Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Alberto Luiz - Coletânea Especial (2017)

Alberto Luiz é compositor de sucessos do Antonio Marcos e Moacyr Franco
 
Muita gente conhece sucessos como “Oração de um jovem triste”, na voz do Antonio Marcos, e “Balada nº 7”, gravada pelo Moacyr Franco, mas poucos sabem que ambas são de autoria do Alberto Luiz, cantor que se projetou no cenário musical nos suspiros finais da Jovem Guarda. Apesar de se consagrar como compositor, a sua carreira de intérprete não teve o mesmo brilho, mesmo sendo pontuada por vários compactos, gravados na Copacabana, Beverly, RCA Victor, Fermata e Polydor até os anos 1980. Esta coletânea especial, montada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, reúne boa parte de suas gravações, e culmina com duas faixas bônus, registros caseiros extraídos de vídeos do Youtube. Infelizmente nada encontrei na rede sobre sua biografia. Confira:

01 - 1968 - Olhando estrelas (Loor For A Star)
02 - 1968 - De que vale tudo isso
03 - 1968 - Você não serve pra mim
04 - 1969 - Ora bolas
05 - 1969 - Deixa essa gente falar
06 - 1969 - Oração de um jovem triste
07 - 1969 - Canção pra qualquer hora
08 - 1971 - Ave Maria para três
09 - 1971 - Salmo zero
10 - 1972 - Conversa de jardim
11 - 1972 - Meu cursilho
12 - 1972 - Brasil, Brasil
13 - 1974 - Vinte anos
14 - 1974 - Olímpiada
15 - 1975 - Maria de todos os jovens
16 - 1975 - Requiem para um grande amor
17 - 1976 - Cordão da quaresma
18 - 1976 - João Batista
19 - S/D  - Jesus da construção
20 - 1981 - Beijo de novela
21 - 1981 - Nossa canção caipira
22 - Bônus - Cidade sequestrada (Gravação caseira) *
23 - Bônus - O lixeiro (Gravação caseira) *

*Fonte: Youtube

COLABORAÇÃO: Aderaldo


3 comentários:


  1. http://www46.zippyshare.com/v/8prrcigE/file.html

    ResponderExcluir
  2. Isso tem cara de Aderaldo mesmo. Obrigado aos amigos por essa excelente coletânea desse cantor que eu não sabia que era o autor de algumas músicas de sucesso dos anos 70. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Outra pepita de ouro dessa dupla Chico e Aderaldo. Obrigado aos dois por tantas coisas boas.

    ResponderExcluir