Pesquisar este blog

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Vários artistas - Banda Contrabanda (1986)

Álbum lançado pela Polyfar apresenta grupos participantes do Concurso Banda Contrabanda
Este álbum, lançado em 1986 pela Polyfar, selo popular da Philips/Polygram (hoje Universal), atende ao pedido do Elcio, visitante do blog. O disco, pelo que entendi, é resultado de um concurso musical exclusivo para grupos de rock, realizado provavelmente no Rio de Janeiro, daí o título do disco "Banda Contrabanda". A vencedora foi a 747, que abre o LP no lado A, e a vice-campeã, Uns e Outros, no lado B. Infelizmente, as demais colocações são desconhecidas porque o disco peca pela falta de informação sobre o campeonato, realizado no período em que pipocaram bandas de rock em todo o País, repetindo duas décadas depois o mesmo fenômeno ocorrido durante a efervescência da Jovem Guarda nos 1960.

Acredito que o grande "boom" dessa reprise musical se deve ao enorme sucesso do grupo Blitz, que abriu caminho nas gravadoras para bandas como Paralamas do Sucesso, Titãs, Barão Vermelho, Kid Abelha, RPM, Metrô e outras. Nem todos tiveram a sorte de alcançar o sucesso. A maior parte das bandas deste disco não vingou. Só conheço a Uns e Outros, sendo que a Mirage teve um homônimo em 1990, cujo disco já foi postado no blog. Justamente pelo anonimato dessas bandas, achei que seria legal, logo após a relação das músicas, reproduzir o texto informativo sobre cada uma que se encontra impresso no encarte. Confira:

01 - 747 - Vem pra cá 747
..... (Marcus Nabuco)
02 - Cilada Mixta - Nunca disse que não
..... (Marco Manela - Edu Lissovsky)
03 - Logotipo - Olhar
..... (Eugênio Campello - Celso Alvim)
04 - Filhos da Pauta - Doce veneno
..... (Denise Mastrangelo - Paulão)
05 - Mirage - Última geração
..... (André Felippe - Marcelo de Alexandre)
06 - Oficina de Luz - O mesmo jogo
..... (Bob Dênio - Moacyr Junior)
07 - Uns e Outros - Dois gumes
..... (Marcelo Hayena - Cal - Serginho Bastos)
08 - Espiral - Louco pra te achar
..... (Adriano Gama)
09 - Bugi Gang - Tramas
..... (Lamarca)
10 - Areia Quente - Pés na estrada
..... (J.Fábio Barreto - Dé - J. Emilio)
11 - Trânsito Livre - Vai fundo
..... (Carlos Araújo - Jorge Nascimento - André Monteiro)
12 - Ticket - Todos os olhos
..... (Ronaldo)

BANDAS DO DISCO

747 - A banda surgiu em novembro de 1985, reunindo músicos que acompanhavam cantores como Sandra Sá, Fagner e músicos participantes das bandas Black Rio, Cinema a Dois e Cheque Especial. Buscando um novo som, Paulinho Black (bateria) Ulisses (vocal), Marcus Nabuco (guitarra) e Tato (baixo) atuaram em dezembro num bar da Barra da Tijuca. Em junho de 1986, com a entrada de Papi (teclados e vocal) e com a participação especial de Zé Roberto (percussão), a banda apurou a preocupação com os arranjos e desempenho de cada músico, adquirindo sua formação definitiva. Com apresentações em bares, danceterias do Rio, como em outros estados e com a vitória do Concurso Banda Contrabanda, o 747 vem conquistando seu público, alcançando maturidade e se preparando para o sucesso.

CILADA MIXTA - Formada em abril de 1985, a banda é composta de três músicos e dois vocais: Marco Manela e Elisa Palatnik (vocais), Jeff Stanley (americano) na guitarra, Sami no baixo e Marcelo Costa na bateria. Depois de gravados “2 demos”, Marco e Elisa formaram a Cilada Mixta com Jeff, Sam e Marcelo. O nome “Cilada Mixta” se origina da flexibilidade de estilo entre músicos e músicas.

LOGOTIPO - Carioca, nascido há seis anos, o grupo enfrentou o mesmo circuito inicial das maiores bandas de todo lugar: os festivais estudantis, shows em colégios, as obrigatórias apresentações em bares até desembocar nas danceterias. De 1985 pra cá, com entrosamento e amadurecimento de seu show, Logotipo sai do território carioca, indo conquistar um público novo e crescente (Lambari, Paquetá, Itacuruçá) até chegar ao Circo Voador. É formado por Eugenio Campello (vocal), Daniel Telles (baixo), Felipe Eyer (guitarra), Celso Alvim (bateria), Lourival Franco (teclados) e Sérginho Alvares (sax).

FILHOS DA PAUTA - A banda nasceu na Zona Sul do Rio (Ipanema) há aproximadamente um ano (1985). Filhos da Pauta, segundo seus integrantes, “apresentou um som de linhas variadas, mas enraizados no rock”, tirando partido, para tanto, de arranjos e efeitos característicos. Os quatro participantes da banda são músicos profissionais, que “batalham unindo suas experiências anteriores, para irem em busca de um lugar ao sol”. É formada por Paulão (baixo e vocal), Denise (teclado e vocal), Gustavo (guitarra e vocal) e, na bateria, Marcummmm (Obs: sim, com quatro "emes" no final).

MIRAGE - A banda reúne três músicos que iniciaram o atual trabalho há seis meses, depois de uma série de produções anteriores: Projeto “Armação Ilimitada” – pela gravadora Som Livre; Filme “Rock Estrela”, de Lau Rodrigues, com a música “Polígama”, e Projeto “A Era do Halley”, rock para seguimento infantil pela Gravadora Som Livre. Hoje, com Marcelo de Alexandre (baixo, teclado, vocal), Roberto Fiappo (bateria) e Armando Souza (guitarra), o grupo retoma às bases do rock de densidade e passa a explorar sonoridades bem particulares. As letras, que tratam sobre a condição humana, as guerras no mundo, o futuro da humanidade e a reflexão existencial, são de autoria de André Felippe, sendo que as músicas são de Marcelo de Alexandre.

OFICINA DE LUZ - Há alguns anos atrás, dois irmãos, Dênio (guitarra, voz) e Moacir (voz e letras) empunhavam cabos de vassouras como se fossem guitarras elétricas, imaginando-se estrelas do pop, tocando para um público imaginário. Anos mais tarde, a dupla saiu de Goiânia rumo ao Rio de Janeiro, onde encontrou Bobby (baixista, compositor, voz) vindo de New York, trazendo na bagagem além do baixo claro, muito Rhythm and Blues. Esse encontrou proporcionou uma mistura musical entre o swing brasileiro com a energia e a versatilidade do rock americano. O tempero brasileiro da banda ficou por conta de Julinho, o percussionista do grupo. Na bateria, Eduardo, a pulsação forte da Oficina da Luz. Para completar, o tecladista italiano, Pino Danielle, que acrescentou ao grupo um lado bem do tipo “soft rock”.

UNS E OUTROS - Tudo começou em 1984 com a dissolução de um grupo de MPB. Marcelo Hayena (vocal e letras) pegou o que restou da antiga banda e formou o Uns e Outros. Se unia à banda Nilo (guitarra), Cal (contrabaixo) e Jonathas (bateria e percussão). Já se apresentaram em shows como no Halley Rock Festival (São Paulo) e Rock in Conari (Teresópolis), e nas danceterias Metrópolis, Robin Hood e Titanic. Segundo os integrantes da banda, eles não têm um estilo definido, tocam desde o funk até reggae e ska. Sua principal característica é o balanço. “Nossas letras retratam o comportamento urbano de um ponto de vista solitário, até mesmo depressivo, com toques de um humor cínico e agressividade”.

ESPIRAL - O grupo nasceu há dois anos após uma transformação lenta e gradual, partindo do rock tradicional para o rock tecnológico. Dilmar e Magno, os tecladistas, se equiparam com os mais modernos sintetizadores para criarem os sons que caracterizam a banda. No vocal, a segurança e a criatividade de Jorge, na guitarra a presença de Adriano. No contrabaixo, Pedro Coelho e na bateria o garoto Edmar, que promete ser uma das maiores revelações do instrumento. A banda é nova e aposta não só no som jovem como na superprodução de palco, uma de suas características mais marcantes.

BUGI GANG - A banda se formou em 1984. Desde então vem apresentando seu estilo “new crazy” (como a própria banda o denomina) – um mesclado de vários estilos musicais. É formada por Jonny (guitarra e vocal), Luidee (teclados e vocal), Cláudia (vocal), Leleco (bateria), Mauro (baixo) e Patrícia (vocal).

AREIA QUENTE - Com o objetivo de não ser “mais uma” banda de rock, e sim ser algo mais que um rótulo de rock, Dé (teclados), J. Emilio (baixo), Fábio Barreto (bateria), Neném (guitarra) e Gugu (vocal) formaram em julho de 1985 a banda Areia Quente. A maioria dos músicos já gravaram em companhia de cantores da MPB. Juntos no disco Banda Contrabanda vivem a experiência do 1º disco. “Acreditamos na evolução do rock e que viemos para ficar”, afirmam os músicos da Areia Quente.

TRÂNSITO LIVRE - Formada em 1983 por João Carlos Suita, Charles Berton, Sergio Coelho e Juninho, o estilo da banda tinha influência ativa no Rock and Roll. Atualmente, a banda é formada por Dunga (vocalista), Serginho (guitarra), Rá (baixo), Juninho, ainda da primeira formação (baterista) e Bagheti (tecladista). Eles têm como proposta maior transmitir ao público uma imagem bem solta, simples e criativa. “A banda não se define como mais um grupo de rock. Através de um som contagiante e atual, procura acompanhar as diversas tendências existentes na música nacional e internacional”.

TICKET - O grupo surgiu com uma oportunidade de gravação na RCA, com o nome Banda de Maçã. Até então, cada componente tinha sua experiência individual. Os meninos tocando em outros grupos, e Rose, a atual representante da banda Ticket, participando de festivais de clubes estudantis. A estréia do grupo em show surgiu agora, através do projeto Banda Contrabanda.

8 comentários:

  1. http://www.mediafire.com/?ccad77nmyjdgquo

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pela postagem.
    Elcio

    ResponderExcluir
  3. Novo link:

    http://www.4shared.com/rar/3iamzLkH/078_-_B_X_B.html?

    ResponderExcluir
  4. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/078+-+B+X+B,898976569.rar(archive)

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre li sobre esse disco nas biografias do Uns e Outros, mas queria conhecer o som das outras bandas, e principalmente, queria saber quem tinha ficado em primeiro lugar. Afinal, pra vencer o Uns e Outros, os caras deveriam ser muito bom. Deveriam, mas depois de escutar o disco... fico imaginando quem julgou isso?! Pq na boa, o Uns e Outros é anos luz a melhor de todas, seja na letra, na melodia, ou no que for. Enfim, valeu pela postagem.

    ResponderExcluir
  7. Caramba. Estava procurando esse disco há muito tempo.

    ResponderExcluir
  8. Vc ainda tem O link para baixar o disco BAnda contra BAnda?

    ResponderExcluir