Pesquisar este blog

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Luiz Armando Queiróz - Jura secreta (LP 1988)

Disco é uma homenagem do ator e diretor a todas as cantoras do Brasil
Este disco, conforme consta na contracapa, é uma homenagem do ator e diretor Luiz Armando Queiroz a todas as cantoras do Brasil. O post, por sua vez, é uma homenagem póstuma do blog ao artista, falecido há exatos 14 anos, em 16 de maio de 1999. Muita gente o conhece por suas atuações na TV, teatro e cinema, mas desconhece o cantor. A oportunidade de conferir está neste disco, lançado em 1988 pelo selo Retoque Especial, no qual interpreta canções originalmente lançadas por cantoras, como Carmen Miranda, Aracy de Almeida, Dalva de Oliveira e outras. Entre elas, as eternas rainhas do rádio Emilinha Borba e Marlene, convidadas especiais do disco. O repertório, portanto, foi selecionado a dedo, e Luiz Armando Queiroz dá conta do recado, melhor até do que muitos “cantores” que têm por  aí.

O artista nasceu em Recife, capital pernambucana, no dia 22 de fevereiro de 1945. Mudou-se ainda jovem para o Rio. Conciliou os estudos no Conservatório de Teatro e na faculdade de Geografia. Optou então pela carreira artística, na qual teve formação essencialmente teatral, e estreou nos palcos em 1968, na peça Salomé, de Martim Gonçalves, encenada no Museu de Arte Moderna. Seu primeiro trabalho na TV Globo foi na novela "Selva de Pedra" (1972), de Janete Clair, no papel de Beto. Dois anos depois, ganhou projeção nacional interpretando Tuco, o filho hippie e desligado de "A grande família", em sua primeira versão. O ator também se destacou pelos personagens "Cláudio" (da novela Cuca Legal), o "Belchior" (Estúpido Cupido) e o "Tito Moreira França" (Roque Santeiro), todos na Globo. Além de novelas, participou de outros programas da emissora, como apresentador em algumas matérias do "Fantástico" e também do programa "Concertos para a Juventude".

Ele se destacou ainda em trabalhos na Rede Bandeirantes, como em "Os Imigrantes", e na Rede Manchete, onde deu vida ao "Rodrigo", vilão de "A história de Ana Raio e Zé Trovão". No cinema, trabalhou em 12 filmes, alguns de sucesso, como "O que é isso, companheiro?" (1997), dirigido por Bruno Barreto, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Também foi locutor, emprestando a voz para comerciais de rádio e televisão. Outra faceta do seu trabalho foi a de diretor de novelas, e entre seus principais trabalhos estão “A idade da loba” na Rede Bandeirantes, "Os ossos do barão" no SBT e a minissérie "Chiquinha Gonzaga" na Rede Globo, um dos últimos trabalhos. Luiz Armando Queiroz faleceu vitimado por falência múltipla dos órgãos devido a quimioterapia quando se recuperava do câncer linfático, descoberto em dezembro de 1998, deixando enorme acervo artístico, graças ao seus múltiplos talentos. Cantar foi um deles. Confira:

01 – Escuta
(Ivon Curi)
02 - Dora me disse (part. esp. Marlene)
(J.Junior – Oldemar Magalhães)
03 – Eternamente
(Tunai – Sérgio Natureza – Liliane)
04 - Felicidade infeliz
(Maysa)
05 - Pela décima vez
(Noel Rosa)
06 - Jura secreta
(Sueli Costa – Abel Silva)
07 - Que será
(Marino Pinto – Mário Rossi)
08 - Cabide de molambo (part. esp. Emilinha Borba)
(Luiz Bittencourt – Tuyu)
09 - O cantador
(Dori Caymmi – Nelson Motta)
10 - Velho arvoredo
(Helio Delmiro – Paulo César Pinheiro)
11 - Ilusão à toa
(Johnny Alf)
12 – Alvorada
(Sinval Silva)

Arranjos e direção musical: Cristóvão Bastos

6 comentários:

  1. http://www42.zippyshare.com/v/88104213/file.html

    ResponderExcluir
  2. Caro Amigo, agradeço pela postagem do saudoso Luiz Armando Queiroz, de fato, um talentoso artista brasileiro. No entanto, a faixa "Jura Secreta" nº6 está incompleta, contém apenas alguns acordes iniciais, seria possível repostá-la?
    Atenciosamente,
    Paulo Alberto (Niterói)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. O interessante é que somente agora o problema foi oficialmente detectado. O problema está nas faixas 5 e 6. Já acertei e logo mais divulgo o novo link. Muito obrigado pelo alerta. Abs.

      Excluir
  3. Novo link:

    http://www.4shared.com/rar/TRRAnQkS/0282_-_LAQueiroz.html

    ResponderExcluir
  4. Prezado Chico,

    Agradeço a sua atenção, uma vez mais, pela repostagem do Lp do saudoso Luiz Armando Queiroz, com a devida correção da faixa "Jura Secreta".
    Parabéns, pelo seu excelente Blog e pela sua generosidade em repartir estes seus tesouros, bem como, pelo cuidado em reproduzir ou criar as capas e sêlos; enfim, um trabalho de muita qualidade e seriedade em prol da nossa MPB.
    Infelizmente, Blogs do gênero e pessoas como você, ainda são muito mal compreendidas, e até, mesmo motivo de perseguição, sob a acusação de fazer pirataria musical; quando na verdade, o que vocês fazem é respeitar os antigos ídolos, valorizando, preservando e divulgando as suas obras, tornando-os acessíveis as novas gerações.
    Piratas são as gravadoras, que escondem os artistas pioneiros, não relançando suas obras, e não permitindo que continuem gravando por considerá-los velhos e ultrapassados; bem como, a décadas vão ficando com a maior parte da arrecadação dos direitos autorais, cabendo aos intérpretes e autores, apenas, sobras e migalhas deste solado bolo!

    Atenciosamente,
    Paulo Alberto (Niterói)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo

      Muito obrigado pelo comentário e elogios. Fico feliz em saber que você captou o espírito do blog. É exatamente tudo isso que escreveu. São comentários e pessoas como você que me incentivam a manter o blog, pois já pensei em encerrar as postagens justamente pela falta de feedback. Abraços

      Excluir