Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de março de 2013

Isaura Garcia canta Martinho da Vila e Dolores Duran

Álbum da "Personalíssima" foi lançado em 1969 pela gravadora Continental
A cantora Isaura Garcia lançou em 1969 este álbum pela Continental em que interpreta Martinho da Vila e Dolores Duran, fechando um ciclo que incluiu discos com composições do Ary Barroso e Billy Blanco, e do Chico Buarque e Noel Rosa, respectivamente.  Não surpreende escolher canções da Dolores Duran para a "Personalíssima" - apelido dado por Blota Jr – interpretar. Parecem compostas pra ela. A surpresa é Martinho da Vila, um “calouro” no meio musical em 1969, e mostra que a veterana artista “enxergou” o talento do sambista hoje consagrado desde o começo. Provavelmente é o primeiro disco que reúne – honrosamente dividido com Dolores – composições do Martinho. É dele, em plena vigência do AI-5 e da ditadura militar, os versos – “Quando ele crescer vai ter que ser homem de bem/ Vou ensiná-lo a viver onde ninguém é de ninguém/ Vai ter que amar a liberdade/ Só vai cantar em Tom Maior/ Vai ter a felicidade de ver um Brasil melhor” – da linda “Tom Maior”. Não sei como foi liberada pela censura.

Isaura Garcia nasceu no bairro do Brás, em São Paulo, em 26 de fevereiro de 1923. Se dependesse da vontade do seu pai, o português Manoel, ela nunca teria sido cantora e continuaria engarrafando vinho no bar-restaurante da família. Mas, felizmente para a música brasileira, a mãe de Isaura – Dona Amélia – era uma grande incentivadora da filha e até a acompanhou em sua estreia como caloura no programa “A Hora da Peneira”, da Rádio Cultura. Para tristeza de ambas, Isaurinha levou um sonoro gongo e ainda teve que encarar as vaias da vizinhança, sem falar da fúria do pai. Mas nem assim, ela desistiu. Incentivada por uma amiga, tentou a sorte novamente no programa “Qua-qua-qua-quarenta” comandado por Otávio Gabus Mendes na Rádio Record. Cantou “Camisa listada”, sucesso de Assis Valente na voz da Carmen Miranda, e venceu. Dessa vez, foi recebida no Brás sob aplausos.

Assim nascia a estrela porque foi contratada pela emissora. Trabalhou em dupla com Vassourinha antes de entrar no rol de cantoras do rádio. Apresentou-se em programas consagrados e em boates. Isaurinha Garcia, como também era chamada, fez inúmeros sucessos, como "Mensagem" (Aldo Cabral - Cícero Nunes) e "De conversa em conversa" (Lúcio Alves - Haroldo Barbosa). Outro hit foi o baião “Pé de Manacá” (Hervê Cordovil – Mariza P. Coelho) em dueto com Hervê (pai do cantor Ronnie Cord e autor do rock "Rua Augusta"), sendo eleita Rainha do Rádio Paulista em 1953. Foi casada com o pianista Walter Wanderley e morreu em 30 de agosto de 1993 após escrever o seu nome entre as grandes intérpretes da MPB no século XX. Confira o post:

01 - O pequeno burguês
(Martinho da Vila)
02 - Castigo
(Dolores Duran)
03 - Nhem, nhem, nhem
(Martinho da Vila - Cabana)
04 - Estrada do sol
(Antonio Carlos Jobim - Dolores Duran)
05 - Amor pra que nasceu
(Martinho da Vila)
06 - Por causa de você
(Antonio Carlos Jobim - Dolores Duran)
07 - Fim de caso
(Dolores Duran)
08 - Casa de bamba
(Martinho da Vila)
09 - Solidão
(Dolores Duran)
10 - Grande amor
(Martinho da Vila)
11 - A noite do meu bem
(Dolores Duran)
12 - Tom maior
(Martinho da Vila)

Produção, arranjo e direção:
Renato de Oliveira


7 comentários:

  1. http://www29.zippyshare.com/v/72858213/file.html

    ResponderExcluir
  2. Thank you very much for posting Martinho da Vila e Dolores Duran Na Voz de Isaura Garcia. It is the only career album by the great Isaura Garcia that I did not have in my collection.
    Abracos
    Milan

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente hipnotizado com seu blog. Muito obrigado, continue sem esmorecer nunca. Saúde, sucesso e sorte. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. Desejo o mesmo a você. Seja sempre bem-vindo!

      Excluir
  4. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/0212+-+IG,6714187.rar

    ResponderExcluir
  5. Quais os músicos que tocam nesse disco?

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. A contracapa do disco só informa que a produção, arranjo e direção estão a cargo do maestro Renato de Oliveira.

      Excluir