Pesquisar este blog

sábado, 23 de julho de 2016

Eduardo Araújo - Coletânea Especial (2016)

 Eduardo Araújo é um dos pioneiros do rock e da soul music no Brasil 
O cantor e compositor Eduardo Araújo comemora hoje 74 anos. É o momento em que festeja também 55 anos de estrada profissional, se computarmos 1961 na contagem como o pontapé inicial em que a pavimenta. Foi quando gravou o primeiro disco, um 78 RPM, pela Philips. Em homenagem, mais que justa, vou postar esta coletânea especial, preparada com esmero pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço pela colaboração. O repertório inclui grandes sucessos e gravações de outras fases da carreira, pautada especialmente pelo rock, soul e country music. A seleção ainda traz curiosidades, como “Segura que este touro é bom”, versão de “Proudy Mary”, sucesso do Creedence Clearwater Revival com participação no vocal do norte-americano Gene Fireball, e “A minha vez de negar”, versão de “A whiter shade of pale”, hit da banda britânica Procol Harum. O destaque é a faixa “Nem sim, nem não”, de um obscuro compacto simples de 1968, na qual conta com a especial participação, em sua estreia no disco, do Lenny Gordin, que logo se consagraria como um dos melhores guitarristas do Brasil.

Eduardo Oliveira Araújo, seu nome de batismo, nasceu na cidade mineira de Joaíma em 23 de julho de 1942. Filho de fazendeiro, começou a carreira no final dos anos 1950 e participou da banda "The Playboys". Em 1960, se mudou para o Rio de Janeiro, e passou a participar do programa de televisão "Hoje É Dia de Rock", apresentado por Jair Taumaturgo, e também no "Clube do Rock", comandado por Carlos Imperial. “Diana me deixou” e “Deixa o rock” são suas primeiras gravações no disco de 1961, ainda na fase pioneira do rock doméstico. O sucesso nacional veio em 1967, quando lançou “O bom” e “Vem quente que estou fervendo”, gravada também pelo Erasmo Carlos. Pelo sucesso, comandou programa na TV Excelsior, e o ano de 1969 é marcado por dois fatos: o casamento com a cantora Sylvinha e o lançamento do LP de soul music "A Onda é Boogaloo". Curiosidade, no disco, é a faixa "Você" , música "mela-cueca" preterida por Roberto Carlos, que optou por gravar "Não vou ficar" na hora de selecionar o repertório do seu LP naquele ano. Esse disco do Eduardo foi produzido pelo autor da canção, Tim Maia, que inventou a expressão "música mela-cueca" e popularizou "Você" a partir de 1971, quando a incluiu em seu segundo LP, lançado pela Polydor.

Com o fim da Jovem Guarda, Eduardo gravou discos influenciados pela psicodelia e o rock progressivo, época em que recriou canções de compositores como Ary Barroso, Pixinguinha e Luiz Gonzaga, entre outros, e fez sucesso com “Ave Maria no morro”, de Herivelto Martins. A partir dos anos 1980, passou a gravar com influências da música country e do country rock, mantendo o estilo nos anos 1990, período em que apresentou dois programas de TV, "Pé na na estrada" (exibido pelo SBT) e "Brasil Rural" (pela TV Bandeirantes). Nos anos 2000, passou a dedicar-se a gravadora Number One, fundada por ele e Sylvinha. Às vésperas de comemorar Bodas de Rubi/Esmeralda (completaria 40 anos de união em 2009) o casal lança DVD revival da Jovem Guarda, mas a divulgação foi interrompida pela morte da parceira em 25 de junho de 2008, vítima de câncer de mama. Em 2014, lançou DVD com participações de Sérgio Reis, Renato Teixeira e Victor & Leo. Gravou vários discos em sua carreira, e continua na ativa. Eduardo Araújo está na minha lista de artistas que merecem melhor atenção do público. A presente coletânea é apenas um aperitivo pra conhecer sua obra. Quem ouve compreende porque até hoje é conhecido como "O Bom". Ouça. Sei que vai gostar:

01 - Ave Maria no morro
02 - Primeiro lugar
03 - Com muito amor e carinho
04 - Ao raiar de um novo dia
05 - Deixa de banca (Les Cornichons)
06 - Segura que este touro é bom (Proud Mary)
(com Gene Fireball no vocal)
07 - Viva o divórcio
08 - A minha vez de negar (A Whiter Shade Of Pale)
09 - Pense na verdade
10 - Goiabão
11 - Você
12 - Lucilla (Lucille)
13 - Se eu gosto de você, e você gosta de mim
14 - Dez Anastácias
15 - Mona Lisa (Mona Lisa)
16 - Golpe do baú
17 - Boi Barnabé
18 - Coisa linda
19 - Amor escuro
20 - Me dê um beijo meu bem
21 - Pra nunca mais chorar
22 - Adeus amor, adeus
23 - Pra saber
24 -  Pot-pourri:
Chuá, chuá - De papo pro ar - Maringá
25 - Nem sim, nem não
(com Lanny Gordin na guitarra & Peruzzi e sua Banda Jovem)
26 - Cantor de iê-iê-iê


COLABORAÇÃO: Aderaldo


2 comentários:

  1. http://www73.zippyshare.com/v/xcze4OPc/file.html

    ResponderExcluir
  2. mais uma vez brigado por colocar essas musicas fantasticas no seu blog!, tenho 21 um anos e sou Jovem guardista fanatico rsrsr, estou fazendo uma coletãnea de musicas da Jovem Guarda com mais de 900 musicas e seu blog ajudou muito a construir ele, brigado mesmo, abraços.

    ResponderExcluir