aos padrões estéticos tradicionais. O principal sucesso popular foi “Marinheiro só”, de Caetano Veloso, além de "Partido Clementina de Jesus", mais conhecida como "Não vadeia Clementina", de Candeia, da Portela, em dueto com Clara Nunes. O que realmente impressionava eram suas aparições no palco, onde tinha um contato direto com seu público, que foi brindado no ano passado com o livro “Quelé, a voz da cor – Biografia de Clementina de Jesus”, resultado de uma monografia de quatro estudantes - Felipe Castro, Janaína Marquesini, Luana Costa e Raquel Munhoz – para conclusão do curso de jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo.

O livro revela que Clementina foi mãe solteira aos 20 e poucos anos, morou em bairros pobres do subúrbio do Rio e criou a primogênita Laís sem o pai. Deu duro como empregada doméstica, e teve outra filha, Olga, já casada com Albino Pé Grande, que conheceu na Mangueira e com quem dividiu o teto de 1940 a 1977. Custou a ter telefone em casa, sustentou o marido doente por vários anos, e a aposentadoria minguada que recebia se juntava a cachês cada vez mais raros no fim da vida. Fazia shows, apesar de a cabeça falhar e de esquecer as letras. Octogenária, lutava para pôr alimento e remédio em casa em meio a sucessivos derrames e isquemias. Faleceu em função de um derrame na Vila Santo André - Inhaúma - Rio de Janeiro, em 19 de julho de 1987, e apenas 200 pessoas assinaram o livro de presença no velório, realizado no Teatro João Caetano. Entre os poucos famosos estavam Paulinho da Viola, Elymar Santos e Xangô da Mangueira. Porém, gente simples – transeuntes, cobradores e motoristas de ônibus – foi até lá lhe dar adeus. O enterro, no Cemitério São João Batista, reuniu menos gente ainda, apenas 50 cidadãos, mas Clementina deixou seu nome marcado na história da MPB por seu estilo único, como se pode comprovar neste seu primeiro disco solo. Confira:

01 - Piedade
(Tradicional)
02 - Cangoma Me Chamou
(Tradicional)
03 - Barracão É Seu
(Tradicional)
04 - Tava Dormindo
(Tradicional)
05 - Orgulho, Hipocrisia
(Paulo da Portela)
06 - Coleção De Passarinhos
(Paulo da Portela)
07 - Garças Pardas
(Zé da Zilda - Cartola)
08 - Esta Melodia
(Bubú - Jamelão)
09 - Tute De Madame
(Tradicional)
10 - Vinde, Vinde Companheiros
(Tradicional)


3 comentários:


  1. http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/1714+-+CLMNTNA,1314828890.rar(archive)

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Novo link:

      https://www.4shared.com/rar/s3VAT7Q3da/1714_-_CLMNTNA.html

      Excluir
  2. Chico você tem como postar o disco da novela Baila Comigo nacional da mesma série do Te Contei? Som Livre Master.

    ResponderExcluir