Pesquisar este blog

domingo, 19 de março de 2017

Chuck Berry - Rock & Roll Music - Vol. 1 (CD 1996)

Coletânea lançada pela Movieplay reúne os grandes sucessos do artista
O rock está de luto. O guitarrista, cantor e compositor Chuck Berry morreu ontem nos Estados Unidos, aos 90 anos, de causa ainda não revelada. Um dos mais importantes nomes entre os pioneiros que inventaram o rock’n’roll no início dos anos 1950, Chuck Berry fez história com seus elegantes riffs de guitarra e letras geniais, e influenciou todo mundo. "Se você tiver de dar outro nome ao rock'n'roll, poderia chamá-lo de Chuck Berry", disse John Lennon, dos Beatles (na foto abaixo), ao se referir sobre o ídolo. Em homenagem póstuma vou postar este CD, produzido no Brasil em 1996 pela Movieplay, contendo principais sucessos, como “Rock and roll music”, música que dá título a coletânea, "Maybellene", "Roll over Beethoven", "School Day", “Too much monkey business” e outros.

Nascido em 18 de outubro de 1926, em Saint Louis, no Missouri, Berry dizia emular "a clareza vocal suave de seu ídolo, Nat King Cole, enquanto tocava músicas de blues de gente como Muddy Waters", descreve a biografia em seu site oficial. Berry foi o quarto dos seis filhos de um empreiteiro e de uma diretora de escola. Ele aprendeu a tocar guitarra durante o ensino médio, quando passava por fase rebelde e foi preso por tentativa de roubo. Depois, trabalhou numa linha de montagem da General Motors. Passou a se dedicar exclusivamente à música nos anos 1950, quando formou um trio com um baterista, Ebby Harding, e um tecladista, Johnnie Johnson. Ele atingiu sucesso em 1955 quando conheceu a lenda do blues Muddy Waters e o produtor Leonard Chess em Chicago, e passou a misturar estilos do country e do blues do sul dos EUA com uma pegada pop, mais palatável para as rádios. Ele percebeu, antes de todos, que o adolescente precisava de uma música para chamar de sua, algo com que se identificasse e que o diferenciasse de seus pais.

Por conta disso, compôs verdadeiros hinos em que celebrava o rock e o contrapunha a outros gêneros musicais: em “Rock and Roll Music”, Berry canta que “não tem nada contra jazz moderno”, mas gosta mesmo é de rock. Em “Roll Over Beethoven”, brinca que Ludwig Van Beethoven rolaria em seu túmulo ao ver que o rock estava dominando o mundo. E em “School Day”, sintetizou o conflito de gerações que ele tão bem musicou: “Salve, salve, rock’n’roll / Livrai-me dos dias de outrora”. Além das músicas e da influência sobre todo um gênero, o músico também deixou sua marca na famosa "duck walk", na qual tocava sua guitarra enquanto pulava em uma perna agachado pelo palco, como fez o ator Michael J. Fox ao tocar “Johnny B. Goode” no filme “De volta para o futuro”. Sem dúvida, foi um gênio, e certamente será lembrado pelas futuras gerações como um dos pais do rock'n'roll. Confira:

01 - Maybellene
02 - Wee Wee Hours
03 - Thirty Days
04 - Together (We'll Always Be)
05 - Berry Pickin'
06 - Down Bound Train
07 - No Money Down
08 - Roly Poly
09 - You can't catch me
10 - Too Much Monkey Business
11 - Brown Handsome Man
12 - Roll Over Beethoven
13 - Drifting Heart
14 - Havana Moon
15 - School Day
16 - Blue Feeling
17 - Oh Baby Doll
18 - Rock And Roll Music
19 - I've Changed
20 - Reelin' And Rockin'

Todas as músicas são de autoria do Chuck Berry


7 comentários:


  1. http://www85.zippyshare.com/v/cKX3jrpu/file.html

    ResponderExcluir
  2. Este CD foi lançado no Brasil em 1996. Eu era o diretor artístico da Movieplay e responsável pela seleção internacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela informação. Vou incluí-la no texto acima. Valeu!!!

      Excluir
    2. ... e parabéns por seu trabalho!

      Excluir
  3. Antonio Magalhães20 de março de 2017 22:45

    Chico:
    Eis, sucesso Memphis versionado com Wanderléa (Sem Endereço/Cujo
    título popular Rapaz do Piauí) de C. Berry assina Rossini Pinto;
    Ora saudade juvenil nesta grande homenagem... Legal nosso Amigo!

    ResponderExcluir
  4. Caro Chico: o comentário do internauta D'ANGELO lembrou-me de um exímio tecladista com vários discos lançados em selos como Atonal, Equipe e Caravelle. Será que se trata da mesma pessoa? Se for, ele tem grandes discos instrumentais, LP's e compactos lançados com os nomes artísticos de D'ANGELO, D'ANGELO & Conjunto, D'ANGELO & his Hully Gully Boys, Conjunto D'ANGELO, etc. Excepcional músico. Obs.: Esse CD do Chuck Berry, é o disco 1 de uma série 2 CD's. Abs.

    ResponderExcluir