Pesquisar este blog

domingo, 26 de maio de 2013

Carlos Eduardo Dolabella - Estória de amor (CS)

Carlos Eduardo Dolabella gravou a versão do tema do filme "Love story", de 1970
Há exatos 10 anos, em 26 de maio de 2003, a dramaturgia brasileira perdeu o talento e a arte do ator Carlos Eduardo Dolabella. O que nem todos sabem é que o artista adorava música, colecionava discos e até pensou em se tornar cantor. Em homenagem póstuma, para que seu nome seja lembrado, a postagem de hoje é este compacto simples gravado pela CID. O disco não revela o ano da produção, mas acredito que é do início dos anos 1970, período em que o ator gozava de enorme popularidade devido a sua atuação nas novelas da Rede Globo. No single, Dolabella interpreta “Estória de amor”, versão de “Love story”, tema do filme de mesmo nome, e “The end”, hit do Earl Grant, em inglês. Gravar em outra língua não foi difícil pra ele, formado em Relações Públicas na Suiça, porque falava em cinco idiomas, segundo consta na rede.

Dolabella nasceu no Rio de Janeiro em 11 de junho de 1937. Foi pai de quatro filhos - Adriana e Fábio, do primeiro casamento, e Fernando e o ator Dado Dolabella, da união com a também atriz Pepita Rodrigues. Em 35 anos de carreira, atuou em 29 novelas, 4 minisséries, 13 casos especiais, 16 peças de teatro e 15 filmes. A carreira artística decolou em 1963, quando recebeu o prêmio de melhor ator no Festival de Teatro Amador do então Estado da Guanabara. A primeira novela veio no ano seguinte: "Coração", na TV Rio, com Sérgio Britto e Isabel Ribeiro. Entre seus personagens prediletos em novelas da Rede Globo, estavam o delegado Falcão, de "Irmãos Coragem" (primeira versão) e Neco Pedreira, de "O Bem-Amado" (1973). Gostava também de lembrar do Marcito, de "O Espigão" (1976) e do açougueiro Natalício, de "O Astro" (1978). Em 1986, protagonizou com a esposa Pepita o programa de jogos e sorteios “Alô Pepa, Alô Dola!!!!”. Com ela, fez ainda as peças "Viva Sem Medo Suas Fantasias Sexuais" (1985) e "Extremos" (1986).

Fora da Globo, participou de novelas importantes, como “Kananga do Japão” (1989/1990) e “A História de Ana Raio e Zé Trovão” (1990/1991), sucessos da TV Manchete, e ainda lançou o livro "Meus queridos fantasmas" (1990). Seu último trabalho na TV foi na novela da TV Globo "Porto dos Milagres" (2001), sendo que no ano anterior participou do seriado "A Muralha". Dolabella sofria de diabetes, insuficiência renal crônica e osteomielite (inflamação óssea). Em julho de 2002, passou por cirurgia de cinco horas no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo (zona sul do Rio), após enfarte, e recebeu três pontes de safena. Faleceu aos 65 anos por falência múltipla dos órgãos, no Hospital Samaritano, também em Botafogo, onde estava internado desde 12 de fevereiro de 2003 devido a arritmia cardíaca. O ator respirava com ajuda de aparelhos e estava em coma induzido. Confira o disco:

01 – Estória de amor (Love story)
(Francis Lai – C. Sigman – vs: Paulo Garcêz)
02 – The end
(Krondes – Jacobson)

2 comentários:

  1. http://www27.zippyshare.com/v/68494654/file.html

    ResponderExcluir
  2. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0294+-+Dollab,6714107.rar

    ResponderExcluir