Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Lílian - O amor um dia vem (LP 1992)

Álbum lançado pela RGE inclui inéditas e regravações de grandes sucessos
Muitos artistas, depois de emplacar alguns sucessos, fatalmente são obrigados em algum momento a regravar velhos hits. Isso também aconteceu com a Lilian, da dupla com Leno na Jovem Guarda, neste LP lançado em 1992 pela RGE. No repertório, misturado a inéditas, encontramos velhas conhecidas, obrigatórias nos shows: “Uma música lenta”, “Como se fosse meu irmão”, “Devolva-me”, “Sou rebelde” e “Pobre menina”, sucessos da cantora. Uma das curiosidades é “Objeto voador”, em letra original da música “S.O.S”,  do Raulzito (Raul Seixas), e o registro de “Pica-pau”, hit do Erasmo Carlos, mas composta pela própria em parceria com Renato Barros.

Lílian Knapp iniciou a carreira em 1966 quando formou a dupla com Leno. O primeiro disco, um compacto simples, com as canções "Pobre menina" e "Devolva-me" fez enorme sucesso na época. O primeiro LP, gravado em seguida, incluía essas duas primeiras músicas e ainda "Eu não sabia que você existia", outro sucesso. Já em 1968, com a separação da dupla, Leno seguiu carreira solo e gravou alguns discos com relativo êxito. Em 1972 eles voltam a se apresentar juntos. Nesse período, lançam canções produzidas e compostas por Raulzito (Raul Seixas), Renato Barros e outros autores, além de composições próprias. Ao longo das décadas de 1970 e 1980, Lílian e Leno desenvolveram carreiras solo, com alguns breves reencontros. Em 1980, Lílian obteve grande sucesso com a canção "Sou Rebelde".

Na época, Lílian posa nua para edição especial da revista Homem, da Ideia Editorial. Nos anos 90, Leno e Lílian voltam a se reunir em shows comemorativos aos 30 anos de Jovem Guarda. Alguns discos da dupla e individuais de Leno foram relançados em CD. Em 2001, Lílian volta em dose dupla: com o CD Lilian Knapp, seu primeiro álbum desde 1992, e o livro “Como um Conto de Fadas” (Editora Qualigraph), pequeno volume que é uma espécie de "autobiografia informal" da cantora. Em 2008, Lilian se transforma na Lil, vocalista da banda Kynna, com quem grava o álbum independente "Underground”. Na época, declarou: “A Lílian da Jovem Guarda ficou lá na Jovem Guarda. Depois veio a Lílian do “Sou rebelde” que ficou lá nos anos 80. Agora quem está vindo aí é a banda Kynna”. Confira primeiro a Lílian dos anos 90:

01 - Cada amor faz sua história
(Ed Wilson – Prêntice – Carlos Colla)
02 - Uma música lenta
(Alessandro – Livi)
03 - Pobre menina (Hang on sloopy)
(Bert Russel – Wes Farrell – vs: Gileno)
04 - Como se fosse meu irmão
(Lilian Knapp – Márcio Augusto)
05 - Mais uma vez (Everything I own)
(David Gatres – Élcio Contti)
06 - O amor um dia vem
(José Augusto – Paulo Sérgio Valle)
07 - Sou rebelde (Soy rebelde)
(M.Alejandro – vs: Paulo Coelho)
08 - Devolva-me
(Lilian Knapp – Renato Barros)
09 - O pica-pau
(Lilian Knapp – Renato Barros)
10 - Não diga nada
(Prêntice – Ed Wilson – Ronaldo Bastos)
11 - Objeto voador
(Raulzito)



6 comentários:

  1. http://www17.zippyshare.com/v/81038218/file.html

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo disco, amigo! Eu estava procurando! Que GOKU te kilumine *u*

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, a Lílian posou pelada duas vezes. A primeira foi para a edição especial de cantoras da revista Homem, mencionada no artigo. Depois, ela voltou a posar pelada para a mesma revista Homem, na edição 39.

    A edição especial eu tenho, mas a Homem 39 eu ainda tenho de achar.

    ResponderExcluir
  4. Agradecido, voltei a minha lembranças da minha infância

    ResponderExcluir
  5. cantora Lilian é muito bela ;; Linda e Maravilhosa e sempre Será á nota é Dez

    ResponderExcluir