Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Vários artistas - Para lembrar The Brazilian Bitles

Grupo The Brazilian Bitles, do Rio de Janeiro, esteve na ativa entre 1965 e 1969
Coletânea reúne músicas do repertório da banda, mas com outros artistas
Se você curtiu as coletâneas “Para lembrar Os Incríveis” e “Para lembrar Carmen Miranda”, com certeza vai gostar desta “Para lembrar The Brazilian Bitles”, pois segue a mesma filosofia de incluir músicas do repertório desses artistas, mas no registro de outros músicos e intérpretes. Agradeço, mais uma vez, ao amigo Aderaldo, nosso colaborador, que teve o trabalho de selecionar e reunir as canções da coletânea. É bom destacar que nem todas as canções foram originalmente gravadas pela banda, que criou repertório variado, entre canções do grupo e versões de hits internacionais, como o sucesso "Gata" (Wild Thing), dos Troggs, além de tantas outras dos The Beatles, sua principal fonte de influência, como revela o próprio nome da banda, apesar de não se limitar apenas a beatlemania.

A banda foi formada no Rio de Janeiro em 1965, a partir do núcleo de outro grupo da época, The Dangers, em que participavam o guitarrista Vitor Trucco e o cantor e guitarrista Jorge Eduardo. Os Brazilian Bitles contavam na sua formação original com Vitor Trucco (guitarra solo e depois, baixo), Luiz Toth (bateria), Fábio Block (baixo, depois guitarra), Jorge Eduardo de Almeida (voz e guitarra-base) e Eliseu da Silva Barra, o Ely Barra (cantor e teclados). Estrearam na boate "La Candelabre", com grande repercussão na mídia. Músicas como "Dedicado A Quem Amei", "Deixe Em Paz Meu Coração" e "Cabelos Longos, Idéias Curtas" se tornaram hits radiofônicos instantâneos. Uma das principais características dos Brazilian Bitles era o seu grande humor e as cabeleiras dos seus integrantes.

Este visual, associado à juventude radiante dos seus integrantes, fez com que a banda fosse convidada a participar no cinema do longa "Rio, Verão E amor", de 1966, o primeiro filme colorido brasileiro. Na TV Excelsior do Rio, o grupo passou a apresentar o programa "BBC - Brazilian Bitles Club". O programa ia ao ar aos sábados à tarde e fez sucesso entre o público jovem carioca. Em 1966, participaram da coletânea "Os novos reis do iê-iê-iê", e no ano seguinte gravaram o LP de estreia, "É onda", ambos pelo selo Polydor, com grande sucesso. No final de 1967, lançaram seu segundo disco, "The Brazilian Bitles - Volume 2", na mesma gravadora. Neste disco, os músicos homenagearam Albert Pavão, um dos pioneiros do rock nacional, ao regravarem "Filhinho do Papai", lançada como faixa de abertura do LP, e presente nesta coletânea em sua gravação original. O álbum ainda trouxe a releitura do hit "Pára Pedro", incluindo nos arranjos instrumentos inusitados para o rock, como violas e outros instrumentos de corda.

Em 1968, é lançado o último LP da banda, "The Brazilian Bitles – Volume 3". Até 1969, The Brazilian Bitles atuou na divulgação do rock e da Jovem Guarda. Eles talvez tenham sido o primeiro grupo brasileiro a associar música e humor, como faria o Ultraje A Rigor, vinte anos depois. Eventos como a famosa "Missa do Iê-Iê-Iê" na igreja e a participação do grupo no cinema e na televisão confirmam tudo isto. Somente a versão do Rossini Pinto para o clássico "Satisfaction", dos Rolling Stones, gravada pelo grupo como "Não tem jeito", e regravada pelo Serguei nos anos 1980,  já colocaria a banda entre as mais importantes dos anos 1960, mas eles fizeram muito mais, como demonstram os três álbuns gravados e já postados em vários blogs. Confira nossa homenagem:

01 - Sayonara Show Banda – Cabelos longos, ideias curtas (Cheveux Longs Et Idées Courtes)
02 - The Supersonics – Help! (Help!)
03 - The Fevers – Não tem jeito  (Satisfaction)
04 - The MindbendersA groovy kind of love  (Faz Feliz assim)
05 - Antoine – O jogo de futebol
06 - The EqualsBaby come back (Volte, Meu Bem)
07 - Albert Pavão – O filhinho do papai
08 - Os BritosNowhere man (O Homem Só)
09 - Sérgio Reis – Para Pedro
10 - Os Vips – Obrigado querida (Thank You Girl)
11 - The Fevers – Gata (Wild Thing)
12 - Os CarbonosHold me tight (Esperando Você)
13 - Bitkids – Mary (I’ve Just Seen A Face)
14 - PeretEs preferible (Vou Dar Risadas)
15 - Augusto Righetti Non sei dritta (Day Tripper) (Qual A Razão?)

BÔNUS (INSTRUMENTAIS) 

16 - Cardinale – O barqueiro
17 - The Five - Cabelos longos, ideias curtas (Cheveux Longs Et Idées Courtes)
18 - Ed Maciel e sua OrquestraSatisfaction (Não Tem Jeito) 
19 - The Star BoysHelp! 
19 - The Pop´sDay tripper  (Qual A Razão?)
19 - The Star Boys Help! 
20 - Os Milionários – O jogo de futebol   
21 - Ed Maciel e sua Orquestra - Hold me tight (Esperando Você)
22 - The Pop´s - Day tripper  (Qual A Razão?)


Colaboração: Aderaldo


6 comentários:

  1. http://www63.zippyshare.com/v/fkHmegva/file.html

    ResponderExcluir
  2. Mais uma daquelas que só por aqui encontramos!
    Parabéns meu estimado Chico, por nos fazer voltar no tempo
    sempre com relíquias como no conteúdo dessa maravilhosa seleção!
    Abraços/Nelson

    ResponderExcluir
  3. Chico, só vc mesmo para postar relíquias como essa. só tenho a agradecer, este magnifico trabalho que vc faz! Obrigado e grande abraço amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nelson e Lele Costa

      Muito obrigado pelos comentários. Os agradecimentos e elogios devem ser estendidos ao Aderaldo, nosso amigo e colaborador. Afinal, foi ele quem idealizou e forneceu os arquivos em mp3 da coletânea. Eu apenas montei a arte gráfica e disponibilizei no blog. Abraços.

      Excluir