Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Francisco Petronio - Verde Vinho (EP 1978)

 Francisco Petronio também se destacou como apresentador do "Baile da Saudade"
Eis um bom compacto duplo do Francisco Petronio, enviado pelo amigo Miguel, a quem agradeço pela colaboração. O EP, lançado em 1978 pela Continental, se destaca pela faixa “Verde vinho”, que dá título ao disco. Filho de imigrantes italianos, o cantor nasceu no bairro do Bexiga, em São Paulo, no dia 8 de novembro de 1923. Cantava desde a infância. Ser cantor era um sonho de criança que apenas em 1961 tornou-se realidade. “Eu era taxista e costumava cantar enquanto dirigia. Numa dessas corridas um passageiro e cantor chamado Nerino Silva gostou de minha voz, e me levou para fazer um teste na TV Tupi. Cantei, e o Cassiano Gabus Mendes que na época era diretor artístico da emissora, gostou da minha voz e me contratou para a Rádio e a TV Tupi", contava.

Em 1964, gravou a música "Baile da Saudade" que marcou sua carreira e bateu recordes de vendas. Na televisão, em 1966, Petronio criou o programa "Baile da Saudade", apresentado na TV Paulista, aproveitando a boa receptividade da música que levava o mesmo nome. Posteriormente, passou por várias emissoras brasileiras, como TV Bandeirantes, TV Gazeta, com o programa "Trasmontano em Família", TV Cultura, com "Festa Baile", TV Record, com "O Grande Baile" e Rede Vida, com o programa "Cantando com Francisco Petrônio". Em 46 anos de carreira, gravou cerca de 750 músicas e teve lançados 55 discos e CDs, entre gravações solo, participações especiais e regravações, segundo dados da Wikipedia. Petronio morreu em 19 de janeiro de 2007, aos 83 anos, vitima de complicações de uma infecção abdominal, e está sepultado no Cemitério do Araçá, em São Paulo, sendo lembrado por sua bonita voz. Confira:

01 - Verde Vinho (Griechischer Wein
(Udo Jürgens - Michael Kunze - Paulo Alexandre) 
02 - Querer Por Querer, Amar Por Amar 
(Raul Abranzon - Francisco Petronio) 
03 - Sim (Si
(José Luis Perales - Fred Jorge) 
04 - Corazón... Corazón 
(José Alfredo Jiménez) 

COLABORAÇÃO: Miguel



Um comentário: