Pesquisar este blog

domingo, 29 de setembro de 2013

Cláudio Cavalcanti - Menina (Homenagem póstuma)

LP do Cláudio Cavalcanti, lançado em 1970 pela CID, teve nova tiragem em 1979
Hoje, 29 de setembro, quando completou um ano da morte da Hebe Camargo, fui surpreendido com a triste notícia sobre o falecimento do ator Claudio Cavalcanti, aos 73 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado no hospital Pró-Cardíaco desde o último dia 16. Na terça, 24, passou por cirurgia por conta da falência de uma vértebra. Segundo Carlos Eduardo Menna Barreto, genro e cardiologista do ator, Cláudio sofreu choque cardiogênico, que evoluiu para insuficiência renal e falência múltipla dos órgãos, ocasionando o falecimento. Em homenagem póstuma, segue este álbum, originalmente lançado em 1970 pela CID. Nele, o artista declama e canta sucessos como “Menina”, “Minha namorada”, “Ana Maria”, “Ne me quitte pas” e até “Let it be”, hit dos Beatles, entre outros. O disco teve segunda tiragem, em 1979, com pequenas mudanças na arte gráfica em relação a original. O post não é do meu acervo, e sim de um amigo com quem troquei faz tempo muitos arquivos em mp3. Na época, o padrão dos arquivos era em 128 kbps, mas este disco foi ripado em 192 kbps, e a qualidade do áudio é boa, daí a decisão de postá-lo. Vale lembrar, a quem se interessar, que já postei no meu blog anterior um compacto simples (aqui) que o ator gravou em 1972 pela Philips.

Cláudio Murillo Cavalcanti nasceu no Rio de Janeiro em 24 de fevereiro de 1940, e começou a carreira aos 16 anos, atuando ao lado de Nathália Timberg, Sérgio Britto e Fernanda Montenegro. Mostrou, ao longo de sua trajetória, diferentes vertentes artísticas. Não se restringiu à profissão de ator, mas também foi diretor, radialista, escritor, dublador e produtor teatral. No total, foram mais de 50 novelas e 22 longas-metragens, além de importantes trabalhos no teatro. Foi na novela “Irmãos Coragem”, de Janete Clair, em 1970, no papel de Jerônimo, que obteve enorme popularidade. Por conta do sucesso da trama, gravou este LP, e seu nome passou a figurar nas principais telenovelas da Globo, como “’O homem que deve morrer”, “O feijão e o sonho”, “Pai herói”, “Dona Xepa”, “Água viva”, “Sétimo sentido”, “Baila comigo”,”Sétimo sentido”, “Transas e caretas”, “Roque Santeiro”, e outras. Como diretor, ainda na Globo, esteve à frente de dez episódios do programa "Caso verdade", além da novela “Despedida de solteiro”, de Walther Negrão, em 1992.

Empunhando a bandeira em defesa dos animais, foi eleito vereador em dois mandatos. Foi autor de 29 leis, entre elas as que proibiram animais em circo, rinhas de cães e rodeios na cidade do Rio. Elegeu-se deputado estadual em 2006. Atualmente, estava à frente da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais. Como escritor, tem cinco livros publicados. Entre os trabalhos mais recentes na TV, após 10 anos de afastamento devido as atividades políticas, foi em 2011 na novela ‘Amor e Revolução’, do SBT, em personagem militante que é preso e torturado na época da ditadura militar. Seu último trabalho na TV foi o de um empresário que sofre de síndrome do pânico na segunda temporada do seriado "Sessão de terapia", dirigido por Selton Mello, que tem data de estreia confirmada para 7 de outubro no canal GNT. Confira o disco:

01 – Abertura
02 – Onde está você
(Oscar C. Neves – Luvercy Floriai)
03 – ... (Declamação)
04 – Menina
(Paulinho Nogueira)
05  –  ... (Declamação)
06 – Soneto de 4ª feira de cinzas
(Vinicius de Moraes)
07 – Ana Maria
(Sérgio Endrigo)
08 – Cláudia
(Antonio Adolfo – Tibério Gaspar)
09  –  ... (Declamação)
10 – Menina triste
(Durval Ferreira – Regina Werneck)
11  –  Texto de Gibran Kahlil Gibran
12 – A morte deste amor
(Dolores Duran)
13  –  ... (declamação)
14 – Let it be
(Lennon – McCartney)
15  –  ... (declamação)
16 – Minha namorada
(Carlos Lyra – Vinicius de Moraes)
17 – Comigo me desavim
(Sá de Miranda)
18 – Pra dizer adeus
(Edu Lobo – Torquato Neto)
19  –  ... (declamação)
20 – Ne me quitte pas
(Jacques Brel)

10 comentários:

  1. http://www17.zippyshare.com/v/77702214/file.html

    ResponderExcluir
  2. Grande homenagem, e grande raridade pra mim.
    Mais uma vez suas postagens são de primeira qualidade.
    Muito obrigado amigo Chico

    ResponderExcluir
  3. O post também serve como homenagem ao compositor Oscar Castro Neves, autor de "Onde está você (a faixa 2 deste álbum), falecido dois antes de Cláudio Cavalcanti, ou seja, no último dia 27 de setembro.

    ResponderExcluir
  4. Fantástica homenagem.
    Parabéns...
    Abraços.
    Kalypso

    ResponderExcluir
  5. Belíssima homenagem a um grande ator.
    Excelente album que graças a ti já está fazendo parte do meu acervo.
    Beijos e obrigada!

    Silvia

    ResponderExcluir
  6. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0396+-+CCavalcanti,120718674.rar(archive)

    ResponderExcluir
  7. Ouvi este Long Play milhoes de vezes!! Decorei poemas lindos que demonstravam a sensibilidade deste ator!!!

    ResponderExcluir