Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Agnaldo Rayol - Plenitude (LP 1962)

 Álbum produzido em 1962 pela Copacabana inclui o sucesso "De joelhos"
"Plenitude" é o quinto álbum do Agnaldo Rayol e foi lançado em 1962 pela Copacabana. Segundo texto assinado por Nazareno de Brito na contracapa, o cantor é acompanhado pela orquestra exclusiva da Copacabana, e contou com os arranjadores Pachequinho, Guerra Peixe, Britinho, Renato de Oliveira, Guaraná e Ted Moreno. O álbum, com 14 faixas, é recheado de balada, samba-canção e bolero, com destaques para as releituras de “Babalu” e “Prelúdio para ninar gente grande”, sucessos da Ângela Maria e Luiz Vieira, respectivamente. O principal hit do LP é o bolero “De joelhos”, também lançado em disco de 78 RPM. O cantor, como sempre, com sua bela e potente voz, dá um banho de interpretação. Confira:

01 - Canção de outono
(Vaughn - Wood - vs: G.Teixeira)
02 - Babalu
(Margarita Lecuona)
03 - Arrependimento
(Fernando César - Durando)
04 - Nature boy
(Eden Ahbaz - vs: Clestenes dos Reis)
05 - Incerteza
(Britinho - Romeu Nunes)
06 - Tema da meia-noite
(Nazareno de Brito)
07 - Pierrot
(Joubert de Carvalho - Paschoal Carlos Magno)
08 - O céu que vem de você
(Britinho - Fernando Cesar)
09 - Prelúdio pra ninar gente grande
(Luiz Vieira)
10 - Apenas eu e mais ninguém
(Alcyr Pires Vermelho - Haga Faria)
11 - Nossa canção do adeus
(Ribamar - Orlando Henriques)
12 - Noturno
(Ted Moreno)
13 - De joelhos
(Benito de Jesus - vs: Jota Morais)
14 - Plenitude
(Victor Freire - Armando Cavalcanti)



Um comentário: