Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Celso Blues Boy - Marginal blues (1986)

 Revista Backstage considera Celso Blues Boy como um dos 20 maiores guitarristas da história
Cazuza, Dalto e Sá & Guarabira têm participações especiais neste segundo LP do artista
Sim ... sei que este álbum do Celso Blues Boy não é novidade na rede, mas não poderia deixar de postá-lo em homenagem póstuma ao músico de 56 anos que morreu ontem, dia 6, em sua casa, em Joinville, Santa Catarina. Neste LP, "Marginal Blues", lançado pela Philips em 1986, o cantor, guitarrista e também compositor conta com as participações especiais do saudoso Cazuza, Dalto e da dupla Sá e Guarabira. Celso deixou sua marca no cenário musical doméstico por ter dado um sotaque brasileiro ao blues. Seu talento atravessou a fronteira do Brasil e a revista Backstage o incluiu entre os 20 maiores guitarristas da história.

Segundo consta, Celso sofria há cerca de um ano de câncer na garganta, provavelmente devido ao cigarro,  e mantinha a enfermidade em segredo. Ele teria se recusado a fazer os tratamentos necessários. A pedido próprio, não houve velório e o corpo foi encaminhado para Blumenau, onde será cremado nesta terça-feira. O seu nome de batismo é Celso Ricardo Furtado de Carvalho e começou a tocar profissionalmente na década de 1970. Aos 17 anos, já atuava como apoio a grandes nomes da música, como Raul Seixas, Sá & Guarabyra, Renato e Seus Blue Caps, Luiz Melodia e Cazuza. Ele também fez parte das bandas Legião Estrangeira e Aero blues, considerado o primeiro grupo de blues do Brasil. O seu primeiro disco, "Som na guitarra", foi lançado em 1984, com seu maior sucesso, "Aumenta que isso aí é rock'n roll", e outros hits como "Blues motel" e "Rock fora da lei". 

Celso ainda participou da trilha sonora dos filmes "Rock Estrela" e "Bete Balanço". Nos anos 1990, passou a se apresentar no Exterior e fez amizade com B. B. King, seu maior ídolo, que participou da faixa "Mississipi", em homenagem ao lendário Robert Johnson, do disco "Indiana blues", de 1996. No mesmo ano em que lançou esse disco, Blues Boy foi atração do Festival de Montreux, na Suíça. Nos anos 2000, voltou ao Rio para gravar um DVD ao vivo no Circo Voador. No ano passado, lançou o álbum "Por um monte de cerveja", e vinha excursionando pelo Brasil quando, no mês passado, sofreu uma paralisia facial, que o impediu de fazer algumas apresentações agendadas. O último show aconteceu no dia 7 de julho, no SESC Santo Amaro, em São Paulo, deixando atrás de si uma legião de fãs que, acredito, a exemplo de Raul Seixas, será reverenciado pelas futuras gerações devido ao enorme talento. Confira:

01 - Marginal (part. esp.Cazuza)
..... (Celso Blues Boy)
02 - Só resta um blues
..... (Celso Blues Boy)
03 - Quem entende ( I can´t stand this)
..... (Eric Clapton - vs: Celso Blues Boy)
04 - Não me espere
..... (Celso Blues Boy)
05 - A velha música (part. esp. Dalto)
..... (Celso Blues Boy)
06 - Forasteiro (part. esp. sá e Guarabira)
..... (Celso Blues Boy)
07 - Isso não é nada mais
..... (Celso Blues Boy)
08 - Alyne
..... (Celso Blues Boy)
09 - Dry blues gin
..... (Celso Blues Boy)


7 comentários:

  1. http://www.mediafire.com/?64a2vkki02e134w

    ResponderExcluir
  2. Agora Esperamos pelos demais do Celso Blues Boy

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber se alguém tem algum desses compactos do Rock brasileiro dos anos 80.

    Doce Veneno
    Marca Registrada
    MIG 25
    Câmera Indiscreta
    Minas e Energia
    Flor da Pele
    Banda Atômica
    João Cometa
    Seda Pura
    Zé da Gaita
    Cássio Tucunduva
    Front

    ResponderExcluir
  4. Novo link:

    http://www.4shared.com/rar/ec4eJuPt/062_-_CBB.html?

    ResponderExcluir
  5. Novo link:

    http://minhateca.com.br/sintoniamusikal/062+-+CBB,899253220.rar(archive)

    ResponderExcluir
  6. Meu caro Chico vc tem nessas suas coletâneas um grande compositor e cantor gaucho chamado Pedro Raimundo ele compôs aquela pérola que escadaria. Grato Alberto.

    ResponderExcluir