Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Sidney Magal - O amante (LP 1979)

 Terceiro LP foi produzido no ano do lançamento do filme "Amante Latino"
“O amante”, produzido em 1979, mesmo ano em que estrelou o filme “Amante Latino” no cinema, é o terceiro álbum da carreira do Sidney Magal. O sucesso foi impulsionado a partir da música “Se te agarro com outro te mato”, gravada na Polydor em 1976, quando lançou o primeiro LP com o hit “Meu sangue ferve por você”. Neste disco, o destaque é a rumba “Brasileiro no meu calor”, muito executada nas emissoras de rádio, e o monólogo “O amante”, no qual aflora outras facetas de seu talento, a de ator e de dublador. A curiosidade fica por conta da versão feita por Paulo Coelho – que assina outras oito faixas do disco – para “Dame felicidad”, conhecida na interpretação de Enrique Guzman. A música também teve versão de Rossini Pinto, contemporânea da original, e foi gravada pela Wanderléa (1963) e Sérgio Murilo (1964).

Sidney Magal começou a cantar em programas infantis de televisão, mais tarde trabalhando também em boates e casas noturnas. O sobrenome artístico surgiu em uma excursão pela Europa. Apareceu na mídia nos anos 1970 como um cantor de músicas sensuais e românticas, causando furor entre as fãs. Seu repertório incorporava elementos da música cigana, da disco music e da música latina. Tornou-se presença constante em programas populares de televisão. O principal sucesso, entre vários, é "Sandra Rosa Madalena, a Cigana", muito executada em programas como de Silvio Santos e Chacrinha entre o final dos anos 1970 e início dos 1980. Um dos pontos altos de sua popularidade foi no início dos 1990 - com a efêmera explosão da lambada – e fez sucesso com a música "Me chama que eu vou", tema da novela "Rainha da Sucata", da Rede Globo.

Também trabalhou em cinema, participando dos filmes “Inspetor Faustão e o Mallandro” (1991), “O Caminho das Nuvens” (2003), “Um Lobisomem na Amazônia" (2005) e "Jean Charles" (2009). Sua faceta de ator ficou mais conhecida do público quando participou da novela "Ana Raio e Zé Trovão", em 1991, na Rede Manchete, e seu talento foi confirmado em 1993, quando estreou, no Teatro Ginástico, no Rio de Janeiro, o musical "Charity Meu Amor", com direção da saudosa Marília Pêra. A performance de Magal como ator e cantor no espetáculo arrebatou elogios, conquistando a crítica musical e teatral. Atuou também em novelas como “Da cor do pecado” (2004) e “Bang Bang” (2005), e revelou sua veia humorística como o professor do programa “Uma escolinha muito louca” (na foto acima, com elenco da atração da Band), entre 2008 e 2009. Magal continua na ativa e suas apresentações exigem inclusão dos sucessos da "fase cigana", da qual ainda faz parte este LP. Confira:

01 - Sei que vou sobreviver
(Paulo Coelho - Pelin - Livi)
02 - Da-me o fogo (Dame el fuego de tu amor)
(Sandro - Anderie - vs: Paulo Coelho)
03 - Para viver um grande amor (Para vivir un gran amor)
(Cacho Castana - VS: Paulo Coelho)
04 - Eu quero amor, amor, amor
(Alessandro - Livi)
05 - Sem querer querendo
(A. Robles - Livi)
06 - Este dia feliz
(Paulo Coelho - Pelin - Livi)
07 - Brasileiro no meu calor
(Paulo Coelho - Pelin - Livi)
08 - Porque criticam
(Pelin - Paulo Coelho - Livi)
09 - Amigo bandido
(Pelin - Carlo - Livi)
10 - O que é que você tem
(Paulo Coelho - Livi)
11 - Da-me felicidade (Dame felicidad)
(J.L.Breedlove - vs: Paulo Coelho)
12 - O amante (Es el amante)
(Sandro - Anderle - vs: Paulo Coelho)





Um comentário: