Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Vários artistas - Quem quer votar? (Coletânea dupla)

Coletânea reúne 33 canções que traçam um retrato fiel da política nos últimos 30 anos
Músicas conduzem eleitor à reflexão e ao protesto, com voto nulo nas próximas eleições
Hoje, ao ver os posts dos amigos da Comunidade MC & JG, do Orkut, me deparei com a coletânea dupla acima e o texto de apresentação do RStone. "Quem sabe, ouvindo estas músicas, com o senso crítico que elas demandam, as pessoas refletissem de forma a rejeitar este quadro político brasileiro, votando nulo, em peso", diz ele, referindo-se às eleições que se aproximam. Por concordar com o conteúdo, e achar que uma campanha pelo voto nulo é a nossa forma de protesto contra essa palhaçada que está aí, tomei a liberdade de repostar aqui, com os meus parabéns e meu agradecimento ao autor RStone. Sintonize:

"Em 1984, em plena campanha das Diretas-Já, o hoje saudoso deputado federal Ulisses Guimarães recomendou ao porta-voz do presidente João Figueiredo a audição de “Inútil”,  música do grupo Ultraje A Rigor, cuja letra emblemática dizia que  “a gente não sabemos escolher presidente”, dentre outras inabilidades do cidadão comum do povo. É provável que aquele  porta-voz do general Figueiredo não tenha  parado um minuto sequer para ouvir a música “Inútil”, apesar do apelo do grande Ulisses Guimarães. Afinal,  sabemos que a grande maioria dos políticos não gosta de música – assim como não gosta de gente. Político gosta de voto, de verba de gabinete, de fazer promessas que jamais são cumpridas.

Mas, enquanto os políticos não são lá muito chegados em música, rock principalmente, os músicos, ao contrário, adoram os políticos. Quer dizer, as mancadas, as mentiras, as promessas não cumpridas, a roubalheira, tudo isso dá música, e melhor, é uma maneira de  denunciar a esculhambação que se tornou o meio político brasileiro. Estas duas compilações abrangem um período longo da história política do  país,  que vem do início dos anos 80 para cá. São  33 canções que, juntas, traçam um retrato fiel da política nos últimos 32 anos,  dos resquícios finais da ditadura militar à  Nova República,  chegando aos dias atuais desta democracia artificial que se vive no Brasil.

Ambos os volumes começam com  uma vinheta disfarçada de tema infantil, bem ao estilo dos políticos que se vestem de cordeirinhos em época de campanha eleitoral para surrupiar o doce, ou melhor, o voto dos eleitores incautos, que infelizmente constituem a maioria do povo brasileiro. Canções como estas que estão aqui deveriam ser ouvidas pela maioria dos cidadãos, principalmente neste momento em que se disputam eleições municipais pelo país afora. Quem sabe, ouvindo estas músicas, com o senso crítico que elas demandam, as pessoas refletissem de forma a rejeitar este quadro político brasileiro, votando nulo, em peso.  Seria uma resposta clara do povo a estes políticos que aí estão, sem exceção.  Seria um susto tremendo nessa gente!

Nós, cidadãos do povo, precisamos demonstrar nossa recusa  à participação do jogo político.  E essa campanha para as eleições municipais traz uma grande oportunidade de dizermos não a todo este jogo sujo que é a política, assim como à este resquício de ditadura que ainda existe em nosso país;  tome como exemplo o voto obrigatório, o serviço militar obrigatório, e até a escola obrigatória. É preciso desmascarar as mentiras ideológicas dos poderes múltiplos. O tal "Estado de direito" é falso de ponta a ponta! Desconfie dos preceitos de um Estado que sequer cumpre suas próprias leis. Lembre-se: quem paga a conta somos nós, mas quem manda são eles! Temos o direito de ir contra tudo isso.  E nada melhor que uma canção para nos incentivar a continuar lutando contra essa mentira que é eleição neste país, com voto obrigatório e um quadro político desolador". Confira:

VOLUME 1

01 - Ultraje a Rigor - A constituinte (vinheta)
02 - Lobão - Quem quer votar (O sofisma)
03 - Paralamas do Sucesso - Luiz Inácio (300 picaretas)
04 - Raul Seixas - Abre-te Sésamo
05 - Plebe Rude - Até quando esperar?
06 - Titãs - Vossa excelência
07 - Caetano Veloso - Podre Poderes
08 - Inocentes - Promessas
09 - Garotos Podres - Vou fazer cocô
10 - Lobão - O eleito
11 - Legião Urbana - Perfeição
12 - Ultraje a Rigor - Inútil
13 - Os Replicantes - Mentira
14 - Engenheiros do Hawaii - Toda forma de poder
15 - Ira! - Por trás de um sorriso
16 - Legião Urbana - Que País é este?

VOLUME 2

01 - Camisa de Vênus - Batalhões de estranhos (vinheta)
02 - Lobão - Presidente Mauricinho
03 - Plebe Rude - Voto em branco
04 - Biquini Cavadão - Zé Ninguém
05 - Legião Urbana - Música urbana 2
06 - Camisa de Vênus - O país do futuro
07 - Paulo Patife Band - Vida de operário
08 - Detrito Federal - Desempregado
09 - Titãs - Nome aos bois
10 - Inocentes - Pátria amada
11 - RPM - Muito tudo
12 - Ira! - O candidato
13 - Ultraje a Rigor - Filho da puta
14 - Titãs - Jesus não tem dentes no país dos banguelas
15 - Rita Lee - Arrombou o cofre
16 - Alípio Martins - Os presidenciáveis
17 - Raul Seixas - Quando acabar o maluco sou eu

Colaboração: RStone, da Comunidade MC & JG, do Orkut

9 comentários:

  1. Volume 1

    http://www.mediafire.com/?c5x346tedeec4fe

    Volume 2

    http://www.mediafire.com/?81jj29qa8a69pdo

    ResponderExcluir
  2. CONCORDO COM A IDÉIA, ENTRETANTO, JAMAIS!, SIM, JAMAIS EU POSTARIA NESTA COLETÂNEA A FAIXA 3 DO VOLUME 1, POIS O GRANDE ARQUITETO DE TODA SAFADEZA, CORRUPÇÃO E COISAS TAIS, QUE ESTÃO DESTRUINDO O BRASIL É, JUSTAMENTE, O PICARETA lUIS iNÁCIO, O MENSALEIRO MOR.
    EM TEMPO: BAIXEI OS DOIS VOLUMES, MAS, ANTES DE OUVI-LOS, DELETEI A REFERIDA FAIXA PARA Ñ COMPACTUAR COM TAMANHA CONTRADIÇÃO.

    ResponderExcluir
  3. Eu também acho que depois do escândalo do mensalão a música "300 Picaretas" ficou sem sentido algum para os dias atuais. Porém, o meu cd não fica sem a faixa 3 (volume 1). Sugiro que incluam a música do Falcão "Ordem e Progresso" (está no link abaixo).

    https://rapidshare.com/files/784242155/Falcão - Ordem e Progresso.zip

    Élcio

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhuma música nuuuuunca vai dizer de verdade toda podridão
      que é aquele antro chamado brasília e a classe de humanos chamados
      políticos que lá se instalou...
      Quanto a música 3, fica pela retórica:
      o luiz inácio falou e assim pode ser usado, pois o letrista já tinha
      um autor do dito, e toda letra vale pelos 300 picaretas,
      que contados na matemática certinha, são muuuuuuuuuuuuuuuuito
      mais que 300... Já incluí a música do Falcão: boa.
      Faltou, com certeza, a do Zé Ramalho:
      "admirável gado novo". Letra genial!
      Valeu Chico por replicar aqui a bem bolada coletânea do RStone.
      Abraços!
      Kalypso

      Excluir
  5. E faltou aquela música do Chico Buarque de Hollanda Apesar de Você,que criticava a ditadura militar

    ResponderExcluir
  6. Novos links:

    Volume 1

    http://www.4shared.com/rar/N-o_w2ZX/090_-_QQV1.html?

    Volume 2

    http://www.4shared.com/rar/VKDqkl4-/090_-_QQV2.html?

    ResponderExcluir
  7. Valeu! Só acho que está faltando as músicas da banda Garotos Podres, de São Paulo.
    01 - Subúrbio Operário
    02 - Garoto Podre
    03 - Miseráveis ovelhas
    04 - Liberdade(onde esta)
    05 - Maldita preguiça
    06 - Vou fazer coco
    07 - Não devemos temer

    ResponderExcluir