Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Luiz Aguiar - Antologia "Eu sou o alguém" (2015)

 Coletânea reúne músicas lançadas em sete singles produzidos entre 1965 e 1975
O internauta José Luiz me enviou lista de discos que procura. Entre eles, consta o compacto simples sem data, do Luiz Aguiar, com a música “Creio”, produzido pelo selo Scala, provavelmente em 1975, ano da música “Piange ... Il Telefono”, lado B do single, e sucesso na interpretação do Domenico Modugno.  Foi a oportunidade pra montar esta coletânea, reunindo músicas gravadas pelo radialista em sete compactos simples, além da marcha rancho “Amor eterno”, do LP “Carnaval 76”, de 1975, que baixei no site Toque Musical. Não conheço a discografia do radialista, mas a coletânea traz os sucessos “O mundo”, “Eu sou o alguém” e “Meu pedido”, composta pelo Sérgio Reis e a dupla Os Vips.

Luiz Gonzaga de Aguiar, seu nome de batismo, nasceu em Colônia, no interior de São Paulo. Foi seminarista e quase se tornou padre. Dizem que, até hoje, ele é capaz de rezar uma missa inteira em latim. A vocação para o rádio começou cedo, em Barretos, e depois trabalhou em emissoras de Guaíra e Ribeirão Preto, também no interior paulista, onde se consagrou como narrador de futebol. Não tardou pra receber convite do Pedro Luiz para integrar o famoso Scratch do Rádio, da Bandeirantes, na capital. Bem sucedido na área esportiva, topou o desafio de apresentar o programa “Os Brotos Comandam”, no auge do rock e da Jovem Guarda, e estendeu seu trabalho para o disco, com relativo sucesso.

Depois da Bandeirantes, aceitou convite e foi pra Rádio Tupi. Teve também uma produtora com estúdios próprios, onde produzia programas diários que iam ao ar em mais de 100 emissoras espalhadas pelo Brasil. Luiz Aguiar também presidiu o Sindicato dos Radialistas, tendo adquirido sua sede própria. Foi diretor artístico da Tupi, organizou e comandou a Equipe Esportiva ELA, na Rádio Difusora-SP, voltou à Ribeirão Preto, onde foi dono da Rádio Cultura e também Secretário da Cultura da Prefeitura local. Na televisão, fez o Programa que inaugurou a TV Bandeirantes, e atuou também na TV Excelsior e TV Record (Franca).  Recebeu, em abril de 2012, o título de “Cidadão Ribeirãopretano”, e estaria atuando na Rede Vida, mas nada encontrei sobre o assunto. Confira a coletânea:

01 - 1965 - Noite de amor
(Geo Voumart - Hélio Ribeiro)
02 - 1965 - Eu sou o amor
(Pavaroga - Ben Molar - Genival Melo)
03 - 1965 - O Mundo (Il Mondo)
(Meccia - Fontana - Pes - vs: Paulo Queiroz)
04 - 1965 - Meu Benzinho (My little one)
(George Howe - David Gussin - vs: C.de Brito)
05 - 1966 - Sorri pra mim (Il diritto di amare)
(Albinoni - Lunero - vs: Pallavicini)
06 - 1966 - Meu pedido
(Sérgio Reis - Os Vips)
07 - 1967 - Eu sou o alguém (Yo soy aquel)
(Manoel Alejandro - vs: Roberta Corte Real)
08 - 1967 - Cinderela moderninha
(Alvaro Nunes)
09 - 1968 - Esta tarde vi chover (Esta tarde vi llover)
(A. Manzanero - vs: J.Barroso)
10 - 1968 - Triste é gostar, brigar e não esquecer
(Eduardo Araújo - Chil Deberto)
11 - 1969 - Betty Blu
(Michel Vugain - Pierre Delanoe - vs: Vaccaro Neto)
12 - 1969 - Só Deus sabe quanto amei
(Deny)
13 - 1975 - Creio
(C. Irala SJ)
14 - 1975 - Piange... il telefono (Le telephone pleure)
(Frank Thomas - Claude François - Jean Pierre Bourtayre) 
15 - 1975 - Amor eterno
(Círus - Irene Lopes)




Um comentário:

  1. http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0865+-+LZAGUR,574009917.rar(archive)

    ResponderExcluir