Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Ruben seu Órgão e Conjunto - Ruben em Hi-Fi (s/d)

Clássicos do cancioneiro nacional e internacional estão no repertório deste disco
Não baixe este álbum se você faz questão de ouvir disco sem chiado, mas se o seu interesse é conhecer um disco raro, à venda por R$ 680,00 no Mercado Livre, encontrou o que queria. O problema é saber quem é o músico Ruben, organista, e seu conjunto. Fiz uma pesquisa na rede pra tentar descobrir, e nada encontrei, salvo o anúncio de venda do disco por esse preço absurdo. O interessante é que as capas são diferentes: o meu exemplar, lançado pela gravadora Beverly e sem ano de produção, é ilustrado com desenho de mulher nua, e o que encontrei na rede traz a foto real da modelo. Desconfio que o disco em mãos deve ser de reedição. Aproveitei a foto da capa original e a ilustrei como contracapa do CD, já que a do LP tem apenas o logo da gravadora. Confira:

01 - Fechei a porta
(Sebastião Motta - Ferreira dos Santos)
02 - A felicidade
(A.C.Jobim - Vinicius de Moraes)
03 - Yes sir that's my baby
(W.Donaldson - G.Kahn)
04 - Something's gotta give
(J.Mercer)
05 - Maracangalha
(Dorival Caymmi)
06 - Brigas nunca mais
(A.C.Jobim - Vinicius de Morais)
07 - E dai
(Miguel Gustavo)
08 - La goulante du pauvre Jean
(M.Monnot)
09 - Gaglione
(Fanciulli - Nisa)
10 - Cheek to cheek
(I. Berlim)
11 - Tea for two
(V.Yumans - I.Caesar)
12 - Just one of those things
(Cole Porter)

11 comentários:

  1. http://www37.zippyshare.com/v/91454391/file.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Novo link:

      http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0328+-+RUBEN,518933488.rar(archive)

      Excluir
  2. LP provavelmente lançado em 1959 e inspirado no LP "Come dance with me" de Frank Sinatra - gravado em 1958 e lançado no início de 1959 - de onde se pinçaram 2 músicas de sucesso do referido LP ("Something's gotta give" e "Cheek to Cheek"). Quatro das faixas desse LP foram lançadas também em EP Hi-Fi Variety (compacto duplo 45 rpm), com a mesma capa do LP. Alguns LP's do selo Hi-Fi Variety foram relançados pelo selo Beverly - nos anos 60 - com a foto na capa original sendo substituída por um desenho arremedando a 1ª. ilustração. Esse LP também saiu com uma outra capa pelo selo DAMIC, em 1960. Algumas faixas desse LP também foram lançadas em LP-miscelânea ("Grande Baile, vol. 1") pelo selo Discastro, também nos anos 60. O personagem Ruben, organista, é uma incógnita, provavelmente, um pseudônimo para artista conhecido pertencente a uma outra gravadora, já que em outros discos o seu nome sai RUBEM ao invés de RUBEN. É isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Druca

      Muito obrigado, mais uma vez, por enriquecer a postagem com suas informações e conhecimento. Valeu, mesmo!!!! Abs.

      Excluir
  3. Nós todos é que lhe agradecemos, Chico, pelas gratas surpresas que você sempre está postando. Abs.

    ResponderExcluir
  4. Instituto Memória Musical Brasileira (IMMUB) indicates 1960 as year of release for this very nice album.
    (http://www.memoriamusical.com.br/pesquisa/detalheDisco.asp?iidMidia=17782)
    AD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela informação e pela dica do site que, com certeza, será uma das minhas fontes de pesquisa. Abs.

      Excluir
  5. O Instituto Memória Musical Brasileira sempre será uma boa fonte de informação; mas, naturalmente, também tem seus equívocos, posto que humanamente dirigido. Assim, já se detectaram alguns desses equívocos em se tratando de datas. Por exemplo, aquele instituto informa como do ano de 1965 o 2º. LP de Os Três Tons, reconhecidamente - pelos que viveram a época e pela própria numeração do disco - como do ano de 1964. Outro exemplo é o ano do 1º. disco de Aguinaldo Timóteo (era assim que saía seu nome no selo Caravelle, à época): é informado como de 1964. Ora, em 1962, saiu um disco de carnaval que continham as suas 3ª. e 4ª. gravações. Como poderia o seu 1º. disco ser de 1964? O seu 1º. disco continha um samba ("Sábado no Morro") e um rock-balada ("Cruel Solidão") e todos sabemos que "rock-balada" foi um rótulo rítmico do final dos anos 50 e dos dois ou três primeiros anos da década de 60; não caberia, portanto, em 1964, em plena época Beatles. Tudo isso sem falar na interpretação do então Aguinaldo Timóteo - dramaticamente imitando a voz do Cauby Peixoto dos anos 50 (a essa altura, 1964, Cauby já estava mais moderninho)... Mas, sempre será interessante e importante consultar o Instituto Memória Musical Brasileira...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você. O mesmo acontece com o Wikipedia e com o Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. São duas fontes interessantes de pesquisa, mas exigem certos cuidados porque muitas informações não são confiáveis. Abs.

      Excluir
  6. Em tempo: o 1º. disco de Agnaldo Timóteo (ex-Aguinaldo Timóteo) é de 1961.

    ResponderExcluir