Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Raul Gil canta boleros em castelhano (LP 1982)

Álbum "Raul Gil Internacional" foi produzido em 1982 pela RCA Victor
A julgar pelo texto impresso na capa deste “Raul Gil Internacional”, produzido em 1982 pela RCA Victor, tudo indica que o LP do apresentador foi feito sob encomenda pela Bus Stop Comércio e Representações de Ônibus para distribuição como presente de final de ano. No disco, Raul Gil canta em castelhano alguns clássicos do bolero, e inclui no repertório versões de canções famosas da MPB, como “Tortura de amor”, do Waldik Soriano, “Matriz ou filial”, do Lúcio Cardim, e “Carinhoso”, do Pixinguinha e João de Barro. O intérprete, por sua vez, assina a versão da música "Lonas azuis", de Gabino Correa e Marcelo Duran.

Raul Gil, hoje apresentador do SBT, nasceu em São Paulo em 27 de janeiro de 1938. Filho de imigrantes espanhóis, começou como calouro em rádio e TV e venceu num apresentado em 1957 por Hebe Camargo, na antiga TV Paulista (hoje Rede Globo). A partir daí, passou a trabalhar com um grupo de artistas, como Manuel de Nóbrega, Adoniran Barbosa, Maria Teresa e outros. Viajou com a “Caravana do Peru”, dirigida por Silvio Santos, e iniciou em 1960 como cantor profissional no programa "Alegria dos Bairros" , de Geraldo Blota, interpretando boleros, gênero de sucesso na época. Segundo a Wikipedia, ele gravou 8 discos de 78 rotações, 3 LPs e 2 CDs, todos com boleros.

Por ser bem humorado e ter facilidade para fazer imitações de artistas como Gregorio Barrios, Vicente Celestino, Cauby Peixoto, Mazzaroppi e Ronald Golias, entre outros, virou apresentador de programas de TV. A oportunidade aconteceu em 1967, quando substituiu o humorista José Vasconcellos, que era apresentador e desistiu de um programa na TV Excelsior. Desde então, animou programas na TV Bandeirantes, Tupi, Manchete e Record, sempre com grande audiência. Em 2010, acertou retorno ao SBT, onde trabalhara de 1981 a 1984. Desde 26 de junho de 2010, comanda o Programa Raul Gil (na foto acima) nas tardes de sábado. É casado com Carmem Sanchez Gil desde 1960, com quem tem dois filhos, Nanci e Raul Gil Júnior. Confira o cantor:

01 - Tortura de amor
(Waldik Soriano - vs: Lucas Robles)
02 - Quien sera
(P. Ruiz)
03 - Despedida
(José Luiz Perales)
04 - Lonas azules (Lonas azuis)
(Gabino Correa - Marcelo Duran - vs: Raul Gil)
05 - Quien soy yo (Matriz ou filial)
(Lúcio Cardim - vs: Lucas Robles)
06 - La novia
(Joaquim Prieto)
07 - Te quiero
(José Luiz Perales)
08 - Solo pienso em ti (Só penso em você)
(Benê Alves - vs: Lucas Robles)
09 - Cariñoso (Carinhoso)
(Pixinguinha - João de Barro - vs: Lucas Robles)
10 - Noche de ronda
(Maria Tereza Lara)
Perfidia
(Alberto Dominguez)
11 - Corazon solitario
(José Luiz Perales)



4 comentários:

  1. http://www80.zippyshare.com/v/qxdTUb6U/file.html

    ResponderExcluir
  2. Disco para uma legião de fãs do "boa praça" Raul Gil. Muito legal! Modestamente, gostaria de acrescentar à discografia da Wikipedia um disco bem raro do festejado apresentador. Como ele foi um que também não ficou imune à avalanche da "Jovem Guarda", Raul Gil foi um dos quatro que gravaram com sucesso "Pro Diabo os Conselhos de Vocês" (Continental,1968)... Os outros foram Paulo Sérgio (1968), Erasmo Carlos (1968) e o autor, Nenéo (anos 70). Por sinal, esta faixa com Raul Gil encontra-se no YouTube... (O outro lado chama-se "Te escapa que estão pegando").

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela oportuna informação. A referida gravação de “Para o diabo os conselhos de vocês” também foi incluída no terceiro volume da série “As 14 pra frente”, LP lançado em 1968 pela Continental, e que não tenho em minha coleção. Uma curiosidade: essa música fez parte da trilha sonora do filme brasileiro “Lisbela e o prisioneiro”, de 2003, e é interpretada pela banda fictícia Os Condenados. Abs.

      Excluir
  3. Não sabia desse detalhe da inclusão dessa música naquele filme... Valeu! Abs.

    ResponderExcluir