Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Homenagem póstuma - Cláudia Barroso (LP 1986)

 Claudia Barroso faleceu nesta sexta-feira, dia 9, aos 83 anos, em Fortaleza
Fui surpreendido com a triste notícia nesta sexta-feira, dia 9 - data em que John Lennon completaria 75 anos - sobre a morte em Fortaleza (CE) da cantora e compositora Cláudia Barroso. A artista, de 83 anos, estava internada há 15 dias com problema respiratório e faleceu às 6h00. O velório acontece agora no cemitério Jardim Metropolitano, na capital cearense, e o enterro será amanhã, às 10h00, no mesmo local. Em homenagem póstuma, vou postar este álbum, produzido pela 3M em 1986. O disco se destaca pela releitura de “A minha prece de amor”, com participação especial do radialista Eli Correa, e também pela homenagem em “Meu ídolo” ao saudoso Waldick Soriano (13/05/1933 — 04/09/2008). Considerada a "Rainha da Música Brega", Cláudia gravou dezenas de discos em mais de 50 anos de carreira, e emplacou sucessos como "Ah! Se eu fosse você", "Quem mandou você errar", "Quem foi você", “O silêncio”,  "Você mudou demais" e, especialmente,  "A vida é mesmo assim", cujos versos, de sua autoria,  sintetizam o momento: “A vida é mesmo assim/ Alguém tem que perder/ Pra outro entrar no jogo”. Descanse em paz.

01 - O gavião
(Carlos Santorelli)
02 - Deixa que eu te ame
(Hyran Garcete - vs: Pepe A'vila)
03 - A minha prece de amor (part. esp. Eli Correa)
(Silvio Cesar)
04 - Tira a aliança do dedo
(Meirecler)
05 - Ausência
(Sebastião Silva - Ivan Pires)
06 - Jogo sujo
(Carlos Colla)
07 - Nós dois
(Ed Wilson - Carlos Colla)
08 - Salva-me querido
(José Raul Valença - Manoel Valença)
09 - Batendo boca
(Claudia Barroso)
10 - Meu ídolo (Homenagem a Waldick Soriano)
(Voltaire - Neuber)



9 comentários:

  1. http://www48.zippyshare.com/v/gYFKuK6A/file.html

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0981+-+CLDBRSO,1046013783.rar(archive)

      Excluir
  2. Lamentando profundamente a triste partida da maravilhosa "CLÁUDIA BARROSO",
    cantora de uma voz lindíssima, que será sempre lembrada como a eterna Rainha da Música Brega.
    Celio.


    ResponderExcluir
  3. Antonio Magalhães9 de outubro de 2015 16:22

    O hoje não calou a voz de "O Silêncio",
    Ou; se sempre: "Deus, Como Te Amo"!
    (In Memoriam)


    ResponderExcluir
  4. Mais um dos ícones da boa música que, metade de idiotas as tacham como bregas , pois cantar e enaltecer os bons sentimentos, que é o amor, para meia tigela desses as chamam de bregas...Jamais esqueceremos a Cláudia Barroso.

    ResponderExcluir
  5. Essa cantora fez parte de minha juventude, nos anos 60 e 70. Grande perda para todos nós , eu sempre a achei muito linda...mais uma a fazer parte do "coral angelical". Parabéns Chico por você homenagear essa grande cantora

    ResponderExcluir
  6. erivaldo pinheiro,
    És a outra metade de idiotas, com certeza não lestes a própria postagem do blog,
    que menciona o slogan da artista como a Rainha da Música Brega. Para a outra meia tijela, não se trata de nada pejorativo, e "brega" é maravilhoso, sou fã.
    Celio.

    ResponderExcluir
  7. Não tem nada de Rei ou Rainha: Cantar é no "gogó"!

    ResponderExcluir
  8. Brega, nos dias atuais é um elogio. Todos viemos de um mesmo lugarzinho. Somos bregas desde a concepção. Portanto...

    ResponderExcluir