Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Papi Galan - Boas Festas (EP 1966)

 Gravado em 1966, compacto das Edições Paulinas traz clássicos natalinos
Papi Galan é mais um harpista de mão cheia, reconhecido internacionalmente, com vários discos gravados no Brasil. Um deles é este compacto duplo natalino, gravado em 1966 pelo selo Panorâmico, das Edições Paulinas. O disco, a exemplo de outros para essa época do ano, traz releituras dos clássicos “Noite Feliz” e “Jingle Bells”, executados com maestria pelo músico, nascido em 1939 no Paraguai. A sua discografia, que inclui álbuns com hinos evangélicos, boleros e outros, se destaca pela rara série “Jovem Harpa”, com quatro volumes produzidos entre 1968 e 1970 pela Musicolor/Continental , recheados de hits da Jovem Guarda.

Adolfo Bernal, seu nome de batismo, começou a carreira musical aos 12 anos por influência do tio Virgilio Perez, que tocava harpa e violão. Logo formou um trio com seus amigos do bairro para sair em serenatas. Após o serviço militar, desembarcou em São Paulo para trabalhar com o grupo Thrushes Guarani, onde seu tio era cantor e guitarrista. No Brasil, trabalhou por 10 anos, gravou vários álbuns e teve bastante sucesso. Além disso, trabalhou e gravou com Luis Bordon, Trio Cristal, e outros. Segundo consta, o músico ainda trabalhou por 20 anos na Europa, e teve residência fixa na Suiça. Aos 50 anos, retornou ao Paraguai, e as informações mais recentes dão conta de que leciona no Conservatório Nacional de Assunção, apresentando-se esporadicamente. Confira o EP:

01 - Noite Feliz
(F. Gruber)
02 - Jingle Bells
(Tradicional)
03 - Boas Festas
(Assis Valente)
04 - Surpresa de Natal
(Mozart)


Um comentário: