Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Inês Jordan - Coletânea Especial (2016)

 Com sotaque argentino, Inês lançou discos pela Polydor, RCA e Continental
Em atenção ao pedido do internauta Heros, apresento esta coletânea da Inês Jordan, cantora argentina que se destacou no período da Jovem Guarda. O repertório inclui músicas de quatro compactos, gravados na Polydor, RCA Victor e Continental, e se destacam pelo sotaque da intérprete, denunciando sua origem estrangeira. A coletânea também traz seis músicas em espanhol, baixadas na rede e adicionadas como bônus, provavelmente lançadas na Argentina, onde nasceu em 30 de maio de 1941. A seleção reúne discos do meu acervo e do Aderaldo, a quem agradeço pela iniciativa de enviar o material de sua coleção, possibilitando a postagem.

Segundo dados do blog Memória da MPB, Inês Jordan começou a carreira em sua terra natal, onde fez tele-teatro, cinema e cantava rocks. Em 1963, através de um empresário, fez uma excursão ao Chile, onde teve atuações vitoriosas. Antes de chegar ao Brasil fez shows no Canal do Panamá para os soldados americanos. Em 1967, foi contratada pela Polydor, onde gravou o primeiro single (na foto ao lado) sob a direção de Glauco Pereira, logo após temporada pelo Brasil.
Inês se apresentou em diversos programas de TV, como "Quanto mais quente melhor", "Sábado e você" e "Julio Rozenberg e a juventude", entre outros, todos na década de 1960, período em que era conhecida como "a bonequinha argentina". Juntamente com Gilberto Lima foi apresentadora de um programa musical no canal 5, em 1967, e obteve relativa repercussão com as músicas "O Anãozinho"(1967), “Pancho Lopez (1968) e "O Gavião" (1969).

Foi casada por muitos anos com o jornalista Gaetano Gerardi e, nessa época, era presença constante na revista Intervalo. Chegou inclusive a atuar em uma fotonovela nessa publicação. Em 1972 retornou para a Argentina (Buenos Aires), ficando por lá até 1979, ano em que voltou ao Brasil para montar uma churrascaria no bairro de Pinheiros, em São Paulo. O estabelecimento funcionou durante oito anos, e em 1986 abriu uma pequena fábrica de empanados e alfajoris, que durou até 1990. Voltou para a Argentina, onde faleceu em 5 de dezembro de 2003, aos 62 anos, deixando os filhos Sandro e Adriana, além de fãs no Brasil. Confira:

01 - O anãozinho (Little man)
(Sonny Bonno - vs: Carlos Wallace)
02 - Balada da ilha distante
(João Luiz)
03 - Eu sei (Yo se)
(Irmãos Arraigada - vs: Inês Jordan)
04 - Pancho Lopez
(Tom Blackburt - Geoge Bruns - Lalo Guerrero)
05 - O parquinho
(Billy Fontana)
06 - Meu coração não quis
(Claudio Fontana - Wanderley Cardoso)
07 - Meu gato
(Marcos Roberto - Dori Edson)
08 - O gavião
(Dori Edson - Marcos Roberto)

Bônus

09 - Conmigo
(?)
10 - Loca loca
(?)
11 - Yo se
(Irmãos Arraigada)
12 - Eso dicen
(Palito Ortega – Digno Ramos)
13 - Bonito amor
(Palito Ortega – Digno Ramos)
14 - lo mismo que usted
(Maria Del Pilar)

COLABORAÇÃO: Aderaldo


3 comentários:


  1. http://www90.zippyshare.com/v/6E7WABP0/file.html

    ResponderExcluir
  2. Puxa, a anos procurava algumas dessas músicas como "O Gavião" e "Meu Gato" de um compacto que eu tinha e encontro aqui. Mais uma Jovem Guarda pra coleção. Obrigado ao Chico e ao sempre sensacional Aderaldo. Valeu.

    ResponderExcluir
  3. Olá Chico,que Deus te abençoe meu caro amigo,estava mesmo procurando por isso há muito tempo, MUITO OBRIGADO mesmo,desculpe-me o atrevimento,agora só me falta o lp do GOLDEN BOYS de 1969 que tinha musicas como O Janota,Mentira Carioca,Beija-me Josephine entre outras.Continue com esse teu trabalho maravilhoso,"VOCÊ É O CARA ". Grato Heros.

    ResponderExcluir