Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Simonetti e Orquestra - Novamente ele... Simonetti

Álbum do maestro, pelo selo Cartaz, é um relançamento do disco de 1961 
Fãs de músicas orquestradas certamente vão curtir este “Novamente ele... Simonetti”, do maestro Enrico Simonetti e Orquestra. O disco, do selo Cartaz, não informa o ano da produção, mas o internauta Wander Salgado informa em comentário abaixo que se trata de relançamento. O original, intitulado "Dançando com Simonetti", foi produzido pela RGE em 1961. Nascido na cidade italiana de Alassio, em 29 de janeiro de 1924, o artista também foi pianista e compositor. Começou a estudar música aos quatro anos, e desembarcou em São Paulo em 1949. Contratado pela Cia. Cinematográfica Vera Cruz, o maestro ganhou vários prêmios em sua categoria, tornando-se líder de uma das mais famosas orquestras de São Paulo. Foi também diretor artístico da gravadora Mocambo.

Sua primeira composição importante por aqui foi feita sob encomenda para a Companhia de Teatro Brasileiro de Comédia, na peça “Anjo de Pedra”, em 1950. Seguiram muitos outros trabalhos em rádio, cinema, teatro e televisão. Vale destacar as trilhas que compôs para os filmes “Presença de Anita”, de 1951, dirigido pelo também italiano Ruggero Jacobbi [Simonetti aparece tocando piano em uma cena] e “Floradas na Serra”, de Luciano Salce, rodado em 1954, estrelado por Cacilda Becker e Jardel Filho, ambos da Vera Cruz. Segundo o site IMDB, Simonetti participou de 39 filmes no Brasil, incluindo alguns como ator, em pequenas pontas.

Na extinta TV Excelsior, o maestro comandou o divertido "Simonetti Show", com Lolita Rodrigues, dirigido por um jovem estreante chamado Jô Soares. Quebrou um paradigma, pois os músicos também participavam ativamente dos vários quadros humorísticos, o que dava uma dinâmica até então inédita em programas musicais. Henrique, como era chamado por aqui, voltou ao seu país de origem após a ditadura militar, e manteve-se na ativa. Mais informações sobre sua trajetória poderão ser obtidas aqui, no blog do Maga. O maestro faleceu em Roma, aos 54 anos, em 28 de maio de 1978, deixando um enorme acervo musical, distribuído em vários discos. Confira este:

01 - O homem do braço de ouro
(Sylvia Fyne - Elmer Bernstein)
02 - Cha cha cha egypcio
(Claude)
03 - Blue moon
(Lorez Hart - Richard Rodgers)
04 - Baba de mulher
(Haroldo Barbosa - Luiz Reis)
05 - Bombay
(Wek - cates)
06 - Brasil 61
(Claude)
07 - The exodus song
(Cole Porter)
08 - C'est magnifique
(Cole Porter)
09 - La habanera
(G. Bizet)
10 - Tonight my love tonight
(Paul Anka)
11 - The Continental
(Magidson - Conrad)
12 - Scheherazade
(Rimsky Korsakoff)


7 comentários:

  1. http://www23.zippyshare.com/v/52803344/file.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0641+-+SIMNTTI,448638743.rar(archive)

      Excluir
  2. Meu caro amigo. É preciosíssimo este post, pela capa, contracapa, principalmente, pelos seus comentários finíssimo. E tanto mais... Felicitações. Fernando Gregório - Belém, Pará

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Fernando. Fico feliz em saber que o post é do seu agrado. Abs.

      Excluir
  3. Chico,esse Long Playing na verdade foi o relançamento do Disco original da Gravadora Rádio Gravações Especializadas(RGE) com o nome de "Dançando Com Simonetti",cujo ano de produção é de 1961.Eu tenho dezesseis discos de Enrico Simonetti,a maioria da Gravadora RGE,onde ele produziu e arranjou inúmeras músicas para a cantora Maysa Matarazzo.Ela também teve um pequeno romance com Simonetti,que foi o responsável também pelos quatro discos de meditação chamados "Música à Luz da Oração",de 1958 a 1962.Ele também foi diretor artístico e orquestrador da Gravadora RGE.

    ResponderExcluir
  4. Na contracapa do disco original que eu citei,existe um texto contando que as canções "Cha Cha Cha Egypcio" e o samba "Brasil 61",foram compostas pelo próprio Simonetti,assumindo o pseudônimo de Claude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wander,

      Muito obrigado pelo comentário de extrema valia. Vou acrescentar suas informações no texto de apresentação. Valeu, mesmo! Abs.

      Excluir