Pesquisar este blog

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Gretchen - Dance with me (Antologia - 2014)

 Antologia da Gretchen traz gravações realizadas entre os anos de 1978 e 1984
 Coletânea apresenta canções lançadas em oito compactos simples e um duplo
Reza a lenda que a saudosa Elis Regina (Porto Alegre, 17 de março de 1945 — São Paulo, 19 de janeiro de 1982), ao comentar sobre o mercado fonográfico brasileiro, fez referência a Gretchen: “Uma bunda vende mais discos do que eu”, comparou. A maior cantora do Brasil não exagerou. Entre o final dos anos 1970 e início dos 1980, Gretchen reinou absoluta como a “Rainha do bumbum”, emplacando hits como “Freak le boom boom”, “Conga, conga, conga”, “Melô do piripipi”, “Allah-la-ô, my love” e outras que tinham em comum o ritmo quente e os gemidos sensuais da cantora que misturava inglês, francês e espanhol na mesma música. Até hoje, pra alegrar qualquer festa, basta colocar um disco da Gretchen que a diversão está garantida.

Maria Odete Brito de Miranda, seu nome de batismo, nasceu no Rio de Janeiro em 29 de maio de 1959. Iniciou a carreira no grupo vocal feminino As Melindrosas, que tinha a irmã Sula Miranda entre as componentes. Na sequência, partiu pra carreira solo, e começou na cola da cantora Charo, que fazia sucesso na chamada era disco com “Dance a Little Bit Closer”. Qualquer semelhança de sua primeira gravação, “Dance with me”, em 1978, com a da espanhola não é mera coincidência, portanto. Com a boa repercussão do disco, Gretchen gravou um single em português, sem muito sucesso, mas a partir do terceiro compacto simples, com “Freak le boom boom”, a carreira decolou. Esta Antologia reúne músicas lançadas nesse período de ouro, entre 1978 e 1984, em oito compactos simples e um duplo, totalizando 20 canções. A pasta inclui áudio e arte gráfica completa dos discos, com capa, contracapa e selos. Confira, e dance with me:

01 - 1978 - Dance with me
(M. Smith - V. Guzzrick)
02 - 1978 - Love me more
(M. Smith - V. Guzzrick)
03 - 1979 - Outra vez mulher
(Paulinho Camargo - MaxCiliano)
04 - 1979 - Fera (Teach me tiger)
(Nino - Tempo - vs: Maria Odete B. de Miranda)
05 - 1979 - Freak le boom boom
(Santiago "Sam" Malnati)
06 - 1979 - Boogie boogie
(Santiago "Sam" Malnati - V. Guzzo)
07 - 1980 - Conga, conga, conga
(Mister Sam)
08 - 1980 - Do you wanna love?
(Mister Sam - V. Guzzrick)
09 - 1981 - Melô do piripipi
(Mister Sam)
10 - 1981 - You and me
(Mister Sam - V. Guzzo)
11 - 1982 - Allah-la-ô, my love
(Mister Sam)
12 - 1982 - Take me a chance (part. esp. Silva Neto)
(Mister Sam - V. Guzzo)
13 - 1982 - Mambo, mambo, mambo
(Mister Sam)
14 - 1982 - It's all right
(Mister Sam - V. Guzzo)
15 - 1982 - Disco show medley
(Mister Sam)
16 - 1983 - Melô do Xique-Xique
(Mister Sam)
17 - 1983 - Super sexy
(Mister Sam - V. Guzzo)
18 - 1984 - Melô do Pata Pata
(Mister Sam)
19 - 1984 - Give me your love
(Mister Sam - Gretchen)
20 - 1980 - BÔNUS - 1, 2, 3 (One, two, three)
(Mister Sam)



13 comentários:

  1. http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0647+-+GRTCHN,83498272.rar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porfavor Elimine Minhateca das nossas vidas,esses cara foram muito sacana,fazendo os outros trabalharem de graça para eles,engnando todo mundo.
      Obrigado

      Excluir
    2. Link alternativo:

      http://www.4shared.com/rar/bBkLezANce/0647_-_GRTCHN.html

      Excluir
  2. Chico, teu blog é muito bom. Resgata joias da MPB, principalmente, da velha Jovem Guarda, que o lixo de hoje ofusca. Essas joias se ñ fizeram sucesso é questão de peso e medida, como diz o grande Billy Blanco no seu Canto Chorado, defendido por Jair na primeira e última Bienal do Samba (1968) vencida por Lapinha de Baden Pawell e Paulo Cesar Pinheiro. Portanto, Grande Chico, com todo respeito do mundo, ñ macule sua performance com bagulhos como essa senhora, que, com certeza, é uma das pioneiras contribuintes para o fim da música e de compositores como os citados acima.

    ResponderExcluir
  3. muito bom !!! parabens pela belissima postagem !!!

    ResponderExcluir
  4. Excelente trabalho. A discografia até 1995 da Gretchen é deliciosa, várias pérolas da música pop, aliás faltou Quiero ser Libre que é uma das melhores e mais tristes baladas dela.
    Aliás, um grande disco dela é Gipsy de 1988, é delicioso e lembra bastante o que foi feito por divas estrangeiras nos anos 90.
    Caso tenha interesse, tenho a discografia inteira dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caio, vc tem como postar em algum site a discografia da Gretchen... Não consigo encontrar em lugar algum...

      Excluir
  5. Pode colocar o link em outro servidor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://brasildiscomusic.blogspot.com.br/

      Excluir
  6. Chico, Pode colocar o link 0647 - GRTCHN.rar em outro servidor? muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://brasildiscomusic.blogspot.com.br/

      Excluir
  7. se quiserem tem um album neste blog http://brasildiscomusic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir